[20 Anos de Mega Drive] O console e periféricos

No dia 29 de outubro de 1988 era lançado no Japão o Sega Mega Drive, que ao ser lançado nos EUA ganharia o nome de Sega Genesis. O videogame ainda é produzido pela TecToy, sem entrada de cartuchos e com games de celular adaptados. Uma das maiores vantagens era o Sega Power Base Converter, que aproveitando que o console tinha o chip extra Zilog Z80, permitia que rodasse o Master System, além do chip padrão Motorola 68000. É possível destacar duas versões portáteis do Mega Drive que apareceram no Brasil: O Nomad, uma versão portátil lançada em 1995 que possuía entrada para cartucho e a versão portátil que ainda é vendida no Brasil.

Mega Drive Sega Power Base Convertor Sega NOMAD
Mega Drive Portátil Mega Drive 3

O Mega também tinha dois periféricos: O Sega CD lançado em 1991, um periférico que trazia jogos novos, só que no formato de CD, isso que na época dos computadores somente com o drive de disquete era o supra-sumo da informática. Muitos títulos lançados eram apenas remake (como Prince of Persia ou a coletânia Sega Classics Arcade Collection). Um destaque negativo foi Mortal Kombat: Gráficos iguais o do Mega, loading e comercial da versão para SNes (???). Três anos depois sairia o 32X que funcionava do mesmo jeito que o Sega Power Base Converter, ocupando a área de cartucho, dessa vez nada de delays e também aceitava jogos em CD (claro, com o Sega CD junto). O 32X durou até 1995 e o Sega CD até 1996.

Mega Drive com o Sega CD a direita e o 32X em cima
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: