Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Sega’

Versões: Tom & Jerry – The Movie (SMS e GG)

Tom & Jerry the Movie foi lançado em 1992 para Master System e em 1993 para Game Gear e apesar do nome, nada tem a ver com o filme. O objetivo do jogo é que você como o Tom tem de capturar o Jerry em todas as fases. Apesar das duas versões serem parecidas, elas estão longe de serem iguais. (As fotos da versão GameGear foram feitas no emulador Fusion, por isso há essa borda.

Leia mais…

Categories: Game Gear, Master System

Extra!! Angry Birds para… Mega Drive!

Angry Birds - Mega Drive

 Imagem: denymetanol (Instagram)

 

Notícia de última hora: Angry Birds, o arrasa-quarteirão dos dispositivos móveis, acaba de ganhar uma versão demo para ninguém menos que o nosso querido Mega Drive!

Na verdade não é uma versão oficial da Rovio, desenvolvedora do game, e sim um homebrew criado na China. Veja como a demo do game ficou no vídeo abaixo:

  Leia mais…

Passagem Secreta para um Universo Alternativo – E se… o Dreamcast não tivesse falhado?

Lá vamos nós para outra viagem à realidades paralelas, dessa vez num ponto do tecido tempo-espaço onde o Dreamcast se tornou o mais aclamado videogame já feito pela humanidade (putz, que exagero!). Venha com a gente e veja o que aconteceria se o último console da Sega não tivesse falhado, e mais, se tivesse bombado fodásticamente.

Legal é que o logo do Dreamcast já tem cara de vórtice temporal

Ao passado, mais especificamente em 1998…

Leia mais…

Passagem Pirata Especial: Os termos dos games

Muitas vezes os termos dos jogos piratas confundem as pessoas. Isso se deve ao fato de que há vários termos semelhantes entre si. Muitas vezes há a acusação de um jogo ser pirata enquanto ele não é e também o contrário acontece. Por isso, uma explicação rápida dos jogos que sempre entrarão. O único que não é pirata nessa lista é o Hack oficial e depois explico o porquê dele estar aqui.

Leia mais…

Pit Fighter (SMS): Jogue com os chefes!

A versão para Master System de Pit Fighter pode ser caracterizada como uma das piores versões do jogo, devido a seus personagens pequenos, pouca variedade de gráficos e torcida azul. Mas, essa é a única versão que permite que você jogue com os chefões, apesar que muitos não sabiam disso. E o melhor, isso está no manual!

Leia mais…

Sega Ages Online – Alex Kidd, Revenge of Shinobi e outros para XBox e PS3 com uma série de extras!

Apesar de andar mal das pernas no Ocidente, a Sega lá no Japão anda de vento em popa, investindo bastante em relançamentos de seus jogos mais clássicos para as plataformas digitais. Ainda bem. No último dia 29, a empresa anunciou o selo Sega Ages Online,  que pretende trazer os games de maior sucesso da época de ouro da empresa recheados de novos apetrechos que só a geração atual de consoles pode trazer. Mas calma: diferente dos relançamentos anteriores que a empresa já fez para o Xbox e PS3 (cuja produção foi terceirizada para a Backbone Entertaintment), aqui a coisa parece ser mais séria; afinal de contas, o nome “Sega Ages” não parece ter sido escolhido à toa, remetendo diretamente às coletâneas espetaculares lançadas para o Playstation 2 até o ano de 2008 – me refiro aos jogos do volume 15 em diante, e não aqueles remakes em 3D horrorosos que vieram antes. Leia mais…

Que tal relaxar neste sofá do Master System?

Cadeira para games agora é coisa dos mais fracos. O negócio é produzir sua própria mobília gamer, totalmente customizada. Foi o que o usuário Subby Kun, do site francês Gameblog.FR, decidiu (mandar) fazer  ao se admirar com a cama do Nintendinho. O resultado é incrível e invejavelmente fiel ao que conhecemos aqui no Brasil como o primeiro modelo do Master System – bastante popular também em território europeu. Leia mais…

Categories: Master System, sistema

A Agonia (ou Tragédia) de Doha e o Super Formation Soccer’94

Eliminatórias Asiáticas para a Copa de 1994

Antes da última rodada, classificavam dois times e quem liderava era o Japão com 5 pontos e 3 gols de saldo e em segundo lugar, Arábia Saudita, com a mesma quantidade de pontos. Atrás, na sequência, todos com 4 pontos: Coreia do Sul, Iraque e Irã. Em último lugar, a Coreia do Norte com 2 pontos. Essa última fase foi toda disputada em Doha, no Catar. Na época, a vitória valia 2 pontos e não 3, como atualmente.

Leia mais…

Vídeo com suposta versão protótipo de Sonic 1 é postado no Youtube (Atualizado)

A ROM com a versão preliminar do Sonic The Hedgehog de Mega Drive é uma espécie de Santo Graal dos fãs do personagem. De acordo com Yuji Naka, após usarem esse protótipo para apresentar o game em um evento, o cartucho deu chá de sumiço e nunca mais foi encontrado. Desde então, o único material que serve como prova de que esta versão existiu baseia-se em fotos das revistas de videogames da época, que mostram cenários de fundo, elementos de fase e várias outras coisas de forma diferente em relação ao que conhecemos na versão final. Até hoje, várias demos e versões protótipo dos jogos do Sonic foram desvendadas, adquiridas e publicadas na Internet; menos esse protótipo, cuja revelação poderia trazer sérios problemas a quem o adquiriu, afinal de contas, o cartucho originalmente foi roubado, não é?

Leia mais…

Categories: Mega Drive, notícias, segredos

Como seria a trilha sonora de Donkey Kong Country no Mega Drive

É sempre interessante quando pessoas se dedicam a experimentos como esse, não somente porque trazem uma nova abordagem de músicas imutavelmente clássicas, como também reafirmam de que a diferença entre os chips sonoros do Mega Drive e Super NES eram mais questão de gosto do que por parecer técnico – apesar do console da Nintendo levar realmente uma certa vantagem neste último aspecto.

Diante das discrepâncias de som entre os dois consoles, o misterioso Mixer Productions adaptou as músicas de Donkey Kong Country originalmente eternizadas por David Wise no Sony SPC700 do Super Nintendo para o Yamaha 2612 do Mega Drive. Utilizando timbres de jogos como Ristar e Ecco the Dolphin aliados aos samples (sons pré-gravados) de diversos outros jogos do console da Sega, o músico fez uma transição muito interessante das faixas, que, apesar de contarem com recursos de produção musical muito mais avançados e eficientes que os artistas em 1994 teriam à disposição para o Mega Drive, ainda nos fazem pensar como seria uma possível adaptação naquela época.

Leia mais…

Meme “O Que Joguei em 2011” – Parte 1: Video review de Rayforce

E, fazendo parte do meme organizado pelo Marvox Brasil e o Ighor do Videogame.etc, apresento a vocês mais um videocast do Passagem Secreta! Ao invés de elaborar um texto a respeito como a maioria dos outros blogs irá fazer, acabei arrumando uma desculpa para fazer mais um episódio de análises em vídeo, que tal? Até o final do ano, ainda apresentarei outros dois ou três jogos que joguei bastante em 2011, e na primeira parte dessa série, falo de um game que inevitavelmente ganharia um review por aqui: Rayforce, para Arcade e Sega Saturn! Também conhecido como Gunlock ou Layer Section ou ainda Galatic Attack, o jogo definitivamente me prendeu durante todo esse ano por uma série de fatores: trilha sonora estupenda (sim, eu peguei o jogo a princípio porque não parava de ouvir as músicas dele), dificuldade desafiante, gráficos retrô muito bons e uma experiência rápida digna de arcade que não me prenderia, já que este não foi um ano muito favorável para exercer minha jogatina. Enfim, vamos ao vídeo então. Caso tenha gostado,não deixe de curtir, favoritar, ou se inscrever no canal, para acompanhar os outros vídeos desta série!

Leia mais…

Categories: Arcade, Saturn, sistema, videocast

Fanfarronice: Takenobu Mitsuyoshi jogando Daytona USA

Qualquer fã da Sega conhece muito bem o Takenobu Mitsuyoshi, compositor de Game Music que não somente transitou pelas trilhas sonoras mais memoráveis da empresa nos anos 90 (de Virtua Racing até os principais temas de Shenmue) como também possui uma distinta porralouquice, sempre buscando uma oportunidade para cantar e executar suas estripulias. O cara é uma figura mesmo.

Além disso, ele também é o compositor/cantor/gritador de Daytona USA, que saiu recentemente  para a XBLA e PSN, “remasterizado em alta definição”. Dentre os destaques desta releitura, há o suporte a widescreen, jogo online até 8 jogadores e um modo Karaokê, que, como o leitor Christian bem apontou, consiste apenas na corrida normal com as músicas em versão instrumental acompanhadas das letras surgindo na tela, para que todos possam cantar. Meh.

De qualquer forma, é mais uma chance do showman da Sega brilhar. E, através deste vídeo, ele mostra a que veio. Ao som de “The King of Speed”, o músico tenta jogar, cantar e fazer palhaçadas em frente à câmera. O resultado é indescritível, é melhor vocês assistirem:

Leia mais…