Moonwalker e a canção Thriller

MoonwalkerMoonwalker, lançado em 1990, fazia parte do plano da Sega de contratar famosos para estrelar seus games, e assim passar por cima da Nintendo. O jogo teve um sucesso considerável e, apesar de ser mediano, divertia justamente por retratar Michael Jackson e seu universo – mesmo sem tanta fidelidade…

Muitos fãs se perguntam por que a canção Another Part of Me toca na fase do cemitério no jogo, ao invés de tocar Thriller, cujo videoclipe serviu de inspiração para o estágio do game. Porém, descobriram recentemente que a a canção original está presente na primeira revisão do cartucho

Confira toda a controvérsia envolvendo este rumor!

Especial Fantasy Zone – Parte I

Fantasy Zone é, sem dúvida, mais uma de tantas franquias da Sega que, após um período de sucesso, é enterrada e nunca mais revisitada – talvez seja até melhor assim. O original para arcade, lançado em 1986, tornou-se rapidamente um grande sucesso, comendo as fichas de jogadores no mundo inteiro. Após de convertido para todos os consoles da época, acompanhando todo esse sucesso, foi lançado 2 anos depois uma continuação para Master System. Após alguns outros spin-offs para o mesmo console, e uma versão exclusiva para o Mega Drive, a série caiu na obscuridade para ser apenas referenciada em alguns jogos da própria Sega, como Phantasy Star IV e Sonic Adventure. Nada além disso.

Com a cena retrô cada vez mais em alta, foram relançados atualmente os jogos da série para o Virtual Console, do Wii, e numa coletânea para PS2 da série Sega Ages, com direito até a uma ótima surpresa, que será abordado nesse especial de três partes sobre a série.

Na primeira parte, confira agora uma análise sobre o game original para arcade.

Categories: especiais

The Legend of Zelda: Ocarina Of Time Reorchestrated

Zelda: Ocarina of Time, lançado em 1998 para N64, possuía uma das melhores trilhas sonoras de todos os tempos da Game Music. Composta por Koji Kondo – o principal compositor da Nintendo, responsável pelos temas de Super Mario, Star Fox 64 e do próprio Zelda original – a música do game é uma das mais memoráveis, padecendo de um único problema: o arranjo simples, devido às limitações de hardware do console de 64 bits.

Por mais que as composições contornassem com facilidade este problema, acredito que o desejo de muitos dos fãs da série seria o de ouvir uma rendição totalmente orquestrada dos temas principais, o que ocorreu com o álbum The Legend of Zelda: Hyrule Symphony, lançado em 1999. O álbum teve uma receptividade excelente, sendo um grande sucesso.

No entanto, partindo de um projeto reunindo alguns compositores fãs de Game Music, surgiu a ideia de orquestrar todas as músicas do jogo, totalizando 82 faixas. Todo o processo levou mais de 6 anos para ser concluído, com a intenção de reproduzir instrumentos sinfônicos tocados ao vivo.

E o resultado é sensacional, superando, na minha modesta opinião, qualquer projeto elabora por fãs de remixagem de Game Music já lançado anteriormente. Os arranjos são espetaculares, que dificilmente remetem aos sintetizadores presentes na composição original, ou então nos novos instrumentos utilizados. A versão finalizada do álbum teve lançamento no dia 25 de dezembro e, desde então, já conta com mais de 1.5 3.5 milhão de visitas ao site oficial do projeto. Vários dos temas são de provocar calafrios até àqueles que já estão acostumados a ouvir os temas principais, como Hyrule Main Theme, com um arranjo muito mais épico e impactante do que sua contraparte no álbum oficial orquestrado, que fora citado anteriormente

Para baixar as músicas, basta entrar aqui. Definitivamente vale a pena

Categories: game music

Revenge of the Shinobi – Versões

O clássico de Mega Drive é um dos casos raros de diferentes versões lançadas durante o tempo, justamente pela polêmica envolvendo o uso de certos personagens que não estavam autorizados a serem utilizados pela Sega.

Quase 20 anos depois, o jogo foi relançado para o Virtual Console, do Wii, com uma última alteração questionável de um certo ponto de vista.

Confira as diferentes versões de Revenge of Shinobi

Categories: versões

Novo meme: Retronatal

Meme Retronatal - games natalinos

Depois de muito tempo, voltamos à nossa antiga tradição de participar de memes. Memes, pra quem pegou o barco andando, são conjuntos de matérias, no caso de blogs/sites, com o mesmo tema e interligadas.

O Retronatal é um meme (criado pelo Sabat) com espírito natalino: devem ser citados pelos blogs participantes um jogo que tenha de alguma forma o natal presente, sendo na história ou nos seus elementos, por exemplo.

O Passagem Secreta não perde tempo e entra de sola com um jogo bastante interessante e que garanto que muito fã de Alone in the Dark (PC) vai se interessar: o Jack in the Dark, também para PC.

Conheça mais sobre este game (e os outros que compõem o Retronatal). Com vocês:

Jack in the Dark (PC).

Categories: especiais

Especial Space Harrier – Parte II

Seguindo a linha de sucesso do arcade, o jogo foi convertido para praticamente todas plataformas da época – inclusive o Nintendinho! Devido às limitações dos consoles da época, apenas um sistema na época teve uma conversão considerada digna de fazer jus ao arcade, que foi o computador pessoal X68000, lançado apenas no Japão. Porém, o game esteve em todas as plataformas da Sega, começando com uma conversão direta para o Master System.

Nesta segunda parte do Especial Space Harrier, confira as diferentes conversões para os sistemas da época

Categories: especiais

Conheça o beta de FIFA Soccer (MD) e quem é Ron Barr

Estamos comparando as versões do FIFA Soccer quando era beta ainda e se chamava EA Sports Soccer, o que poucos sabem. Esse jogo é a origem da série FIFA, surgida em 93 e que dura até atualmente, com muitas diferemças entre o beta e o final e de brinde, além disso, conheça Ron Barr, comentarista de vários jogos da Electronic Arts e também da EA Sports. Sim, ele existe e é uma pessoa real, não um personagem criado para os jogos.

Continue lendo o artigo aqui.

Categories: beta, Mega Drive

Japonês jogando Puyo Puyo – e sofrendo!

Jinnai Tomonori é um comediante japonês cuja esquete envolve o ator em algum jogo ou simulador  que seja surreal. A graça do quadro está justamente nos absurdos que ocorrem, e as reações do comediante a cada ocorrido.

Ele já está bem famoso pelo vídeo dele jogando Tetris, por isso lhes apresento de um outro clássico – Puyo Puyo. Não tem como prender o riso às mais diferentes situações que ocorrem enquanto ele joga o game. Veja:

 

Categories: humor, vídeos

Star Fox e After Burner – Coincidência?

After Burner e Star Fox são dois rail shooters de grande sucesso da Sega e Nintendo, respectivamente. Ambos tiveram grande sucesso assim que lançados não apenas pela jogabilidade e diversão, mas sim por serem pioneiros em novas tecnologias gráficas.

Além dessas semelhanças, parece que os dois games compartilham de um tema musical semelhante.

Clique aqui para ler o artigo e tirar suas próprias conclusões

Categories: game music, segredos, vídeos

Especial Space Harrier – Parte 1

Space Harrier 

Space Harrier é, sem dúvida, um dos maiores clássicos da Sega. O game inaugurou uma fase de ouro da companhia nos arcades, que abriria caminho para o seu promissor sucesso no mercado de consoles também. Grande parte desse sucesso se deve a Yu Suzuki, visionário designer responsável por muitos dos sucessos da Sega.

Na primeira parte de dois do especial sobre a série, falamos sobre a versão original para arcades, lançada em 1985.

.

Confira aqui o review sobre o game

Categories: Arcade

Comercial: Zelda Dance

Você precisa criar um comercial sobre o arrasa quarteirões da Nintendo, o Zelda no Densetsu – Kamigami no Triforce para o Super Famicom (ou The Legend of Zelda – A Link to the Past no Ocidente). O que um capitalista ocidental faria?

Imaginou um comercial explosivo, empolgante nervoso, com cenas do próprio jogo em clipes muito rápidos? Eu também.

Ainda bem que o video a seguir tem uma concepção ligeiramente mais inteligente e inovadora. E para provar que os japoneses são especiais quando o assunto é games:

Detalhe que o Link é interpretado por uma garota e a dança do video ficou conhecida popularmente como “Zelda Dance”.

Ps.: Qualquer coincidência envolvendo comparações de capinhas de games japonesas  com norte-americanas é mera coincidência.

=)

Legend Game Music Club Event – DJ: Yuzo Koshiro

Quem nunca teve vontade de ir numa balada onde você escutasse as músicas da série Streets of Rage, do Mega Drive? E que tal se o DJ fosse O cara quando o assunto é game music: Yuzo Koshiro?

Então pare de imaginar e assista os vídeos abaixo. São do Legend Game Music Club Event, ocorrido em 2002, onde Yuzo Koshiro toca músicas da série Streets of Rage e de Wangan Midnight.

O vídeo a seguir contém músicas como a incrível Alien Power e a Intro dos games da série. Pena que a maravilhosa Beatnik on the Ship ficou de fora. Pra curtir em alto e bom som:

Categories: game music