Arquivo

Arquivo da Categoria ‘variedades’

Os piratas argentinos para Mega Drive

Volto a falar de um assunto que gosto demais: os piratas, hacks e assim por conseguinte. Na América do Sul houve produção de jogos tanto de forma legal quanto ilegal de games durante o período dos 16 bits tanto no Brasil, quanto na Argentina e no Peru. Na Argentina há de se considerar três jogos que foram emulados: dois hacks, um de futebol e um de corrida e um original, de truco! A propósito, antes que alguém comente, é possível que a origem do futebol argentino, brasileiro de SNES sejam peruanas, com a narração bizarra feita lá. Topdos os jogos citados aqui foram vendidos na Argentina e em outros países da América do Sul.

Leia mais…

Censura na abertura de Street Fighter II Special Champion Edition do Mega Drive

Isso não é algo novo, tanto é que sempre é citado nos fóruns e outros posts da vida relacionados a Street Fighter II e as conversões polêmicas para os consoles. Inclusive, se não me engano, foi citado na Old Gamer Nº 1, na extensa matéria sobre o game. No entanto, para quem não conhece ainda a história, há uma diferença na abertura da conversão de Street Fighter II Special Champion Edition para o 16-bit da Sega. Na abertura original de arcade, se analisarmos a cena da forma, er, social, um afro-descendente apanha de um caucasiano, o que foi mantido na versão japonesa do game para o Mega Drive.

Leia mais…

Categories: curiosidades, Mega Drive

A publicidade nos games e os advergames

Há muito tempo as empresas descobriram que os jogos podem ser uma ótima forma de divulgar o seu produto, desde os anos 80. Recentemente vêm surgindo jogos com propagandas e, além disso, jogos que convocam o jogador a participar de instituições como o exército americano. A propaganda pode ser explícita na qual pode estar no nome do jogo, inclusive.

Leia mais…

Mais incrível ainda: Depois de CrazyBus, fizeram o CrazySonic!

Você já viu aqui no Passagem Secreta o jogo que rebaixou os degraus que definem a mediocridade e estuprou sua audição de forma jamais ouvida antes no Mega Drive (Menu de Sonic Spinball, estou apontando para você!). Já acompanhou também o campeonato insano feito com o jogo, em um encontro onde, parafraseando a brilhante Marina Person, “um bando de marmanjos se trancam numa casa para jogar games que a moçada de hoje nem conhece”. Agora, para dar continuidade a esta saga incrível, o Hyper Emerson, do site parceiro Twosday Coder, fez uma versão Sonic do jogo, unindo a emoção do original à adrenalina presente nos jogos do ouriço de uma forma jamais vista!

.

Leia mais…

Categories: artigos, curiosidades

Vox Populi: Qual desses jogos do Sonic é seu favorito?


É sabido que, no mês de Junho, o azulão da Sega comemora 20 anos de existência, o que reacenderá as discussões nostálgicas sobre o quão eram legais os jogos de Mega até sua transição controversa para o 3D, e consequentemente sua derrocada junto à empresa que o concebeu.

É claro que, dentre todos os jogos da fase de ouro do personagem, os mais lembrados são os que pertencem à série principal, ou seja, do Sonic The Hedgehog de 1991 até o Sonic&Knuckles, incluindo aí as conversões e jogos originais (nem tão bons assim) para o Master System e Game Gear. Mas existem por aí os jogos “marginais”, ou seja, aqueles games que tentaram uma abordagem diferente do jogo de plataforma tradicional, e que geram até hoje certa controvérsia entre os fãs. Leia mais…

Categories: curiosidades, humor

Programa de TV mostra como é dirigir bêbado em… Cruisin’ USA

Se você é um gamer, provavelmente possui um senso crítico mínimo e sabe que a TV pode ser, em alguns vários momentos, bastante imbecil e diarréica. O que muitos desconhecem, porém, é que a TV americana parece ser mais retardante ainda: em um programa de auditório, o assunto em questão era referente aos males que a bebida traz e como ela pode alterar os sentidos de quem dirige um carro sob os efeitos do álcool. Para demonstrar tal argumento, a produção do programa teve uma boa ideia: colocar pessoas bêbadas de frente a um “simulador”, e ver como o motorista pinguço lida com a direção.

O problema é que o “simulador” em questão é uma máquina de Arcade de Cruisin’ USA, um jogo que conhecemos bem como não ser exatamente a experiência mais realística de direção - e também por conter uma das músicas mais pornográficas e cafonas da década. Mas eles foram em frente, e é claro que é tudo tão ensaiado que chega a ser ridículo. Veja por quê:

Leia mais…

Alguém lembra? TV POWWW!, no SBT

Esse é o tipo de programa na televisão que me surpreendeu por nunca ter ouvido falar nele antes – ou seja, minha cabeça explodiu. Assistindo ao Especial sobre Programas Infantis que o SBT transmitiu no último sábado, descobri sobre essa que parece ser a primeira atração totalmente interativa relacionada a videogames na televisão brasileira.

O TV POWWW! (pronuncia-se em inglês mesmo) surgiu no SBT em meados dos anos 80, embarcando no sucesso que o programa tinha nos Estados Unidos, onde apareceu pela primeira vez em 1979, com o nome “Say POW”. A atração consistia na participação por telefone de uma pessoa que controlava o jogo na tela através de comandos de voz, ou, como preferir, gritando “POW”. O primeiro game usado pelo programa foi o Shooting Gallery, do Channel F; mas, quando a Fairchild descontinuou a produção do console, o Intellivision roubou a cena e teve jogos como Moving Target, Sharp Shot e Space Battle adaptados para o programa.

Leia mais…

Categories: artigos, curiosidades

Peach, a mãe dos filhos de Bowser (?!!!)

Um  dos questionamentos pertinentes do universo Mario é “de onde vieram os filhos do Bowser?” O primogênito Baby Bowser, que surgiu pela primeira vez em Super Mario World 2: Yoshi’s Island, deu início a uma família de pequenas e abomináveis criaturas que vieram a aparecer nos jogos posteriores do encanador, principalmente na série Mario Party.

Mas, quem é a progenitora disso tudo? Nunca na série foi apresentava uma versão fêmea do Bowser, ou nunca foi citado que o vilão era hermafrodita ou algo assim. Então ficou a dúvida: Quem pariu essas tartarugas espinhentas? Leia mais…

Categories: artigos, GameCube, humor