Página Inicial > Nes, Passagem Pirata > Passagem Pirata #06: Especial Mortal Kombat no NES

Passagem Pirata #06: Especial Mortal Kombat no NES

.

.

Como Mortal Kombat venceu a última enquete, ele será o principal desse Passagem Pirata. No próximo falaremos dos Street Fighters para NES. Mas ainda aqui teremos duas enquetes para definir o jogo do Passagem Pirata 08! Veja o resultado:

Quem tinha um NES na época deve lembrar-se: Era um saco ver que os outros 8-bit da época (Master System, Game Gear e Game Boy) e o pior, os três tiveram cada um, uma versão do MK1, do MK2 e do MK3 (essa bem tardia). Os fãs do NES aqui no Brasil chegaram a tomar contato com alguns desses jogos que cito nesse artigo, sempre existia aquele lugar que vendia jogos piratas e dava para achar esses jogos, principalmente os relativos a MK1 e MK2. Os jogos aqui, são em sua maioria feitos em cima da engine do Street Fighter II publicado (de forma nada oficial( pela Yoko Soft e que será relembrado no próximo Passagem Pirata. Alguns têm Fatality, alguns têm sangue, mas a maioria não os tem. E ao contrário do que o nome indica, para se saber o nome da versão real é só subtrair 1 desta. Os nomes dos jogos referem-se às versões mais comuns, mas cada um deles têm muitos nomes.

Essa edição não terá nenhuma enquete, que voltará no especial de Street Fighter.

Jogos baseados no MK1

Mortal Kombat II


Jogo lançado pela JY Company e Hummer Team e lançado posteriormente à versão do SNES (veja o menu). O jogo têm todos os personagens do Mortal Kombat I disponíveis, à exceção de Reptile e as magias de Sub-Zero e Scorpion foram transformadas em magias normais (Prepare-se que isso vai ser dito bastante nesse post). É possível escolher Goro, que é menor que os personagens normais e Shang Tsung (que aparece escrito “Skang Tsung”) faz com que ele fique mudando de forma sem parar, mas controlá-lo é fácil, já que só há dois comandos para os golpes: baixo, frente +B e trás, baixo +B. Cada nível de dificuldade reserva um final diferente, o que é surpreendente em jogos piratas. Além disso, a maioria dos cneários do jogo normal estão disponíveis, ainda que eles dêem bug em relação à cor quando se joga com o Sub-Zero.

Mortal Kombat V1996 Turbo 30 Peoples


Desenvolvido pela Yoko Soft (a mesma que lançou o Street Fighter II para NES), mas que não faz uso da engine desse jogo. Como é de se pensar, de turbo e 30 pessoas não tem nada. São na verdade apenas 6 personagens em cinco fileiras. Goro caiu fora, Sub-Zero e Scorpion são um personagem apenas. As magias desses dois personagens foram trocadas por bolas de fogo. Escolhendo o Shang (Tsung), aparece um personagem aleatório que altera quando se toma dano. Ou seja, a aparência real do Shang nunca é vista no jogo. Esse jogo tem menos capacidade que o anterior, menos cenários e personagens e um sistema de colisão terrível. A magia é realizada apertando B+A+ uma direção. Aliás, é impossível não ver a Goro’s Lair e rir do esqueleto que aparece lá. Aliás, esse jogo tem o aviso de Finish Him! ainda que não tenha Fatalities.

Jogos baseados no MK2

Mortal Kombat 3 – Special 56 Peoples (ou Mortal Kombat II Special)


Também da Hummer Team e usando a mesma engine do MK1. Por isso, é mais um que tem os menus iguais. à versão do Super NES, mais curiosamente ao beta disponível na internet. É, sem dúvida o hack mais bonito entre os que aparecem aqui. Os cenários aparecem muito bonitos, como a The Pit II e a floresta. Todos os personagens estão presentes, com o Kintaro (chamado de Goro) reduzido a um pitoco de gente. Esse jogo tem a aparição do logo da JY Company em dois cenários, além de ter um comando para deixá-lo visível após a tela de High Score. Uma surpresa nesse jogo: De fato, a magia do Sub-Zero congela! Aqui também, a seleção desse personagem faz com que os cenários ganhem cores diferentes, devido à paleta do congelamento. O Shang Tsung aqui só solta a magia e mais nada. Em relação ás músicas, ele aproveita várias do primeiro MK pirata e também têm as do MKII, bem mais simplificadas.

Mortal Kombat 3 Extra 60


Desenvolvido pela SuperGame. Pense em um jogo feito nas coxas, pois é, é este. Inclui personagens do MK2 e cenários do MK2 e MK3, apesar que os personagens nunca estão no lugar correto. Os golpes têm a pouco a ver com os personagens reais do jogo e tente dar uma voadora ou simplesmente andar, você será deslocado para trás como forças sobrenaturais te puxassem. Shang Tsung aqui, se transforma em um personagem aleatório no início do combate. Os personagens e cenários não foram redesenhados para o jogo e sim, pegos do jogo original e foram simplificados. Rayden, Baraka e Kung Lao têm golpes que acertam de qualquer lugar e que eu não consegui realizar. O jeito mais fácil de ganhar uma luta é prendendo o inimigo no canto e ficar mandando voadoras, tomando cuidado com o contra-ataque.

Jogos baseados no MK3

Ture MK3 / Mortal Kombat 4


Jogo da NT e ABAB Soft Inc. e da Hummer Team, possui somente 7 lutadores, sendo que Shang Tsung e Nightwolf são o mesmo personagem. Dependendo da versão, se você escolher o Sub Zero, ele é trocado pelo Stryker. Há quatro tipos de comando para realizar os golpes: Baixo, Frente +A; Baixo, Frente+ B; Baixo, Baixo+A; A+B (exclusivo do Shao Kahn). Só há duas músicas do MK3 presentes no jogo: Seleção de personagens e The Bank, as outras vêm de outros jogos piratas, como o Garou Densetsu Special, Kart Fighter e Titenic. Os gráficos também são bonitos, bem redesenhados, mas bem limitados.

Mortal Kombat Trilogy


Da Hosekn of USA (estranho, uma fabricante de jogos piratas americana…). Esse jogo possui apenas alguns personagens também e são menores que o normal. Os cenários são bonitos, mas sofrem influência das cores do segundo jogador, sendo que o cenário do cemitério, não presente nas versões 16 bits, está presente aqui. Os personagens são pequeninos e às vezes se confundem com esse cenário. As mutações do Shang Tsung e o congelamento do Sub Zero mais uma vez não se fazem presente, mas essa versão é a única a ter Fatalities! Para fazer, é simples: Após dar o último golpe, cuidado, já que a barra de energia mesmo zerada, o personagem continua lutado. Então, chegue perto do personagem tonto e aperte e segure Baixo e sem soltá-lo, B+A. O inimigo vai explodir e vai virar um monte de bolinhas (não pergunte!)

Para quem quiser fazer o download, recomendo o Emu-Land

Sou professor de História, que também joga improvisionado em Geografia. Gosto muito de games alternativos, jogos que muitas vezes seguem o fora do padrão, assim como os piratas.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categories: Nes, Passagem Pirata
  1. 5, novembro, 2013 em 22:47 | #1

    Tava jogando casualmente a "pérola" do Mortal Kombat 3 para Master, e não sabia que existiria coisa pior. Deus do céu!
    Esses jogos por alguma razão me dão medo com essa paleta limitada e os sons estridentes e desafinados. Não sei explicar o porquê. Eu fico me perguntando o propósito para fazer esses hacks.

  2. Flavio Master
    10, novembro, 2013 em 21:10 | #2

    Tem MK oficial pra NES?

    • Talude
      11, novembro, 2013 em 00:08 | #3

      Oficial, nenhum. Tanto a Midway/Williams/Probe quanto a Capcom (no caso de Street Fighter) desconsideraram o NES para dar preferência ao Game Boy.

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: