Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Playstation 2’

Lugares esquecidos do beta na saga Grand Theft Auto

gallery7Muitas vezes, na produção de um jogo é normal que se retirem muitos elementos (o Grand Theft Auto San Andreas original teria dois DVDs de tamanho enquanto o que foi lançado teve apenas um). Isso se deve por vários fatores, assim como extremo cuidado da produtora e um exemplo comum é a fase Hidden Palace no Sonic 2 que continua no cartucho, mas não é acessível normalmente. Mas aqui no caso, vamos mostrar coisas que ainda estão no código e são acessíveis no jogo e não deveriam estar lá, seja por esquecer de substituir um nome ou mesmo por alterar alguns detalhes mais próximo do lançamento. Vejam:

Leia mais…

Categories: beta, PC, Playstation 2, Xbox 360

Jardins secretos no GTA San Andreas

kimonohÀs vezes, passeando pelo GTA San Andreas, é normal encontrar lugares os quais você nunca passou antes. esses lugares que vou postar não tem nada de mais para qualquer pessoa, mas são lugares de difícil acesso, geralmente jardins e que só podem ser alcançados com o jetpack, qualquer um dos veículos aéreos ou pára-quedas. É bom lembrar que estamos falando de telhados bizarros e não de Vamos a eles:

.

Leia mais…

O mapa dos UFOs de GTA San Andreas

ufo_gta-san-andreas-map-torenos-placeJá falamos sobre o mapa dos UFOS de GTA SA aqui, em que ele está presente tanto no Lil’Probe Inn quanto no rancho Toreno. O mapa apresentado é o beta do jogo e apresenta uma ilha que, assumimos, era uma versão de Alcatraz que realmente se situava na baía de San Francisco. Ao final do post tem um vídeo que mostra as diferenças entre o beta e o final. Nesse mapa sete há pontos grandes que indicariam a presença de UFOs, isso explicando a sua presença no Lil’ Probe Inn. Aqui, vamos investigar o que há em cada um dos lugares indicados.

De cima para baixo, vamos conferir um de cada vez.

Leia mais…

Quando o GTA encontra a Sega

CJD-500

Sim, a série Grand Theft Auto só apareceu em consoles da Sega pelo Dreamcast com uma versão de Grand Theft Auto 2. Também haviam rumores de que o Grand Theft Auto III seria lançado para esse console, mas acabou sendo cancelado. Mas há duas homenagens em que é possível ver coisas da Sega. Veja abaixo.

.

Leia mais…

Grand Theft Auto: o Blue Hell

O “Blue Hell” (ou seja, Inferno Azul) é chamado assim pelos jogadores por estar situado abaixo do nível normal do solo nos jogos GTA. Apesar desse termo propriamente do GTA, tenho uma notícia para vocês: todo jogo construído em ambiente 3D possui um BLue Hell! Importante: Blue Hell é uma coisa, está situado abaixo do solo. Interiores escondidos é outra: está situado bem acima do limite de altura do jogo (isso no GTA San Andreas). No futuro, faço um artigo falando exclusivamente dos Interiores escondidos.

Uma dica para quem joga as versões para PC: Baixe um Trainer e peça para capturar o local que você está (as coordenadas X, Y, Z). Isso feito, reduza o valor de “Z” um pouco. Pronto, você vai cair no Blue Hell!

Leia mais…

GTA San Andreas: Alguns segredos que não contam para você

Blue Hell. Área 69. Pênis gigante. Pé Grande. Carro Fantasma. Discos Voadores. Cadeira de rodas. Interiores escondidos. Isto aparece em todos os blogs e sites sobre GTA, então resolvi fazer uma pesquisa sobre outras coisas que podem ser encontradas no GTA San Andreas, a maioria, mentira. Por isso, procurei coisas diferentes do normal que geralmente blogs não falam. Para o futuro, quero ver se falo do contexto histórico desse jogo (sim, isso existe!)

Leia mais…

Categories: PC, Playstation 2, segredos

Os muitos Friendships de Stryker

O Friendship de Stryker sofre modificações conforme o console e a versão que ele aparece. O básico é ele apitar e segurar uma placa de “Pare” tal qual um guarda de trânsito estadunidense. Mas curiosamente em cada versão há uma alteração, veja mais a seguir:

 

 

Leia mais…

Tekken e as influências (que a Namco nega até o fim!) – Parte 2

Continuando o post anterior, em que víamos os personagens de Tekken que, embora a Namco negue com bastante propriedade, são obviamente inspirados em atores, pessoas ou ícones do mundo pop.

Depois de apresentar alguns dos mais evidentes e até outros onde é preciso ter algum conhecimento de causa pra ter certeza, seguem os demais “homenageados”, alguns não tão óbvios e outros MUITO óbvios!

Leia mais…

Tekken e as influências (que a Namco nega até o fim!) – Parte 1

Animado pelo tópico do Talude sobre a origem do Bison (Vega), resolvi citar algumas curiosidades sobre as influências de alguns personagens de TEKKEN, a minha série de luta favorita, que foram obviamente inspirados em lutadores ou artistas reais.

O interessante é que a Namco, criadora da série, jura de pés juntos que não se inspirou em nenhuma pessoa em específico e que tudo isso é conjectura dos fãs, mas essa conversa muito provavelmente é pra não pagar direitos autorais a ninguém, mesmo chegando a ser quase uma espécie de Cameo. Independente disso é fácil reconhecer alguns deles, além de ser bem bacana perceber essas homenagens. O fato do jogo ter gráficos 3D realistas desde o primeiro game da série (e que obviamente foram evoluindo) favorece a identificação e, porque não, acabam criando uma identificação do fã com o personagem. Sem falar que se houvesse grana e boa vontade pra fazer, daria um filme duca… ou não, afinal tem gente aí que não se situa na mesma época e alguns já haviam morrido quando outros nem tinham aparecido! Enfim, vamos lá, começando pelos mais manjados.

Leia mais…

Músicas de Sonic executadas ao vivo pelo seu autor!

Mesmo fãs de Sonic não sabem que é Richard Jacques eu explico: Ele é um compositor inglês de várias trilhas sonoras de games tendo trabalhado em todos os jogos do Sonic desde Sonic 3D Blast até Sonic Black Knight.

Aqui nesses vídeos também está a cantora inglesa TJ Davis, ela fez parte do tributo ao ABBA e também cantou as músicas da versão em inglês do Sonic R.

.

Leia mais…

Fantasy Zone II DX – Review

Após o lançamento de Fantasy Zone para o Arcade e suas milhares de conversões para todos os consoles da época, a Sega decidiu dar continuação à saga de Opa-Opa. No entanto, a decisão da plataforma que abrigaria o jogo foi um tanto questionável: Fantasy Zone II: The Tears of Opa Opa foi lançado para o Master System, considerado um retrocesso técnico em relação à placa System 16, que abrigava grande parte dos jogos de Arcade da Sega na época. Apesar do jogo possuir um dos melhores gráficos para o console, nem de longe chegava a todo o potencial que poderia ter sido alcançado caso o jogo tivesse sido concebido originalmente para os fliperamas. Assim, apesar da continuação ter sido um sucesso, os fãs da série encararam FZ II como uma oportunidade perdida de uma continuação que fizesse jus a seu predecessor no quesito técnico.

Acompanhe o review desta excelente continuação para Arcade/Playstation 2

 

Categories: Arcade, Playstation 2, reviews