Página Inicial > Creepypasta, Game Boy, rumores > Pokemon: “O Mistério da música de Lavender Town” desvendado aqui

Pokemon: “O Mistério da música de Lavender Town” desvendado aqui

No fim do ano passado, surgiu na rede uma história sombria envolvendo uma das versões de Pokemon de Game Boy e a morte de um garoto que acabou jogando demais o cartucho. Pelo fato de ter aparecido em diversos blogs, fórums e comunidades no Orkut, muitos acabaram acreditando no rumor – principalmente devido à riqueza de detalhes e as provas apresentadas para sustentar a história, principalmente na parte que se refere à música assustadora do jogo. Porém, não é bem assim. O Passagem Indisc… digo, Secreta, sempre correndo atrás dos maiores segredos dos games, procura nesse artigo destrinchar tudo relativo à farsa da música de Lavender Town, e provar que aquilo que lhe fez perder o sono durante alguns dias não passa de um belo (e realmente belo) de um conto fabricado. Por isso, veja aí nossa matéria investigativa, a fim de desmistificar o [música de suspense] Mistério de Lavender Town!

Para a designada tarefa, temos à disposição uma série de aparatos de última geração, sistema informacional confidencial através de um canal secreto com as principais produtoras de jogos, licença para matar e peritos para diversas especialidades.

Vamos começar pelo resumo do rumor que correu o mundo.

.

I – A história

O post que você viu nos fóruns da vida se trata de uma tradução (meia-boca) de uma publicação feita no site CreepyPasta, conhecido por reunir uma série de relatos e contos assustadores. O texto apresentado nele trata de uma espécie de relatório (bem similar ao que você encontraria nos files de um Resident Evil da vida) indicando casos de muitos jogadores que, após jogar Pokemon Red e Green de Gameboy, manifestaram sintomas de “dores de cabeça, sangramento dos olhos e ouvidos, alterações do humor e irritabilidade, o apego aos jogos, violência sem sentido, reclusão e apatia, e em aproximadamente 67% dos casos, tendências suicidas” Ainda de acordo com o relatório, os sintomáticos apresentaram essas sequelas após chegar à cidade de Lavender no jogo. E, de forma mais específica, a maioria deles utilizava fones de ouvido enquanto jogavam.

Lavender Town é um trecho do game que fica um pouco fora da rota normal que o jogador percorre, e consiste em uma das menores cidades do jogo. Além disso, a cidade é caracterizada por ter um prédio enorme chamado Pokemon Tower. Ali, são depositados os restos mortais de todos os Pokemons falecidos, que (obviamente) viram fantasmas, assombrando o local. Como se só esse pano de fundo já não fosse suficiente para assustar alguns, a música da cidade não colabora muito para tornar as coisas mais leves. Olha só:

De acordo com um dos casos relatados no texto, as primeiras versões de Pokemon Red/Green possuíam a música com algumas frequências a mais, que seriam inaudíveis aos seres humanos, mas que provocam efeitos psicológicos totalmente pertubadores, resultando nas patologias indicadas pelo relatório. Esse efeito acústico é conhecido como “batidas binaurais”, que, de acordo com alguns estudos, resultariam de fato em efeitos semelhantes aos que as crianças apresentaram – até aí tudo bem.

Uma das histórias que serviram para ilustrar o fenômeno no texto se refere a dois colegas que resolveram jogar Pokemon juntos. Um deles, ao chegar em Lavender Town e ouvir a música, ficou fascinado e, como tinha interesse na parte de engenharia sonora, logo havia percebido que “as frequências nessa canção são bem diferentes; elas se misturam de uma forma bem especial. Mas falta alguma coisa ainda. Acho que tem algum efeito de mixagem nela, que nunca seria ouvido num Gameboy, já que o chip de som dele é tão limitado”

Poucos dias depois, ele foi encontrado morto, caído no chão, ainda com os fones de ouvido na cabeça.

Ao ter acesso a seu laptop, seu melhor amigo encontrou um arquivo de som em formato .wav, aonde estava escrito em suas propriedades a frase “tons binaurais, adicionei as frequências necessárias. Agora sei porque a música é tão triste, sabia que faltava alguma coisa nela”

Ao passar o arquivo por um espectograma – um analisador de frequências sonoras – ele encontrou imagens aterrorizantes, a partir dos 08:40 min do vídeo. Tirem as crianças da sala.

Para aqueles que estavam sem as fraldas, o que aparece no espectograma é uma imagem do pokemon fantasma – que você enfrenta na cidade – junto da frase Leave Now, escrita pelos Pokemons Unown. Em seguida, há uma série de sons destoantes que seguem junto com a música, que deixam qualquer um insano ao ouvir por mais de 30 segundos.

Sem dúvida, são provas suficientes de que Junichi Masuda, o compositor de Pokemon, é adorador de Satanás. Ou de onde você acha que ele tirou todos aqueles sons para cada Pokemon? (/irônico)

.

II – Porque é uma mentira braba – teoria

A história é muito mais detalhada do que o breve resumo que fiz acima, mas ainda assim é possível levantar dela certos questionamentos. O primeiro deles é: Quem são essas pessoas? Porque, mesmo diante de tantos casos, a coisa não se tornou pública, e já naquela época? Porque a primeira revisão de cartuchos não existe em formato ROM, para que possamos enlouquecer também? A resposta é bem simples: ela não existe. Tenho certeza que já naquela época os sistemas de compartilhamento de arquivos e extração de roms de cartuchos já estavam bombando, ainda mais se tratando do Japão. É de se surpreender que ninguém tenha surgido com a versão demoníaca de Pokemon Red/Green – e que não fosse um hack.

Essas são as perguntas mais fáceis de se fazer; a que muita gente acabou não percebendo diante do medo de perder a audição é também uma das mais ridículas: Os Pokemons Unown são da segunda geração da série, ou seja, vieram anos depois do lançamento do jogo original. Agora, o que diabos eles estão fazendo ali, direto do futuro? Tenho certeza que seria muito mais simples colocar a mensagem “leave now” em uma fonte normal, ao invés de usar as criaturas, cujas letras que representam são bem difíceis de reconhecer à primeira vista.

Outra questão: as batidas binaurais, apesar do uso de alguns estudiosos em diversas terapias mentais, não possuem comprovação concreta de que produzem sensações, ou mal estar. Claro que um ruído daqueles como o da música, num fone de ouvido, provoca uma apreensão quase que imediata, mas as frequências afetam o cérebro de forma diferente em cada pessoa, apesar de algumas generalizações já feitas baseadas em pesquisa – por exemplo, frequências entre 7 e 13 Hertz, ao se misturarem com sons audíveis, provocam fraqueza. Inclusive, existem até programas de computador que prometem induzir as pessoas a certas sensações, o que equivale a uma forma saudável de se drogar – ao custo de perder os ouvidos. Mas, aparentemente, o programa funciona mais por força da sugestão do que da forma como propõe inicialmente, não possuindo comprovação concreta de que os tons binaurais, de fato, alteram funções cerebrais. No menor dos casos, pode provocar náusea ou tontura, mas é exagero dizer que elas induzem à morte ou insanidade, muito menos a longo prazo, como no caso das crianças hospitalizadas.

I-doser: O programa que promete te levar às alturas

Isso porque estamos focando na parte sonora. A lenda também conta de sprites escondidos na rom, comportamento anormal das salas do game… Enfim, coisas fabricadas e bem montadas à imagens do jogo.

As especulações foram lançadas. Agora vamos provar de vez.

.

III – Porque é uma mentira braba – apresentação das provas

Mesmo bastante cético diante da história toda, ainda assim decidi analisar a música para ver até que ponto o criador do viral se empenhou para sustentar seu relato. Baixei a mp3 do arquivo que ele disponibilizou e fiz a mesma coisa que ele: rodei o arquivo num espectograma para analisar. (OBS: peguei uma versão emulada da trilha sonora de Pokemon Red, em formato .gbs, e toquei por uns 10 min no programa. Não foi encontrado nada anormal)

“Mas ô Rafa, o que é um espectrograma?” De forma bem resumida, é uma ferramenta que permite analisar as propriedades das ondas eletromagnéticas, representando-as de forma gráfica. Essa “forma gráfica” pode variar para diferentes representações, mas a mais utilizada é a que o cara usou no vídeo.

Sem mais delongas, vamos ao resultado:

Como vocês puderam ver, as imagens realmente apareceram. Então a música é diabólica mesmo? Não.

O que acontece é o seguinte: Assim como ondas sonoras podem ser representadas por imagens e gráficos através de equações, o caminho inverso também pode ser feito. No fim das contas, ambos os elementos partem do mesmo princípio: são ondas eletromagnéticas, carregam informação, e podem ser representadas de diferentes formas.

Isso quer dizer que pode ser criado um som a partir de uma imagem de forma com que esta seja reproduzida no espectrograma. Existem alguns artistas que, ao colocar sons específicos em suas músicas, conseguem esconder diversos Easter Eggs; seja mensagens escondidas em texto, joguinhos de computador, coordenadas de programação, até, é claro, imagens de espectrograma. O artista Aphex Twin é um dos casos mais conhecidos de imagem escondida em música: no single Windowclicker, ele inseriu uma figura de espiral na sua faixa principal, e, na segunda canção (cujo nome é uma equação indicando a forma de visualização da imagem) , colocou seu próprio rosto inteiro, que ficou por muito tempo confundida com uma face demoníaca. Quer saber por quê? Então veja:

Merriiiiiin!

Mas não é fácil assim inserir esse tipo de coisa de forma imperceptível.  Como os dados de imagem são convertidos em som, é impossível ter como resultado qualquer tipo de sonoridade que faça algum sentido. Já tentou colocar um CD-ROM no seu Home System? Ou, para os mais antigos, já tentou colocar uma fita k7 de ZX Spectrum em um aparelho de som? Então, é a mesma coisa: o que se tem são uma série de sons sem sentido, que só induzem à surdez.

O que pouca gente percebeu no vídeo da música de Lavender Town é que, no momento em que aparecem as imagens do fantasma e dos Unowns, a música original abaixa de volume, e dá lugar a uma série de sons agudos e esquisitos. Esses efeitos são os responsáveis por gerar as imagens no espectograma, e não interferência de Satã. Logo depois, a música retorna ao normal com alguns tons a mais, mas eles só servem de efeito para aumentar a apreensão.

Como prova do que foi feito, eu fiz o mesmo: peguei uma imagem, converti em espectro, peguei uma música do Super Mario Bros, e juntei tudo. Acompanhem só como a música fica medonha, e como a imagem usada se revela assustadora.

Para fechar, o procedimento que ele fez para conseguir o efeito alcançado:

  1. Pegou os sprites do fantasma da cidade de Lavender e dos pokemons Unown
  2. Montou tudo em uma imagem só, e utilizou um programa para converter em sons
  3. Editou esses sons na música original da Lavender Town
  4. Passou tudo no espectrograma e gravou o vídeo

E o resto é história.

.

Conclusão

Definitivamente, não há nada a temer. Não existe mensagem oculta na música original, não existe fantasma, ninguém vai morrer por ouvir. Acontece que a criação do rumor consistiu em uma união de diversos conceitos técnicos desconhecidos pela maior parte das pessoas, principalmente relativos a áudio. Assim, fica muito mais fácil enganar. A história também é muito bem montada, lembrando bastante aquele conto do cartucho amaldiçoado de Majora’s Mask. Mas, ainda bem que a equipe do Passagem Secreta, treinada pelo Scotland Yard,  é capaz de desvendar todos esses mistérios!

Jornalista de games, editor de vídeo e estudante de Audiovisual, escreve atualmente para a Revista OLD! Gamer. Além dos joguinhos, também dá pitacos sobre cinema, TV e tecnologia; sempre acreditando que a ironia é a melhor forma de sinceridade. Ouve Game Music e trilhas sonoras de filmes durante a maior parte do tempo, mas jura que é uma pessoa legal. Seguista, badernista e exorcista.

Twitter YouTube 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categories: Creepypasta, Game Boy, rumores
  1. 19, janeiro, 2011 em 21:06 | #1

    Eu ri da imagem do Super Mario 2. A opinião dele sobre o I-Doser: “As drogas transformam seu filho num cadáver ambulante e sua filha numa prostituta mercantilista.”

    De certa forma, é interessante que os Unow estejam em um jogo anterior ao momento em que foram lançados. Mas como é uam música disponibilizada e talvez não o som original e seria an verdade esse necessário para a avaliação.

  2. Link
    19, janeiro, 2011 em 21:37 | #3

    Nossa, fechei e abri o site umas 5 vezes. Sou medrosão mesmo… hauhauahuha mas li!
    Talvez seja gente querendo ganhar um certo tipo de fama através disso…

    E eu lembro desse cartucho amaldiçoado de Majora's Mask e do NES amaldiçoado também.
    Parabéns pela matéria, muito boa mesmo! xD

    • 19, janeiro, 2011 em 22:05 | #4

      Ter medo de alguma coisa nesse tópico? Só se for da foto do Merrin. Hahahaha

  3. 19, janeiro, 2011 em 21:43 | #5

    "Eu ri da imagem do Super Mario" [2] – Só um detalhe: a música é de Super Mario Bros. 1 (fases aquáticas) e não do 2.

    Eu tinha visto esse rumor a algum tempo e, depois de passar praticamente um dia todo lendo sobre ele, procurando e anotando referências (como sempre faço),discutindo com o Rafael no Twitter sobre vários aspectos dele, tenho lá minhas opiniões. Mas resumindo, pra mim é um rumor MUITO interessante pelo seguinte: fatos e aspectos irreais e inventados foram montados em cima de fatos reais e concretos, tornando tudo aparentemente verossímel.

    Outra coisa: existem sim duas versões para Pokemon Red e Green: a 1.0 (a versão "problemática") e a 1.1 – versões japonesas (claro) do jogo:
    http://www.romfind.com/pocket-monsters-red-versio

    Leia o último item da sessão TRIVIA:
    http://bulbapedia.bulbagarden.net/wiki/Pok%C3%A9m

    Fatos aparentemente reais:

    – Há duas versões do game, e na segunda realmente mudaram levemente (ou algum trecho pequeno) a música da Lavender Town.

    – A música causa incômodo sonoro por tudo o que já foi falado aqui.

    Fatos aparentemente irreais:

    – Mortes causadas pela música.

    Fato que não sei se é real ou não:

    – Se o som da fase, usando batidas binaurais, propositadamente (pela equipe de desenvolvimento do jogo) induz ou potencializa o jogador a ter medo. Isso seria uma prática usada tanto em games quanto, por ex., filmes? Difícil de acreditar de pronto, mas é um assunto muito interessante.

    Só não me lembro (ou me passou despercebido) de uma coisa, Rafael: esse teste seu no espectrograma foi em cima do áudio fornecido pelo autor do vídeo no Youtube ou foi diretamente no áudio ripado da rom do jogo (que, numa rom original, seria livre de intervenções de terceiros)?

    PS.: Adorava ler os comentários no Youtube, quase todos concordando que devia-se sempre andar de bicicleta (devido ao medo que o lugar e a música causa) e cair fora logo". :D

    • 20, janeiro, 2011 em 04:11 | #6

      É, a princípio eu ia usar a música do Super Mario Bros 2, mas por alguma razão o animal aqui trocou as músicas na hora de rodar no espectrograma. Sei lá também, é tudo a mesma coisa =D

      Quanto à ROM, bem, se essa for a versão "amaldiçoada", não terei problema algum em chegar lá na fase e fazer o teste com a música. Agora, haja saco pra jogar tudo de novo… Acredito que as mudanças na canção tenham sido mais de entonação, alteração de canais e etc, porque o Gameboy já tem poucos canais de som para ficar brincando de inserir "tons binaurais" na coisa toda!

      Uma coisa eu tenho certeza: a música é chaaata… ;D

      Aliás, quanto a essa questão das batidas, elas só se mostram efetivas quando o ouvinte utiliza fones de ouvido. Assim, o efeito não é tão utilizado. No entanto, para ilustrar um exemplo de filme, por exemplo, várias vezes são inseridas na mixagem sons inaudíveis que poderiam potencializar sensações, como medo. Por exemplo, em "O Exorcista", dizem que foram inseridos vários gritos de animais agonizando em frequências que não podemos ouvir. Ou, num exemplo mais recente, Hans Zimmer teria utilizado infrassom (frequências abaixo do que podemos ouvir) na trilha sonora dos filmes do Batman mais recentes. Mas os efeitos desejados para tal, se de fato ocorreram, variam de pessoa para pessoa, nem sempre tendo eficácia alguma. Mas tenho certeza que elas trariam cagaço caso tivessem sido utilizadas no som de Dead Space, por exemplo. Ainda mais que muita gente joga usando Headphones….

      Eu citei ali no post que o teste usado no espectrograma foi usado na música que o cara disponibilizou na descrição do vídeo. Para motivo de conferência, peguei a trilha sonora em formato .gbs (ripado direto da rom e emulado pelo Winamp) e toquei por uns 10 minutos… Não apareceu nada no espetrograma! Vou adicionar isso ao texto para deixar isso claro, bem lembrado.

      • Max The Hedgehog MHº
        29, abril, 2012 em 20:42 | #7

        A música até que não é tão ruim… ela até é "bonitinha" (LoL =D). Mas se você ouvir "Apenas um Olhar" de NX Zero com fones de ouvidos na parte do meio do começo da música (aquela parte em que o Di Ferrero diz "Apenas um mistério, confuso de entender; de que me vale ser sincero se o destino me afasta… de você!") você poderá notar que a 2ª guitarra fica tocando em uma frequência (que só pode ser ouvida com duas caixas de som, ou com dois fones de ouvido) parecida com a música de Lavender Town.

  4. Fox
    19, janeiro, 2011 em 22:25 | #8

    hahaha Tópico cultural gamer de utilidade pública…

    Eu nunca acreditei nessas bobajada, mas é nítido, que foi dessas e mais outras que os evangélicos pregam que Pokémon é coisa de satã…

    Lavander Town é um saco, e a música da cidade é igualmente entediante. Só vale pela torre e para poder pegar um Gastly que é altamente útil contra a maioria dos pokémons do jogo.

    Agora não sabia dessa da versão beta 1.0 e versão full 1.1 de Red/Green verei com mais detalhes depois =)

    • 19, janeiro, 2011 em 22:29 | #9

      A versão 1.0 não é Beta não, Fox. O interessante é que uma das poucas mudanças para a versão 1.1 foi justamente a tal música (olha eu botando mais lenha na fogueira :D).

      Aliás, ótima matéria.

  5. 19, janeiro, 2011 em 23:09 | #10

    O Passagem Secreta está épico esses dias.

    Dá o que pensar… Cosmic Cast – Game & Music III: os avatares dos blogueiros retrogamers convertidos a partir dos seus espectrogramas. Mal posso esperar para ver como o kid chameleon da blogosfera vai soar… :D

    Mas que a música é bonita e dissonante, isso ela é. Tem algumas outras por aí assim, mas ela é marcante logo de primeira.

    Oooohhhh……..

  6. 20, janeiro, 2011 em 04:13 | #13

    Você tem muito, mas MUITO tempo em mãos.. uhauauhuhauha

    • 20, janeiro, 2011 em 04:19 | #14

      O que o tédio não faz, não é mesmo?

      • Sanro Joga
        20, janeiro, 2011 em 13:17 | #15

        Milagres, ehhehe…

        Se todo o esforço que você colocou aqui fosse colocado em estudos, tu já teria teu pós-doutor… Mas QUEM precisa de + um pós doutor no mundo? Muito melhor investir em games :D

  7. Guilherme
    20, janeiro, 2011 em 05:57 | #18

    Muito bom. :-)

  8. 20, janeiro, 2011 em 06:21 | #19

    Na hora que li sobre essa história também me lembrei da brincadeira que o Aphex Twin fez no álbum Windowclicker, mas pra assustar um incrédulo nem precisaria fazer esse lance com a música, é só tacar a Come to Daddy que em várias partes da música rola o dizer "I want your soul" !

    Mas vamos mais trás um pouco na história da música eletrônica, quem fez algo parecido de colocar "sinais eletrônicos" nas músicas foi a banda Information Society, na música Peace and Love Inc.

    Nela há um sinal de modem, que ouvíamos como um barulho em meio a música, um recurso artistíco talvez, até que algum supernerd pensou em tocar essa parte no pc ligado a um hyperteminal e bem nessa parte começou a ser escrito uma mensagem na tela O_O !!!

    Mensagens de satã ? A volta dos pooples a Terra ? Dercy ainda voltará em 2012 ?
    Não, era uma mensagem da banda a descrevendo justamente sobre a tour deles no Brasil.

    Acho muito legal essa visão que o Information Society teve de inserir "algo tecnológico" na música para até criar lendas urbanas, e isso no comecinho dos anos 90 (1992) – quem ficou curioso segue o link com a mensagem que rola na música – http://www.insoc.com.br/mix/plmodem.php

    • 20, janeiro, 2011 em 06:40 | #20

      Boa garoto! Legal você trazer isso, não coloquei no artigo porque se não ia acabar fugindo do assunto. Mas essa do Information Society de fato é totalmente mind-blowing, ainda mais porque conta uma história dos perrengues que eles passaram aqui.

      Ainda existem outras coisas malucas desse tipo escondida em outros álbuns, mas fica para uma futura ocasião ;)

    • 20, janeiro, 2011 em 06:40 | #21

      Muito legal isso!! Information Society na vanguarda dos rumores das mensagens escondidas em músicas(um precursor do Lavander Town :D)!

    • 20, janeiro, 2011 em 12:27 | #22

      Popples-Pop-Pop-Pop-Popples

  9. 20, janeiro, 2011 em 13:44 | #26

    Grande dalborga! o/

    Muito boa essa matéria! Me fez lembrar da lenda urbana do cartucho Pokemon Black, que conta uma história de um cartucho "hackeado" onde o jogador começa com um pokemon fantasma extremamente poderoso mas assustador. Para quem não conhece essa história, seguem os links: http://tinycartridge.com/post/866743831/super-crehttp://knowyourmeme.com/memes/pok%C3%A9mon-creepy

    Abraços

    • 20, janeiro, 2011 em 14:39 | #27

      Esse também é outro caso espetacular, fizeram até um hack para essa versão, é realmente muito bem feito!

    • 21, janeiro, 2011 em 20:24 | #28

      Interessante! O primeiro link não funcionou aqui mas vi pelo segundo.

  10. 20, janeiro, 2011 em 18:12 | #29

    Hahahahahaha, não sabia dessa história interessante nem gosto de Pokémon. Ótimo texto investigativo, está de parabéns =) .

    Também não sabia das informações escondidas nas músicas do Information Society, é mind-blowing como disse o 00Agent.

  11. 21, janeiro, 2011 em 16:32 | #30

    <blockquote cite="#commentbody-3055">
    mcs :A versão 1.0 não é Beta não, Fox. O interessante é que uma das poucas mudanças para a versão 1.1 foi justamente a tal música (olha eu botando mais lenha na fogueira ).
    Aliás, ótima matéria.

    A principal mudança foi o nome dos pokemons e sprites e o nome das cidades, essa foi uma mudaça secundaria. Inclusive estou jogando a alguns dias a rara versão 1.0 em inglês do pokemon pra ver se noto alguma diferença além dessas.

    • Paulo Viníciu
      23, janeiro, 2011 em 18:01 | #31

      Posta o link pra download aqui?

      Se isso for probido, pode me mandar por e-mail?
      paulovinicius170@gmail.com

      • 23, janeiro, 2011 em 19:53 | #32

        O link já foi postado lá em cima, no meu primeiro comentário, Paulo.O jogo é Japonês, a versão americana não tem esses rumores (se bem me lembro).

        • Paulo Viníciu
          23, janeiro, 2011 em 21:34 | #33

          HUAHUAHAUHAUHAUAHUA, é mesmo, sou um tonto! Obrigado. :)

  12. Mi!
    22, janeiro, 2011 em 14:11 | #34

    Ainda estou traumatizado com esta estoria… u.u
    preciso de um pisicologo u.u

    • 22, janeiro, 2011 em 16:10 | #35

      Psicólogo tá caro… Melhor se drogar com I-doser

    • 22, janeiro, 2011 em 21:27 | #36

      Leia o texto anônimo dizendo que Ash na verdade está em coma e o mundo que vemos no Anime é tudo fruto da cabeça dele – garanto que o risco de precisar de um psicólogo será enorme.

      :)

      • Mi!
        24, janeiro, 2011 em 12:50 | #37

        Esse texto do Ash são teorias…
        ja essa de Lavender Town são teorias com fundamentos +ou- reais, muito mais tenso rsrs…

        • 11, fevereiro, 2011 em 21:16 | #38

          Pegue uma meia-verdade, aumente sua proporção e ganhe um ótimo rumor macabro. Esse texto do Ash é no mínimo genial também.

      • Max The Hedgehog MHº
        29, abril, 2012 em 21:24 | #39

        Eu falei um negócio sobre isso num comentário de umas das matérias da Pokémon Mythology – pena que a matéria sumiu…

  13. 12, fevereiro, 2011 em 18:58 | #40

    E qual o nome do programa que vc usou para ver o espectrograma das musicas? Quero ver umas musicas tensas que eu tenho aqui…

  14. Rafael
    18, fevereiro, 2011 em 22:20 | #42

    Gente adorei essa materia continuem assim aff a musica do lavander é tão …Irritante'-'

  15. Rafael
    18, fevereiro, 2011 em 22:25 | #43

    Fiquei com medo do mario *-*

  16. 14, março, 2011 em 12:11 | #48

    Opa, lembro de ter visto uma história parecida de um hack no qual o seu único pokemon é o ghost e não tem faint não, é morte pro inimigo pokemon. Se não me engano o final todo mundo morre.

    Claro que tenho de ressaltar que isso também era um hoax dos mais pesados. Tenho que procurar o link agora.

  17. 14, março, 2011 em 14:29 | #50

    @Kurt

    Eu até vi o vídeo que fizeram desse hack, é bem tenso mesmo! Acho até mais assustador que o mistério da música da Lavender Town

  18. 14, março, 2011 em 15:56 | #51

    Rafael virou repórter investigativo agora e eu não sabia? Ficou ótima a matéria, Rafael! Foi interessante saber da história e como isso tudo foi (Muito bem) montado.

    Só uma perguntinha: No espectograma do Mario, é uma imagem do mestre Dalborga???

    Abração e matéria nota 11!

  19. 14, março, 2011 em 16:58 | #52

    @Johnny “ManoGalo” Campos

    Sim, o Dalborga veio direto do colo do capeta para aparecer nas ondas sonoras da música! E obrigado pelo seu prestígio, por ter lido e por ter gostado =D

  20. 14, março, 2011 em 18:54 | #53

    Caramba, Dalborga surgindo do colo do cramunhão para abrilhantar a trila sonora Marionística :D

    E você merece, rapaz! A matéria ficou realmente boa

  21. 20, abril, 2011 em 10:23 | #54

    Rafael meu caro, simplesmente sensacional!!!

    É um comentário singelo sim, mas ela carrega grande admiração.

    Parabéns!

  22. Bruno
    21, abril, 2011 em 12:20 | #55

    Carambolas, eu andei pesquisando, cheguei a conclusão que a música de 10 minutos, só no final mostra como seria a música de suicídio dele, é bem deprimente o que ele estava sentindo.Foi o que interpretei na música comparando a tal história.Mas não parece ser tão real não, deve ser algum fdp querendo dizer: NÃO JOGUEM POKÉMON, É COISA DO DIABO.Sendo que é um dos jogos mais divertidos que já vi.O fanático aí mostrou-se ser alguém fraco e preso as ilusões dos jogos(Não, não sou nenhum espírita por aí que fica julgando as coisas), morrendo assim por causas pessoais que agravaram-se com o tempo e então parecia um tanto solitário, logo se matando.(Quem sabe não sofria algum tipo de bullying que o fez cometer isso?)

    Mas antes vi o vídeo do pokémon black, eu comecei a rir, e vi 10 vezes, logo a imagem e a música começou a não querer sair da minha mente, aparecendo quando fechava os olhos:

    GHOST CURSE YOU e a música em minha cabeça.

    Mas não temi nem nada, só apareceu e fiquei rindo dessa besteira, voltando a dormir.Pra quem tem uma mente frágil, é um veneno que tem seu efeito, o medo.

    • 25, fevereiro, 2012 em 20:59 | #56

      Esse negócio de que Pokémon é diabólico é conversa pra boi dormi. Eu sou cristão-protestante (os que mais criticam os animes) e jogo sem medo – estou até pensando em fazer um hackrom de Platinum! (espero que o pessoal da Game Freak, – ou deveria dizer Game Fresco? hehehe – da Criatures Inc. e da Nintendo não rastreiem meu IP, se não eu taria FUDlDO!!!).

  23. joão Paulo II
    12, maio, 2011 em 20:03 | #57

    eu gostei e achei tudo muito interessante mas tem algo que vcs deixaram passar aquele fantasma não do jogo ele o "GHOST" do pokémon black (hack do red) e não o conhecido "GASTLY".

  24. 27, junho, 2011 em 01:03 | #58

    cara é verdade meu irmão sofre com essa música é verdade!!!

  25. pedro12
    27, junho, 2011 em 07:48 | #59

    Joguei poucas vezes pokemon mas esse misterio com certeza eu nao saberia pois eu NUNCA cheguei a Lavander Town.Mas falar que uma simples musica pode deixar o cara com tendencias suicidas ja e demais.

  26. 27, junho, 2011 em 11:36 | #60

    @pedro12

    Eu lembro que joguei o Pokemon Yellow há uns 8 anos atrás, e passei por Lavender Town e pouco me lixei para a música. Claro, é uma cidade meio depressiva, já que até aquele ponto eu não sabia que os Pokemons morriam, mas também não é para tanto!

    • Tiago
      6, julho, 2012 em 05:39 | #61

      POKÉMONS MORREM!? O.O

      Você destruiu minha infância =(

      Excelente post cara… tá de parabéns!

  27. camila
    3, julho, 2011 em 15:47 | #62

    muita gente acabou não percebendo diante do medo de perder a audição é também uma das mais ridículas: Os Pokemons Unown são da segunda geração da série, ou seja, vieram anos depois do lançamento do jogo original. Agora, o que diabos eles estão fazendo ali, direto do futuro?

    ^ Oi, vocês não perceberam, mas o cara que supostamente morreu jogava pokemons das outras gerações.

    ele VOLTOU a jogar pkm red por nostalgia e completou o que ele achava que faltava na musica de Lavender Town com essas inscrições. ELE já sabia da linguagem Unown.

    ele poderia muito bem ter intencionalmente posto a imagem para virar som e editar no meio da música. e não o contrário – editar a música e virar uma imagem.

    Mas ainda não acredito que pessoas morram por causa disso :)

  28. 14, julho, 2011 em 14:47 | #63

    e o cara que supostamente morreu, virou Gastly.

    Positivo?

  29. Gabriela
    18, julho, 2011 em 21:34 | #64

    Parabéns pela matéria!!! Ela realmente me deu muito medo mas quando li a conclusão eu me acalmei xD Haha, vcs sao muito bons em botar medo na agente! =P

    Parabens pela matéria, viu? A-D-O-R-E-I ^^

  30. 19, julho, 2011 em 04:47 | #65

    @radrenato

    … ou purpurina. Tá, essa foi sem graça…

    @Gabriela

    Hehe, que isso, nem eu sabia que ia causar medo nas pessoas, não tinha escrito com essa intenção :P

  31. 20, julho, 2011 em 18:12 | #66

    Esse post é o mais engraçado do PS por conta dos comentários.

  32. 20, julho, 2011 em 18:29 | #67

    @Kurt

    Isso porque tu não viu o que falaram desse post em outros lugares… Não citarei mais que isso em respeito à pessoa que fez o negócio.

  33. Apolo
    23, julho, 2011 em 17:22 | #68

    ei Rafael Fernandes,me responde no meu e-mail,ja parou pra pensar que isso so acontece com jogo famoso?e n com jogo tosco,eu n sei vc saberia me responder?

  34. 23, julho, 2011 em 18:03 | #69

    @Apolo

    Ah mas isso se responde facilmente! Essas coisas podem existir em jogos toscos também, mas ninguém os jogou suficientemente para descobrir!

  35. Victor
    24, julho, 2011 em 07:21 | #70

    Cara Esse Rumor Com O Missngo E Orivel Nao Tem Nada A Ver Primeiro Eu Ainda Tenho O Pokemon Blue De GB Jogo Num GBC E Nunca Incontrei Missngo Em Levander E O Jogo Da Dor De Cabeça Sim As Vezes O Jogo Tem Variações De Luz Alen Do Preto E Branco Azveses Azul Ouras Vezes Amarelo Entao Da Dor De Cabeca As Batalhas Muito Injustas E Dependedo Do Pokemon A Batalha Pode Levar 5 Minutos Isso Istesa Qulaquer Um E Alendo Mais Se Ser O Jogo Seu Gameboy Para De Funcionar Intao Da Muita Dor De Cabeca:Conclusao NAO PERCA O SEU TEMPO ACREDITANDO NISSO

  36. Nemesis
    24, julho, 2011 em 09:51 | #71

    A única coisa estranha sobre essa música,pelo menos pra mim,e que mesmo ela sendo horrível eu fiquei viciado nela.Ouço direto. xD

  37. 24, julho, 2011 em 10:24 | #72

    @Victor

    Verdade

  38. Victor
    24, julho, 2011 em 10:37 | #73

    Cara A Musica De Lavender Me Da Sono Quando Parei De Ouvir Por 2 Segundo Eu ouvi Ela Tocando Estranho Mais Nao Letal No Minimo Uma Dor De Cabeça Bem Fraca

  39. 25, julho, 2011 em 18:45 | #74

    LOL

  40. Karine
    26, julho, 2011 em 00:18 | #75

    Essa musica tem 10:58…quase 11 minutos…e o numero 11 é o numero dos iluminates =o

    • Max The Hedgehog MHº
      28, junho, 2012 em 21:41 | #76

      Vai começar esse negócio de Iluminates >:(

      Já pararam pra pensar que a música simplesmente foi regravada pelo cara (que supostamente morreu) pra ficar com esse tamanho?

  41. 29, julho, 2011 em 09:08 | #77

    @Emanuel Bruno

    Opa, essa história aí eu tinha lido em texto, há muito tempo atrás. Gostei bastante dela, aliás. Mas não cheguei a levar muito a sério ou acreditar nisso não, é só uma história bem contada :D

  42. Emanuel Bruno
    29, julho, 2011 em 09:13 | #78

    bom, faz um sentido a explicação do post. Mais e sobre que quando os pokemons que enfrentam ghost e num conseguem atacar ? e depois somem da tela após ghost usar o curse na versão hack da história me responde ae. Creio que ao você ouvir a musica você fica com ela na cabeça de forma viciante e assustadora. Responde ae Rafael o que acha sobre os pokemons e o velho que aparece no video abaixo o link

    http://www.youtube.com/watch?v=ktooKYecV90&fe

    • ARE
      28, outubro, 2012 em 17:43 | #79

      MEU AMIGO ISSO E UM HACK GOST E UM POKEMON QUE NAO ESSISTE POIS GHOST (SIGINIFICA FANTASMA) COMO ERA UM HACK VALE TUDO PR ASUSTAR

      CURSE (SIGNIFICA AMALDISUAR)TA

  43. Emanuel Bruno
    29, julho, 2011 em 16:41 | #80

    beleza cara tbm tenho um blog e to afim de postar a materia mais claro credito de muitas coisas são de vocês flw cara

  44. 30, julho, 2011 em 10:13 | #81

    @Emanuel Bruno

    Acho que eu postei nos comentários daqui isso. Deve estar mais pra cima, mas to com preguiça de buscar hahahaha isso é um hack mesmo, galera tá fazendo de verdade.

  45. Emanuel Bruno
    30, julho, 2011 em 13:10 | #82

    Kurt essa é uma história que deve ser lapidada, para se saber a verdade

  46. Leonardo Yoshimura
    4, agosto, 2011 em 15:57 | #83

    o.o, joguei esse jogo por quase dois anos e nunca me aconteceu nada ( e olha que eu demorei pra descobrir como passava da pokemon tower…

  47. Gabriel
    17, agosto, 2011 em 15:32 | #84

    depois de ouvir essa musica não cosigo parar de pensar nela.Ela é extremamente viciante

  48. joeycaruzo
    11, setembro, 2011 em 18:16 | #86

    Não me convenceu, nunca mais jogo pokemon ?_?

  49. 21, setembro, 2011 em 18:07 | #87

    Eu hein, eu ainda acredito que esse compositor do pokemon é demoníaco, e se lembre de que pokemon significa demônio de bolso.

  50. niozinho
    8, outubro, 2011 em 12:54 | #88

    Eu acredito que o fato de vc matar os treinadores para atingir o hall da fama é o fato "eu me interesso mais por mim ", "tudo pela fama" a ponto de vc ter que matar treinadores mas mostra que a morte é inevitavel para qualquer um mesmo para pokemons,e que no fim o ghost era só um espirito assasino que usou voce para dizimar khanto e se virou contra voce e te amaldiçoou mas o objetivo nao era realmente financeiro mas sim para tipo mostrar uma lição para algumas pessoas

    • 25, fevereiro, 2012 em 20:13 | #89

      O quê?!?!?! Viajou na maionese!

      Vamos esclarecer fatos:

      1º – Você não mata os pokémons que enfrenta, só deixa eles nocauteados – isso é, deixa eles desacordados (ou como no anime, deixam eles fora de combate);

      2º – Você também não mata os treinadores que enfrenta, só os derrota – na verdade, você derrota os pokémons dele, mas acaba dando [Hum! Boiola...] tudo no mesmo.

      Das duas citações acima, só uma tem uma exceção: Em Pokémon Red/Blue – Green (no Japão), seu rival (apelidado pelos fãs como Blue) lhe pergunta em Lavender se você já sofreu com a morte de um Pokémon. Isso porque na última batalha (no navio S.S Anne) que você fez contra ele, você feriu gravemente o Raticade dele, fazendo o pokémon morrer. Esse é o único momento de todos (todos mesmo!) os jogos de Pokémon em que você mata um Pocket Monster.

  51. Leo
    31, outubro, 2011 em 14:54 | #90

    q bobagem é isso

    • 31, outubro, 2011 em 16:01 | #91

      Let d'a flamewars begin!!

    • 31, outubro, 2011 em 22:10 | #92

      Que bobagem, cara, aconteceu de verdade, não tá vendo que o cara morreu e tudo?

      • Max The Hedgehog MHº
        29, abril, 2012 em 20:49 | #93

        Não é atoa que na sua descrição está escrito "… acredita que a ironia é a melhor forma de sinceridade…" XD

  52. anonimo
    7, dezembro, 2011 em 14:06 | #94

    Na verdade esse negócio da música de Lavender town eu vi num Creepypasta do Pokemon Black…

  53. 30, dezembro, 2011 em 14:45 | #95

    isso me deu menos medo de ouvir a musica, vlw.
    agora vou dar uma olhada na internet ver se eu acho se o misterio do "BEN" de majora's mask ja foi revelado *-*. Isso da medo mas é até lgl ver.

  54. Syusuke
    19, fevereiro, 2012 em 02:56 | #96

    Plagiaram esta postagem, gostaria que voces entrassem em contato comigo o mais breve possivel.

    • 20, fevereiro, 2012 em 07:39 | #97

      Esse post foi e ainda é muito plagiado por aí… O que sugiro fazer é denunciar nos comentários do infeliz que copiou o post e também reportar ao Google. Mesmo assim, não tem muito efeito.

    • 20, fevereiro, 2012 em 14:47 | #98

      Se você postar o link do plágio talvez possamos tomar providências, embora isso seja meio que em vão muitas vezes.

      Contamos com a ajuda de todos para denunciar esses parasitas plagiadores e nos alertar de supostos plágios.

      Abraço!

  55. 25, fevereiro, 2012 em 19:17 | #99

    Quando chegou aos 3 minutos (se não me engano), vi um negócio branco se mexendo, e como eu sou (cagão) assustado eu abaixei logo a página pra não ver o que era. Mas só lembrar a vocês que eu não sou exatamente "medroso", e sim assustado [Hum! Tô sabendo...]. Eu me assusto fácil, mesmo não sendo uma coisa que dá medo. Mesmo sabendo que nada acontece no meu cérebro – e também sabendo que aquelas creepys que contavam (na verdade, toda Creepypasta de pokémon nunca existiu) – eu prefiro não olhar. Agora, eu admito que eu sou bem estranho. Por quê? Pelo simples fato de coisas que podem me deixar com med… digo, pode me deixar assustado me atraem – não é o tipo de atração que muitos estão pensando [/safados]. Aquela matéria sobre o Giygas me assustou, simplesmente pela história do jogo e pela "forma" que o Giygas tinha – no meio daquele negócio vermelho tinha uma espécie de "face" que me deixou ASSUSTADO (viu que agora eu não falei "medo"? hehehe).

    Em questão da música original de Lavender, não vi nada de mais. Se ela fosse cheia de pontos em que as notas dão em uma combinação que não combina [Combinação que não combina? LoL] – quero dizer, em notas que ficam fora de sintonia (tipo a música da Casa Mal-Assombrada de Super Mario World) – ai tudo bem, mas ela tem até muitos pontos em que as notas resultam em outra que combina, fazendo a música ter até alguns pontos felizes (ou emotivos). Veja que na versão em que o tal cara que morreu (duvido, ele deve tá escondido em uma ilha deserta rindo da cara de muita gente – zuera) ela tem algumas mixagens a mais. Tem um tom por traz (audível) que dá uma sensação de medo – é tipo um duuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuummmm.

    De qualquer forma, todas (sim! t-o-d-a-s) as creepypastas são estórias – estórias são história inventadas, para quem não sabem (Apesar disso, eu odeio pensar na do Snow on Mt. Silver).

    P.S: Desculpa o texto muito grande, é que eu falo de mais mesmo ;):);)

  56. nero
    29, fevereiro, 2012 em 23:14 | #100

    mano se e inteligente pra caralho em

    • Max The Hedgehog MHº
      29, abril, 2012 em 21:00 | #101

      Sem querer parecer arrogante, mas isso foi um elogio ou foi só sarcasmo?

      P.S: Sarcasmo é uma forma de linguagem usada para expressar ideia contrária a uma coisa dita ou feita.
      EX: Você tá bonita hoje…

      Em redes sociais são caracterizadas por uma reticência ao fim da frase.

  57. Vinicius
    9, março, 2012 em 22:36 | #102

    Olha devido a tudo apresentado n vou muito longe a por minha opniao, sobre o jogo de fato nunca percebi esse terror antes ,nao antes de ver a creepy pasta , o estranho é que o ocultismo de fato é real e esta presente em todos os lugares(obras satanicas iluminates), agora pq nos jogos? e especialmente pokemon? lembrando que a maioria jogos da nintendo uma empresa infantil que sempre defendi, muito estranho.rafa respeito sua opniao ,mas ela nao cola amigo, ha relatos de crianças que ao jogar viram no jogo oficial cenas macabras em lavender, alem disso pq logo depois alguem faria jogos rackers desse suposto pokemon ghost que na verdade nunca existiu e mostrando um conteudo medonho sobre a morte? tudo é muito estranho e complexo e ha sim algo terrivel escondido

    • Max The Hedgehog MHº
      28, junho, 2012 em 21:47 | #103

      U.U
      Olha, nesse tópico eu já repeti várias vezes que esse é um jogo TOTALMENTE NORMAL. Pokémon NUNCA foi uma jogo diabólico… pelo contrário, foi um jogo feito para ensinar as crianças a ter amor aos animais, que você não deve pisar encima dos seus inimigos para conseguir a vitória e que amigos sempre são importantes na sua vida.

      Não tem nada de creppy-pastas, não tem nada de Ghost (I CURSE YOU!!!!), não tem nada de música secreta e de pokémons enviados do futuro – tá, essa foi sem graça =P

  58. Eduardo
    1, abril, 2012 em 18:22 | #104

    POLIGONAUTAS por causa do video deles reelembrei do meu pasado e joguei em Lavender sen ti um arepio e nao dormi cara tive 4 sonhos orriveis pqp krl to com medo até agora :(

    poligonautas nao estou culpando vcs só estou com muito medo minha janela acabou de bater meu gato ta miando KARALHOO fui ta escuro aki

  59. lucas
    13, abril, 2012 em 14:36 | #105

    Eu acho,não tem nd de mais nesse jogo quanto na outra,são apenas ignorantes dizendo
    para não jogar pokemon,mais uma coisa eu jogo pokemon a anos e nunca aconteceu nd
    tem pessoas que fazem essse tipo de brincadeira a fim de assustar aos outros,então não desisitam de jogar pokemon ,que significa monstrinhos de bolso e não coisas diabolicas.

    • Max The Hedgehog MHº
      29, abril, 2012 em 20:57 | #106

      Concordo Lucas, eu sou evangélico SIM mas jogo e assisto Pokémon. Eu sei tudo – ou quase tudo – presente na mídia sobre Pokémon, e acho uma bobagem o que dizem sobre os Monstros de Bolsos.

  60. Dionysios
    1, julho, 2012 em 14:13 | #107

    Eu já tinha visto essa historia uma vez, fiquei tão preocupado, mas minha preocupação real, era descobrir que minha infância havia sido destroçada com essa revelação. Finalmente estive decidido a provar pra mim mesmo que esses boatos não são reais, então resolvi pesquisar e vim parar aqui. Fico muito agradecido por tudo o que li. Más agora es quero saber, se essa musica pode provocar dor de cabeça de alguma forma. Sabe, eu nunca havia jogado red com o som ligado, mas meus amigos sim. E contudo percebi, que uma musica tão grande em um local tão pequeno, com quase nada a se fazer, faria com que o jogar fize-se a musica parar de alguma forma,ou reiniciar, entrar em uma casa, subir escada, etc. Assim a musica nunca seria ouvida por completo, a menos que um louco se apaixona-se pela musica e ficasse horas degustando-a. Eu tenho uma leve insanidade que me faz ir atras de coisas que me deixam com medo, ou assustado, ai eu fico com sorrisos estranhos e olhar paranoico, quando o medo passa, a insanidade acaba, mas ela é uma boa forma de encarar meus medos, pois ela se alimenta deles. Preciso provar dessa musica, preciso baixa-la, ouvi-la, acostumar-me com ela. Então preciso saber, Vou ficar com dor de cabeça? ou Enjoos ou algo do tipo? Quero devorar essa musica com minha insanidade, mas preciso saber se não vou ter enxaqueca por que já sou estressado de mais e isso seria um problema,. ;)

  61. pokefan
    14, julho, 2012 em 20:59 | #108

    idiota!é monstros de bolso!POKET MONSTERS!POKEMON!POKETTO MONSSUTA!e não DEVIL MONSTERS ou DEVILMON!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!DEFANDEREI POKEMON ATÉ A MAORTE!!!!!!!!!!!!pera aí. MORTE?PORQUE FALEI ISSO????

    • minecrafter
      28, junho, 2013 em 17:23 | #109

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  62. caio
    22, julho, 2012 em 18:12 | #110

    eu tenho uma dica para quem tem uma mente fraca que fica com medo disso e so disliga o som quado chegar em lavander:D

    • 22, julho, 2012 em 20:34 | #111

      E se os sons forem naquelas frequências imperceptíveis ao ouvido humano mas que ainda podem causar alguns efeitos? Melhor não arriscar, hein… ou desligar MESMO o som.

      :)

  63. Bruno
    24, julho, 2012 em 12:54 | #112

    Sobre o argumento dos Unowns serem da segunda geração: isso não é tão claro, uma vez que a primeira geração contava (originalmente) com 190 pokemons (por isso os 39 missingno's). Isso pode ser visto aqui: http://bulbapedia.bulbagarden.net/wiki/List_of_Po
    Os 39 missingno's correspondem a 39 pokemons de segunda geração excluídos do jogo. O próprio Shigeki Morimoto confirma isso.
    Então não da pra saber se os Unowns tinham (ou não) sido inventados antes.

    Sobre um dos Ghosts na Pokemon Tower em Lavender Town, se você usa o Sylph Scope você descobre que ele na verdade é o fantasma de um Marowak disfarçado. Isso talvez explique aquela descrição do Cubone na pokedex dizendo que ele usa o crânio de sua mãe morta.
    Mais informações aqui: http://bulbapedia.bulbagarden.net/wiki/Literal_gh

  64. afu
    31, julho, 2012 em 15:54 | #113

    olha cara foi um alivio saber q a mlusica n "amaldiçoa" como diz em otros blogs

  65. MissingNo.
    26, outubro, 2012 em 17:24 | #114

    mas, se ñ tem nd a ver pk a frase dos unowns eh justamente LEAVE NOW

  66. ARTHUR
    28, outubro, 2012 em 17:38 | #115

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK……………………………….CARA A MUSICA DE LAVANDER NAO DA MEDO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK TB POKEMON NAQUELE TEMPO ERA SO PR CRIANCINHAS KKKKKKKKKKK MAIS ESSES ESPEKTROGRAMA VO BAIXA PARA COLOCA MINHA FOTO E VE NO QUE DA KKKKK DEVE FICAR MASSAA

  67. FDP
    28, outubro, 2012 em 17:40 | #116

    NAO E A MUSICA QUE DA MEDO MAIS SIM A FREQUENSIA AGUDA

  68. Cassia
    2, fevereiro, 2013 em 13:17 | #117

    HAHAHA!! Mto boa a sua matéria! parabéns!

  69. ghost
    29, março, 2013 em 14:28 | #118

    isso e um erro o misterio sobre Lavender Town não deve ser descoberta porque ela causou muitas mortes de crianças tentando devendar esse misterio………………………………………………..vcs n querem ser uma dessas pessoa ne?

    assinado:ghost (o pokemon amaldiçoado)

  70. anthony
    29, março, 2013 em 22:13 | #119

    gente eu nao consigi sai do luga fique preso no oypokemon e nao posso joga nem um poke pra me ajuda
    pq ela vai para o fundo da amr depois vouvalta e desaprece volta para a poke o que eu fazo m e ajudem pf

  71. Otaciano luiz
    26, abril, 2013 em 13:00 | #121

    Para min esses sintomas são na verdade raiva, você deve estar se perguntando -como ? Bem o jogo e difícil e a sintonia da cidade tem dois sons o que deixa o cérebro sobrecarregado afinal o cérebro tem que interpretar dois sons ao mesmo tempo e isso deixa como já disse o cérebro sobrecarregado e o propio jogo já e difícil o que sobrecarrega ainda mais. essa e minha explicação pre musica de lavender town. PS : Quando eu digo sobrecarregado e difícil de interpretar.

  72. joao pedro
    1, maio, 2013 em 18:34 | #122

    eu soube desse efeito da musica bem dps de q eu começei a jogar , eu começei jogando firered e o ruby até q eu conheci os mais antigos e fui jogando tmb , ja zerei todos os jogos antigos e alguns atuais estou zerando o black 2 agora e esperando o x e y , eu demorei pra descobrir essa musica e toda essa lenda pois eu sempre joguei com o emulador sem som pois assim o jogo ia mais rapido e nao cansava a vista eu descobri esse efeito da musica quando eu esqueci de desligar o som pois eu tinha ligado pra jogar kingdom hearts e acebei escutando essa musica num volume bem alto todo mundo q estava em casa reclamou eu nem senti nd só um poucinho de irritaçao no ouvido mas nada demais e foi bem esclarecido o fator das frequencias vc está de parabens!

  73. Renan
    10, maio, 2013 em 10:45 | #123

    Só tenho 12 anos e não vi nenhum vídeo (sou medroso mas vejo filme de terror) então vejamos se entendi: Qualquer som ou imagem com a ajuda do espectrograma pode ser 'traduzido' em algo comletamente sem sentido e assustador.Mas esse cara que criou o pokemón com CERTEZA é satânico (relembrando que não vi nenhum vídeo)!!!

  74. Cecília
    10, julho, 2013 em 14:48 | #124

    Você salvou a vida da minha prima cara :)

  75. 7, agosto, 2013 em 03:49 | #128

    Mais me responda então porque lançaram as versões de fire red e life green?

  76. samuel vitor
    4, setembro, 2013 em 15:20 | #129

    nada ver eu escutei !!!! é a história causa medo mas ninguem descobriu por que pessoas morrem sessa história eu jogo otpokemon ja faz 1 ao e nao acredito.

  77. gabriel
    1, novembro, 2013 em 14:42 | #130

    vc n explicou a morte do garoto

  78. Murilo
    10, novembro, 2013 em 16:17 | #131

    Então quer dizer que dez de 2011 que eu estou com medo desta música, e não erá NADA!
    ahahahahahaha
    FAKE YEA eu sou um idiota!
    =D

  79. william
    10, janeiro, 2014 em 22:56 | #132

    no video da musica móstra o pokemon fantasma e outros pokemon simbolos pensso; se juntassem os 2??? oq aconteceria

  80. 9, fevereiro, 2014 em 22:43 | #133

    excelente post !!

  81. 31, março, 2014 em 20:27 | #134

    ta dizen do que… o criador de pokemon e adorador de satã? acho que não!

  82. Eevee
    7, julho, 2014 em 16:09 | #136

    Na verdade, eu nunca tive medo nem receio dessa musica, mas o que faz eu evitar essa musica são as imagens e não saber à partir da onde a musica de Lavender fica estranha… Pra ser bem sincera, antes de conhecer esses boatos sobre essa musica, eu até que gostava dela… Kk, mas depois pra não parecer estranho resolvi nem falar nada…

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: