Página Inicial > Arcade, artigos, Curiosidades, Humor, Mega Drive, N64, sistema > As 5 dicas e truques (quase) impossíveis de fazer nos jogos antigos

As 5 dicas e truques (quase) impossíveis de fazer nos jogos antigos

 

Qualquer um que acompanhou o processo evolutivo dos games até os dias de hoje pode confirmar a afirmação: Não existem mais os cheat codes como antigamente. As infames sequências de botões, artimanhas, gambiarras, e qualquer outro tipo de procedimento que habilitava coisas mágicas nos games deu lugar, em sua maior parte, às palavras-chaves, ao destravamento de troféus, entre outras coisas não tão legais quanto decorar um punhado de setinhas e números. Até revistinhas “Só Dicas” existiam na época, e as pessoas compravam! Sem dúvida, não há nada mais recompensador do que a primeira vez que um jogador utilizava de uma sequência dessas para trapacear; é uma sensação que mistura a inflação do ego e o perigo de estar fazendo algo proibido.

Apesar de muitos desses códigos de botões serem fáceis de usar no jogo, e até mesmo de decorá-los a ponto de levar na nossa memória para o resto da vida (como o da foto que ilustra o post), alguns desses truques eram simples demonstrações sádicas de poder dos programadores sobre os gamers,  misturando o conceito de cheat com uma verdadeira façanha da vida real. Desde aqueles que demandam reflexos incrivelmente rápidos até aqueles que exigem queimar o seu videogame, selecionamos as dicas e truques mais difíceis de reproduzir nos jogos. Então, pegue o controle 2, vire de cabeça pra baixo, aperte todos os botões, retire e coloque o cartucho duas vezes, jogue o controle na parede e, no rebote, aperte Start ao mesmo tempo em que segura A no controle 1! E clique em “Continuar lendo”.

.

5 – Jogar com Super Axel em Streets of Rage 3

Uma das coisas mais legais do terceiro jogo da série está no número de personagens secretos disponíveis. Dá pra jogar com o Shiva, com o canguru Roo… E, na versão japonesa (chamada Bare Knuckle III) dá até pra jogar com o chefão homossexual Ash! Todos eles são habilitáveis de forma fácil e indolor, exigindo apenas que se segure algum botão após derrotar estes personagens durante o percurso das fases. Porém, o pior de todos está no Super Axel. Olha só o que é necessário para habilitá-lo:

Para jogar com o Super Axel, é necessário ter um controle de 6 botões. Escolha Axel e, ao iniciar o jogo, pressione repetidamente o botão X enquanto gira o direcional em 360º no sentido anti-horário. Vá fazendo o procedimento até a fase começar. Não pare até que o personagem faça o golpe giratório seguido de um gancho. Agora aperte o botão A. Se feito corretamente, Axel dará socos giratórios e depois seu especial.

Aposto que muita gente descobriu o significado da expressão “anti-horário” através desse cheat. Como se já não fosse suficiente girar o direcional de uma forma decente, agora o sentido é ao contrário, e ainda tendo que apertar um botão repetidamente. Isso sem ter uma indicação mais precisa de quando começar o comando e de quando deveria parar. O jeito era desencanar e apelar para o Game Genie. Ou não.

Vale a pena o esforço?

Definitivamente sim. Apesar de não haver mudança significativa na aparência do personagem, o Super Axel tem um soco que derruba vários inimigos na hora; sem falar do golpe especial extremamente apelativo, que praticamente varre tudo em uma certa distância, deixando o jogo muito mais fácil. Não acredita? Aí:

.

4 – Vidas infinitas em Altered Beast

Apesar da dificuldade mediana e da baixa longevidade do game (não podemos cobrar muito de um jogo que veio de graça com o console, né?), havia uma porção de jogadores que passava pelos piores perrengues nos últimos estágios – me incluo aí. Um truque que o jogo tinha e que resolve esse problema está na manha de, após o Game Over, apertar A+Start na tela título. Assim, o game continua direto de onde o jogador morreu, como uma espécie de Continue.

Ignorando isso tudo e saindo na vanguarda de dicas exóticas, eis que a revista Supergame, em sua primeira edição, solta uma dessas:

Para quem não leu pela dificuldade em enxergar o texto preto sobre fundo vermelho, o truque exige que você ligue o console com o cartucho de Golden Axe encaixado e, após o logo da Sega aparecer, retirá-lo e trocar pelo de Altered Beast, ainda com o Mega Drive ligado. Aperte reset, e, se tudo der certo, o game iniciará com Vidas Infinitas. Tente isso, mas por sua própria conta! Se der problema, não tenho nada a ver com isso.

Por mais que a ideia possa parecer absurda, de fato era realmente possível de conseguir vidas infinitas através do procedimento – além de outras surpresas. Por alguma razão, alguns dados de determinado jogo, armazenados em um setor de memória do console, afetam a jogabilidade de um game totalmente diferente, o que é o princípio básico desse (d)efeito. Existem vários jogos em que isso pode ser feito, gerando resultados diversos – inúteis ou não.

Inserir o cartucho de Hardball e logo depois trocar pelo de Space Harrier II resulta em Vidas Infinitas

.

No entanto, o procedimento não funciona na maioria das vezes, dependendo bastante da sorte e de muita paciência através do método “tentativa-e-erro”. Sem contar da coragem em brincar de danificar o console, fazendo algo para o qual ele não foi feito.

Vale o esforço?

Não, não e não! Como citado lá em cima, há um truque muito mais fácil que quebra o galho daqueles que querem terminar o jogo, e que dá praticamente na mesma coisa. E o melhor de tudo: sem riscos de destruir o seu console. A não ser que você queira brincar de glitcher, fique longe dessa dica estúpida da Supergame (que foi reproduzida em outras revistas que vieram depois, como a Gamers Pró Dicas).

.

3 – Personagens Secretos em Marvel Vs. Capcom de Arcade

Habilitar um personagem secreto em um jogo de arcade não só mostra para os outros o total domínio daquela máquina, mas também serve com excelente opção para os contras, já que o adversário geralmente não sabe o que virá, e não tem muitas estratégias para contra atacar seus movimentos. De forma geral, esses personagens estão escondidos através de sequências de comandos na tela de seleção de personagens (como os Orochi em King of Fighters `97), ou então apertando start em determinado lutador. Não são procedimentos muito difíceis; até porque é um jogo de arcade, valendo uma ficha só, não é? Pois a Capcom não está nem aí para isso e, desde Super Street Fighter II Turbo – e o truque quase insano para habilitar Akuma – tem feito dos seus personagens secretos os mais (dã) secretos possíveis. O maior exagero está no primeiro Marvel VS. Capcom, que saiu em 1998. Dependendo de algumas condições durante o jogo (como terminar cada luta com especial, sem usar Special Partner, etc), o jogador poderia enfrentar um dos personagens secretos do game, como o Red Venom,  o Orange Hulk, a Lilith, dentre outros. Até aí, nada demais. Mas a história muda quando se deseja jogar com um deles. Olha só a sequência enorme de direções para a qual se deve colocar na tela de seleção de personagens, apenas para habilitar o Red Venom, por exemplo:

O cursor de Red Venom irá aparecer logo acima de Chun-li, se feito corretamente

Definitivamente, isso é ridículo. Deduzindo que nenhum ser humano conseguiria decorar esta sequência, ele teria que levar a revistinha ou pelo menos um papel com os comandos anotados, para colocar durante a tela de seleção – o que por si só já caracteriza uma tosqueira sem fim. E, ainda assim, a garantia de sucesso do truque é de menos de 50%; e se você errar ali, meu amigo, o tempo de escolha do personagem acaba e o jogo seleciona o lutador cujo cursor estava iluminado, e geralmente é aquele que você menos quer.

Vale o esforço?

Os personagens secretos possuem algumas características diferentes do normal, mas ainda assim de forma bastante equalizada, não possuindo handicap algum sobre os normais. Por exemplo, o Orange Hulk é um pouco mais rápido que sua contraparte original, mas leva mais dano pelos golpes recebidos, o que é uma grande desvantagem. Os golpes também não diferem muito, ou seja, não vale a pena pagar o mico de levar papelzinho para o fliperama. Prefira arriscar habilitá-los nas conversões para consoles.

.

2 – Seleção de fases em Sonic 3

Sonic 3 foi aclamado como uma continuação à altura, mas gera até hoje bastante controvérsia em relação a alguns aspectos de sua jogabilidade, que alguns podem considerar como “frustrante”. Uma dessas frustrações reside até mesmo em seus cheats.

Os jogos anteriores da série tinham sequências fáceis para entrar no modo de seleção de fases. No primeiro Sonic, bastava apenas apertar cima, baixo, esquerda, direita e A+Start. No segundo, era só ir ao Sound Test e tocar as músicas 16,65, 9 e 17. Em Sonic 3, a princípio, o truque parece ser bem simples, exigindo apenas que digite isso:

 

Embora a sequência pareça ser fácil, o problema está na tela em que ela precisava ser executada: entre o logo da Sega e a imagem de título do jogo, ou seja, no momento exato da animação em que Sonic vem pulando em direção à tela. Se desse certo, um som de anel seria ouvido, e a opção Sound Test seria habilitada no menu principal, aonde lá está a tela de seleção de fases.

Devido ao pouco tempo para entrar com o comando, era praticamente impossível executar o truque com sucesso, mesmo quando você pensava que havia entrado com a sequência de forma correta. Por quê?

O sofrimento dos jogadores que buscavam trapacear pode ser explicado da seguinte forma: dada a complexidade dessa animação de alta qualidade, o processador do Mega Drive passa por maus bocados para gerar todos os frames de transformação do Sonic. Isso quer dizer que a maioria dos comandos de controle que você colocar nesse momento têm um tempo de resposta muito alto ou nem mesmo são registrados pelo programa do jogo, graças ao lag resultante do processamento dessa simples animação. Tanto é que, quando o jogo se funde com Sonic&Knuckles através do lock-on, e essa animação surge com o tema de S&K, a música dá uma caída no andamento justamente nessa parte. E você pensava que o Blast Processing existia, né?

Abertura de Sonic&Knuckles…

E a abertura de Sonic3&Knuckles. Reparem na bateria logo no começo.

A “manha” que pode ajudar é a de terminar a sequência apertando repetidamente para cima, ao invés das usuais quatro vezes que o código pede. Assim, pode-se ter certeza que o apertar dos botões finais foram registrados pelo console. O problema é saber se os primeiros comandos também foram…

Vale o esforço?

Acredito que a maior parte das pessoas que tentaram executar esse truque passaram a maior parte de seu tempo presas naquele infame barril da Carnival Night. E, no fim das contas, concluíram que é muito mais fácil buscar uma alternativa para sair de lá do que tentar acertar o cheat. Não existe outra razão para valer a pena o esforço de abrir a seleção de fases além desse; até porque o jogo salva seu progresso, permitindo jogar novamente os estágios que você terminou. Por isso, não vale a pena se matar para tentar destravar a tela de seleção de fases de Sonic 3.

.

1 – Debug mode de Star Wars Shadows of The Empire (N64)

Ah… O debug mode… Tão desejado em tantos jogos difíceis, mas nem sempre disponível disponível para nós, reles jogadores mortais. O “modo debulhação”, assim que habilitado, deixava uma série de opções à disposição do jogador, que às vezes poderia fazer do game o que ele quisesse. Seja construir novos objetos de cenário (como no caso dos jogos Sonic), vidas infinitas, entrar em qualquer fase a qualquer momento… Sem dúvida, era uma mão na roda para jogos difíceis. Mas nem sempre o debug mode era fácil de ser habilitado. Na maioria das vezes, era bem complicado chegar até ele por “meios normais”, isto é, sem apelar para a utilização de um modificador como o Game Shark.

O problema é que em Star Wars Shadows of The Empire, lançado para o Nintendo 64 em 1996, houve um certo exagero. De forma resumida, o debug mode daquele jogo prometia mundos e fundos, mas era praticamente um absurdo de trabalhoso. Nem mesmo as revistas de videogame da época conseguiam explicar detalhadamente, até que a Nintendo World, em sua primeira edição, resolveu publicar o passo-a-passo de forma bem mastigada. Ainda assim, é barra pesada. Confira só:

.

1 - Escolha um dos arquivos e escreva o nome _Wampa__Stompa (exatamente desse jeito, com as letras maiúsculas e os espaços: um espaço antes de Wampa e dois espaços entre Wampa e Stompa)

2 - Comece qualquer fase e aperte Start para pausar

3 - Segure todos estes botões: todos os botões C, Z, L, R e para a esquerda na tecla direcional (direcional que fica do lado esquerdo do joystick)

4 - Segurando todos estes botões, segure a alavanca de controle até a metade do caminho para esquerda (não segure a alavanca para esquerda até o fim!) por cinco segundos até escutar um ruído metálico

5 - Repita, agora segurando  a alavanca até a metade do caminho para direita. Aguarde cinco segundos até ouvir o ruído metálico.

6 - Faça mais uma vez para esquerda, depois para direita e mais uma vez para esquerda.

7 – Se tudo foi feito corretamente, um texto em rosa irá aparecer na parte superior da tela. Use os botões L e R para escolher entre as opções. Em algumas delas, você deverá mexer na alavanca de controle para fazer a mudança. Aperte o botão A para ativar o truque.

8 - Para fazer o menu de opções reaparecer, pause o jogo, segure todos os botões usados no 3º passo e mova a alavanca de controle para esquerda ou direita.

Nota: se você usar esse código, o jogo poderá travar e outras coisas muito estranhas podem acontecer. Confira você mesmo!

.

Entenderam o que eu quis dizer? Além do procedimento extremamente longo, o 3º passo envolve segurar praticamente todos os botões do controle do Nintendo 64, que possui um design um tanto exótico para permitir que isso seja feito de forma fácil:

A foto está uma porcaria, mas só tenho duas mãos, infelizmente

É um exercício de muito treino e paciência. Mas, se tem gente que consegue terminar Shadow Dancer de Mega com uma mão só, não duvido que outros loucos tenham conseguido executar essa façanha.

.

Vale o esforço?

O cheat promete Invencibilidade, 50 vidas, suicídio, teletransporte, atravessar paredes, escolher fases, todos os itens, e a possibilidade de colocar os inimigos para dormir. Se vale o esforço ou não, é uma questão mais subjetiva, do quanto você aprecia o game. Eu nunca gostei muito de Shadows of The Empire, e tinha até um certo medo do jogo, na verdade; graças à trilha sonora que, de tão abafada que era, parecia música de filme de terror dos anos 70. Para mim, terminar aquele jogo na dificuldade mais fácil já era o suficiente para considerá-lo terminado. Porém, parece que existem diversos fãs do jogo por aí, que com certeza viram no truque mais uma oportunidade de se divertir e explorar o game – que já é cheio de glitches na forma normal.

.

Conclusão

É claro que existem diversos outros cheats sádicos por aí, que envolvem os mais diversos tipos de malabarismos com o controle. Por isso peço que, caso se lembre de algum, não esqueça de postar nos comentários. É uma grande forma de resgatar das memórias empoeiradas todo aquele sacrifício e, consequentemente, o orgulho de conseguir entrar com um código secreto no game – às vezes, mais recompensador até do que terminá-lo.

Jornalista de games, editor de vídeo e estudante de Audiovisual, escreve atualmente para a Revista OLD! Gamer. Além dos joguinhos, também dá pitacos sobre cinema, TV e tecnologia; sempre acreditando que a ironia é a melhor forma de sinceridade. Ouve Game Music e trilhas sonoras de filmes durante a maior parte do tempo, mas jura que é uma pessoa legal. Seguista, badernista e exorcista.

Twitter YouTube 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. 15, fevereiro, 2011 em 21:04 | #1

    Ixi, me esqueci de participar. BurroBurroBurro

  2. Sephrox (Douglas Oli
    15, fevereiro, 2011 em 21:37 | #2

    Eu lembro dessa dica de vida infinita do Altered Beast. Ninguém dava bola pq, como Rafael disse, tinha dicas que faziam a mesma coisa. além de ter outra em que vc selecionava qualquer criatura pra qualquer fase. Ela só não é mais ridícula que a de dinheiro infinito no Ultima IV dada pela própria Supergame. Dica essa que praticamente arruinava a possibilidade de você terminar o jogo…

    "E você pensava que o Blast Processing existia, né?" Poooooooooooooooxa… Arruinou minha infância! Bobo, feio, cara de melão!

    • Sephrox (Douglas Oli
      15, fevereiro, 2011 em 21:55 | #3

      Ah sim: parabéns a um dos caras mais legais que eu NÃO conheço. Tenho que bater uma resenha federalíssima algum dia com vc, jovem!
      Considere todas aquelas mensagens sacais e clichês de Feliz Aniversário dadas. Se vc não gostar, melhor… :D

      • 16, fevereiro, 2011 em 04:19 | #4

        Eu lembro que eles tinham publicado uma dica estúpida desse Ultima, mas não lembro exatamente o que era. Se puder lembrar aí… hehe

        E obrigado pelos parabéns e todas as mensagens de sempre!

        • Sephrox (Douglas Oli
          16, fevereiro, 2011 em 14:50 | #5

          É a dica de roubar o dinheiro no castelo de Lord British. Vc pode fazer isso quantas vezes quiser pq o dindim vai estar sempre lá.

          Mas já que o desafio do jogo não é derrotar algum inimigo poderoso e sim ser um arauto das virtudes pra se tornar um Avatar, roubar não é a melhor das ideias e praticamente faz com vc não consiga iluminação em algumas virtudes.

          • 18, fevereiro, 2011 em 05:16 | #6

            Lembro dessa dica da Supergame, eu tinha o cartucho de Ultima IV e nunca consegui terminar, vivia esperando um "detonado" da época mas nunca saiu porque as revistas alternavam entre Phantasy Star e Battletoads….. :)

            • Sephrox (Douglas Oli
              18, fevereiro, 2011 em 11:56 | #7

              É um jogo que pra terminar vc precisa MESMO de um detonado. Ultima IV foi abandonado pelo "mainstream revisteiro" por não ser popular e ser absurdamente difícil.

              Conseguir fórmula pra todas as magias já era brabo, terminar então…

        • Sephrox (Douglas Oli
          16, fevereiro, 2011 em 21:11 | #8

          Aqui a dita cuja: http://bit.ly/fzcVZK

  3. Andre Nesman
    15, fevereiro, 2011 em 21:51 | #9

    Cheguei a fazer o truque de Shadows of the Empire na época, e tinha mais um truque para conseguir jogar com os AT-ST e AT-AT na primeira fase. Era preciso virar um polvo para poder fazer o truque. Mas gosto mt do jogo, apesar de não conseguir terminar na dificuldade Jedi (terminar no Hard já é mazoquismo, no Jedi então…).

    Legal o artigo. Lembrei tbm do absurdo que era pra fazer o truque de Robocop vs Terminator do Mega Drive. Apesar de precisar apenas de uma pausa durante o jogo para fazer o truque, era terrivelmente chato ter que pressionar uma sequência seguida de até 30 botões sem errar para ativar um truque. Às vezes ficava olhando na revista tentando apertar a sequência certa e quando chegava no sétimo dígito errava e tinha que voltar tudo de novo.

    Mt bom o post. Parabéns!!!!

    • 16, fevereiro, 2011 em 04:22 | #10

      Haha, o Shadows of The Empire tem outras dicas dessas que exigem mais de dois braços, por isso desencanei do jogo e nem tentei nenhuma, muito difícil mesmo.

      Tô vendo aqui os truques de Robocop Vs. Terminator. É fácil se perder em meio a todos aqueles botões, terrível mesmo!

  4. 15, fevereiro, 2011 em 22:08 | #11

    Não tenho muito o que falar, mas quero dizer que gostei muito do tema do post! Muito!

  5. 16, fevereiro, 2011 em 05:47 | #12

    Deixa eu me vangloriar no caso do Sonic 3 :P

    Além de eu nunca ter ficado emperrado na parte do barril da Carnival (faço parte do grupo onde saber o que fazer nele era algo natural, me espantando depois na internet a renca de gente que ficava preso nele) eu sempre conseguia fazer o cheat de seleção de fases !

    Claro que precisa fazer rápido, mas a idéia é fazer os 4 primeiros comandos (cima 2x, baixo 2x) e depois ficar apertando pra cima que nem um desesperado. Facilita demais fazer o cheat dessa maneira ;)

    • 16, fevereiro, 2011 em 05:48 | #13

      Eu consegui algumas poucas vezes, dá pra contar nos dedos. E mesmo apertando pra cima que nem um louco, não conseguia :

      • 16, fevereiro, 2011 em 06:21 | #14

        Eta lasquera. Mas concordo com os argumentos, por ter save não fazia muito sentido usar o cheat. Mas eu usei uns pars de vezes…nem sei dizer o porque mas usei :D

        Aproveitar, eu curto o Star Wars Shadows of The Empire. O modo de visão em primeira pessoa fazia dele o primeiro FPS para N64, mesmo sem a gente poder ver a arma. E eu joguei demais e curto ele pra kct ainda mas nunca ouvi falar desse cheat e fiquei bem curioso. Quando eu comprar um N64 novamente eu tentarei, até para ver o naipe da cãimbra que ira me dar.

        • 17, fevereiro, 2011 em 11:55 | #15

          Na verdade tem utilidade sim, se você tivesse alugado uma fita pirata do Sonic 3, como eu. E faço parte da galera que ficou emperrada na parte do barril do Carnival e que nunca conseguiu fazer o cheat :(.

          • 17, fevereiro, 2011 em 12:34 | #16

            Na verdade, o meu cartucho do Sonic 3 também era pirata, mas eu fazia aquele esquema de seleção de fases do Sonic 3&Knuckles que eu descrevi em algum lugar nessa zona aqui! O legal é que já terminei os dois jogos numa jogada só, sem salvar (mas sem todas as esmeraldas, infelizmente)

  6. 16, fevereiro, 2011 em 06:12 | #17

    Amei a matéria!!

    O Personagens Secretos em Marvel Vs. Capcom de Arcade é coisa pra super homem , pq não consigo nem chegar na metáde do código. A do altered beast eu conseguia, as outras eu não conhecia. Parabêns!!

    • 16, fevereiro, 2011 em 05:50 | #18

      Valeu, Ritinha! Vou te falar que ali na matéria, eu tava falando de mim mesmo, porque cheguei a levar o papel pra tentar abrir os personagens no fliperama, kkk! Não consegui justamente porque o tempo é curtíssimo pra entrar com os cheats, sem falar que não entendia meu próprio garrancho no papel.

      • Nikolai
        26, setembro, 2014 em 01:55 | #19

        Eu tentei o código certinho várias vezes, mas não apareceu nada. Um saco…

  7. 16, fevereiro, 2011 em 06:59 | #20

    E eu que me vangloriava por guardar o cheat dos orochi no KOF 97. Fazia aquilo com tanta facilidade num sorrisão na cara! :D

    Hoje eles me chamam de ninja por gravar uma sequência de letras e números, password do Nascar Rumble, quem se lembra? C9P5AU8NAA…

    Mas pelo jeito, não tô com nada, hein

    • 16, fevereiro, 2011 em 07:01 | #21

      Ah, os do Orochi era mole de fazer, todo mundo já sabia de cor no fliperama. Agora esse do MvC… Não lembro de ninguém ter tentado!

  8. 16, fevereiro, 2011 em 07:10 | #22

    Que eu saiba ninguém se atreveu a levar um rascunho com as setinhas emboladas que na hora a própria pessoa que escreveu fala: Hein? Pera aí que eu me per…(PLIM!) Cai num cara mó nada a ver que tu nunca conseguiu jogar

    FFFFFFFFFFFFFFFUUUUUUUUUUUUUUUU

  9. Marcos de Moraes
    16, fevereiro, 2011 em 09:52 | #23

    Esss códigos que agente nunca esquece é complicado !

    Quem aqui tambem lembra das Passwords do Road Rash ou Road Rash 2 ?

    De cabeça eu sempre lembro do RR2 para comecar na última corrida com a Wild Thing

    EADI 5VNC

    Nota: Também sou mais um que ficava nos barris do Sonic3, depois que agente pegava a calma e apertava para cime e para baixo. Fiquei com cara de besta pensando "PUTA QUE PARIU ! ERA SÓ ISSO ?!??!"

    • 16, fevereiro, 2011 em 10:46 | #24

      Eu já decorei algumas passwords do Road Rash 2 e 3, mas fui esquecendo com o passar do tempo. Mas tem alguns cheats que com certeza ficam na cabeça pro resto da vida, que nem alguns fatalities e combos no Ultimate Mortal Kombat 3, que é o meu caso.

      Esse do Sonic 3 realmente eu também fiquei com cara de besta quando descobri. Tanto sofrimento desnecessário… rs

  10. 16, fevereiro, 2011 em 09:57 | #25

    Eu sou mais um que nunca ficou travado no "barril da morte" (não, acho que não era esse o nome :P) de Sonic 3. Até fiquei espantado quando li a algum tempo uma matéria sobre o tal barril.

    Lendo a matéria me lembrei dos passwords gigantescos de Super Monaco GP, de Mega. Mas nada muito complicado perto de anotar passwords de rpgs japoneses, como o de Faxanadu (Nes), que eu falhava miseravelmente em anotar na época. Até tentei bolar um sistema para conseguir anotar passwords em Japonês sem escrever um só Hiragana ou Kanji, mas isso é assunto pra outro post.

    Alguém saberia dizer quão potencialmente perigosos eram esses truques de trocar o cartucho com o videogame ligado? Nunca conheci ninguém que danificou seu Mega com esse procedimento, apesar que pouca gente deve ter tido coragem para fazê-lo várias vezes (me lembro de ter feito isso uma ou duas vezes). Será que não era mais uma precaução sugerida por parte do depto. jurídico da editora para evitar que um raro problema pudesse virar processo?

    Parabéns pelo aniversário e pela matéria!

    • 16, fevereiro, 2011 em 12:44 | #26

      Perigoso a gente não pode confirmar… Eu tentei correr atrás de alguns testemunhos de pessoas falando que queimaram o videogame e tal, e só consegui encontrar menção a uma pessoa que queimou os contatos de seu cartucho de um jogo do Atari 2600. Mas de Mega, não achei nada.

      Como é uma manobra arriscada, é claro que a publicação procura se isentar dos danos causados ao console, até porque ninguém sabe o resultado desse procedimento. Mas lembro que a Tectoy colocava nas observações dos manuais de seus jogos que "nenhum cartucho deve ser retirado ou colocado com o console ligado".

      Eu lembro que fazia quase isso no Sonic3&Knuckles: eu fazia o truque da seleção de fases no S&K, e colocava o cartucho de Sonic 3 logo em cima. Se não travasse, eu dava reset e iniciava o S3&K, para abrir a seleção de fases lá. Só recentemente descobri que no S3&K dá pra abrir a seleção de fases na Angel Island, apenas repetindo o truque quando o Sonic está pendurado no cipó… Burrice, né?

  11. 16, fevereiro, 2011 em 13:21 | #27

    e aquele do mk3 pro… 3DO ou PSX, o UKK (ultimate Kombat Kode) que vc tem 2 segundos para colocar a sequencia de 9 coisas diferentes na tela…. so´pra pegar o smoke, que pode ser habilitado por um cheat menor… eu lembro que quando eu li, eu chorei de tanto rir em imaginar idiotas tentando isso….

    depois qdo comprei meu psx e consegui o jogo, eu tentei 1x para ver como é…. impossível XD

    • 16, fevereiro, 2011 em 12:48 | #28

      Ah sim, eu lembro que isso tinha no arcade também… E no MKT de N64 também. Babaquice aquilo ali mesmo!

    • Guilherme
      19, outubro, 2011 em 13:05 | #29

      Noooooooossa….
      Eu fiz isso do Mortal Kombat 3,você tinha 10 segundo pra colocar um monte de coisa…
      Tem uma versão pra DS,que é Ultimate Mortal Kombat(Vem com Mortal Kombat 3 e o Puzzle Kombat)que você tem que ficar clicando umas dez vezes com a Touch Screen,eu lembro que eu passava um cara sem querer,e tinha que zerar o jogo todo de novo…

  12. 16, fevereiro, 2011 em 13:44 | #30

    Não é bem um cheat, mas alguém já tentou transferir itens e djinns do Golden Sun pro Lost Age? Era uma infinidade de dígitos! Acabei tendo que começar sem meus djinns…

  13. 16, fevereiro, 2011 em 14:48 | #31

    Lembrei de dois casos muitos complicados:
    Fazer 360° como para o Stealth Select para o Mortal Kombat II ou mesmo golpes de trocentos jogos de luta. Tenso

    O segundo é o jogo Dragons Lair no qual para passar de fase, era necessário fazer uma password. O ruim era o método de fazê-la: http://www.youtube.com/watch?v=M_owDUBxm7w

    • 16, fevereiro, 2011 em 22:12 | #32

      Um adendo: movimentos que necessitam de 360° ou 720º são fáceis de serem realizados em um controle com manche.

  14. Agent13
    16, fevereiro, 2011 em 14:54 | #33

    O truque do altered beast é doido!
    Me lembrei desse truque do sonic 3D blast do mega que você mexe na fita com o VG ligado e aparece a seleção de fases. http://www.youtube.com/watch?v=tp1uTXPNlzE

    • 16, fevereiro, 2011 em 14:38 | #34

      Esse também é clássico! Imagino muita gente esbarrando no cartucho sem querer e destravadno a tela de seleção de fases!

      • Isaias Ramos
        23, outubro, 2011 em 01:18 | #35

        Meu pai tava secando louça e derrubou uma tampinha Nescau em cima do VG ligado. Foi aí que descobri o tal truque =).

        Sabe o que é curioso? É que milhares de pessoas no mundo tambem acabaram de alguma forma opu de outra descobrindo o tal truque, um tropeçando no VG ligado, outro esbarrando, outro dando um tapinha na fita… etc.

        kkkkkkk!

  15. Flavio Master
    16, fevereiro, 2011 em 19:29 | #37

    No meu tempo de Arcades, eu fui carrasco do Marvel vs Capcom, mas tinha um infeliz que sempre aparecia no fliperama mesmo levando uma "cola" dos movimentos, entrava contra mim fazendo a sequencia do personagem secreto e, mesmo perdendo, ficava me esnobando. E o desgraçado ativava qualquer um (tinha uma monte de outros, como Roll, Gold War Machine, Shadow…) de primeira e sem errar. Depois de um tempo, o cara já fazia as sequencias com uma mão só!

    Um dia apelei, passei na banca no caminho e comprei uma revista com os movimentos. Tentei o do Carnage ("red Venom") umas 10 vezes, gastando umas cinco fichas pra isso, ora como player 1, ora como player 2, e nada do raio do truque dar certo. Acabei chegando à mesma conclusão do Rafael e deixei pra lá. Mas continuei obrigado a aturar a gozação do moleque, mesmo depois de lhe enfiar porrada. Grrr!

    • 17, fevereiro, 2011 em 04:16 | #38

      Esse seu comentário e outros aqui me fizeram concluir que nunca devemos duvidar da capacidade humana. Fala sério esse aí… Se eu fosse você, dava uma cotovelada nele só de sacanagem enquanto ele estivesse fazendo o código :)

  16. 17, fevereiro, 2011 em 10:22 | #39

    Adoro essas dicas que envolve direcional, devo ser o numero um! Vou até salvar o post nós favoritos para ir tentando fazer alguns desses que nunca tinha visto antes como o do MvsC.

    Um password que lembro até hoje e o ENVI555, alguém se arisca dizer de qual jogo é ?

  17. Andre
    17, fevereiro, 2011 em 20:32 | #41

    Yeah mew… nesse findi vai rolar Streets of Rage com Super Axel…. kra, eu naum sabiaaaa!!!! vlw pelo post, demais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! :)

  18. 18, fevereiro, 2011 em 05:27 | #43

    Ótimo post Mr Rafa!

    Tenho um cheat a adicionar, só usa um botão mas não é nada fácil: vidas infinitas em After Burner do Master. Depois de desistir de tentar terminá-lo, surgiu o cheat nas revistas (acho que na Supergame) e aí lá fui ver o fim do jogo pelo menos. Acho que a galera sabe, mas é apertar 100 vezes o pause durante a abertura. É mais difícil do que parece, não pode ser 101, tem de ser 100 e se o demo começar o jogo reseta essa contagem. A abertura é curta, davam a conta das 100 apertadas.

    Mas nada se compara a essa loucura desse Shadows of the Empire, putz!

    • 18, fevereiro, 2011 em 05:30 | #44

      Tipo assim… O botão de pause do Master era no console, não é? Então ele quebrava depois de espancá-lo mais de 100 vezes, né?

      • 18, fevereiro, 2011 em 05:44 | #45

        ehehehe, quase isso.

        Por sinal, Master Systems mais velhinhos, o botão do pause costuma ficar meio duro, aí complica mais ainda. O Master que eu tenho está com o botão assim, lembro que tentei quando comprei o cartucho e não rolou.

    • Sephrox (Douglas Oli
      18, fevereiro, 2011 em 11:46 | #46

      Eu ia comentar esse cheat aqui. Por pouco não quebrei meu botão de pause tb.
      E não consegui fazer! O problema é vc ter certeza que conseguiu apertar pause 100 vezes. E sempre que achava que conseguia… FAIL! :(

      • 18, fevereiro, 2011 em 15:00 | #47

        Tinha um de aperter trocentas x o Pause no Mônica do Castelo do Dragão (Wonderboy in Monster Land)

        • 18, fevereiro, 2011 em 21:16 | #48

          Na verdade isso pode ser contornado utilizando um controle turbo no controle dois e segurando o botão 1 ou 2 (não me lembro) que exerce a mesma função do pause. Eu fazia isso, mas em vez de segurar o botão colocava um peso nele e voltava pra ver depois de um tempo XD.

  19. 18, fevereiro, 2011 em 21:08 | #49

    <blockquote cite="#commentbody-3473">
    Daniel “Talude” Paes Cuter :
    O segundo é o jogo Dragons Lair no qual para passar de fase, era necessário fazer uma password. O ruim era o método de fazê-la: http://www.youtube.com/watch?v=M_owDUBxm7w

    Lembro de ter lido isso em uma revista, mas só agora vi como é (horrível).

    <blockquote cite="#commentbody-3471">
    Agent13 :
    O truque do altered beast é doido!
    Me lembrei desse truque do sonic 3D blast do mega que você mexe na fita com o VG ligado e aparece a seleção de fases.

    Eu tenho a Super Game 1, mas me lembrava mais do truque de vidas infinitas no Strider usando a fita do Altered Beast, que tinha no Guia Games 2. Não conhecia esse truque bizarro do Sonic 3D Blast. Isso me lembrou do debug mode do Conker's Bad Fur Day, coisa de programador louco.

    Explicação: http://www.cheatscodesguides.com/nintendo-64-chea

    Vídeo (em espanhol): http://www.youtube.com/watch?v=9S_Pxapu6YQ

    Cosmonal :
    Tenho um cheat a adicionar, só usa um botão mas não é nada fácil: vidas infinitas em After Burner do Master. Depois de desistir de tentar terminá-lo, surgiu o cheat nas revistas (acho que na Supergame) e aí lá fui ver o fim do jogo pelo menos. Acho que a galera sabe, mas é apertar 100 vezes o pause durante a abertura. É mais difícil do que parece, não pode ser 101, tem de ser 100 e se o demo começar o jogo reseta essa contagem. A abertura é curta, davam a conta das 100 apertadas.

    Só zerei After Burner do Master assim, se não me engano cheguei a fazer o truque no Mega Drive usando o adaptador do Master. Tem outro truque bizarro do Master: para ganhar um punhado de vidas em Black Belt você deve apertar reset na tela preta após a tela que mostra as vidas. Por fim, o truque de conhecimento próprio mais difícil para Master que eu nunca consegui fazer é de começar os níveis de Astro Warrior com dois ajudantes. Segundo o contribuidor "Raistlin212" do GameFAQs, basta apertar de 25 a 30 vezes os botões 1 e 2 alternadamente, sem apertá-los ao mesmo tempo, enquanto o título do nível estiver na tela.

    <blockquote cite="#commentbody-3475">
    Flavio Master :
    Um dia apelei, passei na banca no caminho e comprei uma revista com os movimentos. Tentei o do Carnage (“red Venom”) umas 10 vezes, gastando umas cinco fichas pra isso, ora como player 1, ora como player 2, e nada do raio do truque dar certo. Acabei chegando à mesma conclusão do Rafael e deixei pra lá. Mas continuei obrigado a aturar a gozação do moleque, mesmo depois de lhe enfiar porrada. Grrr!

    Pelo que me lembro, até que o truque de personagens no Marvel Vs. Capcom não é tão difícil de fazer usando emulador no conforto da casa. Claro que nem se compara em fazer num Arcade com os controles todos detonados e com a pressão de se perder fichas. Lembrei-me de uma história curiosa de um amigo meu que ficou bom com o Silver Samurai do X-Men: Children of the Atom de tanto errar o truque para pegar o Akuma. Silver Samurai é o último lutador a ser selecionado pelo truque.

    Lembrei-me também de uma dica furada da Videogame do jogo Castle of Illusion para Mega Drive. Não me lembro os comandos, mas ela prometia transformar o Mickey em um fantasma. Tentei várias vezes em vão e fiquei furioso quando descobri que isso foi culpa de quem deixou o truque ser publicado sem verificação prévia.

    Enfim, ainda acho aqueles comandos insanos de Brutalities e cia de Ultimate Mortal Kombat 3, Mortal Kombat Trilogy, etc, mais difíceis que muitos cheats que já vi.

    • 19, fevereiro, 2011 em 14:03 | #50

      Putz, essa do Conker's Bad Fur Day eu nunca vi em uma Nintendo World! Talvez porque eles fossem mais responsáveis que o pessoal da Supergame! Mas aliás, esse cheat parece não servir para nada mesmo!

      Eu lembro que consegui decorar uns dois brutalities no Mortal Kombat Trilogy do N64… Era o do Jax e o do Human Smoke, os mais fáceis. Mas com certeza tem um louco que deve ter decorado a !)((@ toda!

    • 19, fevereiro, 2011 em 16:13 | #51

      Uau, essa de Astro Warrior vou testar no console agora! Valeu!

      • 19, fevereiro, 2011 em 20:55 | #52

        Se você conseguir fazer, por favor, grave um vídeo com a prova. Pra mim esse truque é tão difícil que já virou lenda, assim como o do Sonic 3.

  20. 13, março, 2011 em 07:54 | #53

    Muito boa a matéria. Lembro desses truques arriscados de retirar cartucho com o videogame ligado.. isso era insano. Danificar um videogame em troca de um truque? Nem por R$ 1 milhão. Se eu me lembro, até o Spiderman (.. V.S. Kingpin de Mega Drive) tinha um lance desse de liberar a opção para pular fases. Fazendo o truque de maneira certa, liberava o último item da tela de pause.

    O Sonic 3, eu era um que ficou preso naquela barril da Carnival Night.. fiquei dias frustrado, até que aprendi a sair de lá. Capaz até que havia conseguido antes de sair o detonado da Ação Games.. se não me engano. O truque de seleção de fases me dava frustração em dobro.. acredito que é o truque mais dificil que já vi em jogo de videogame. Cheguei até a ensaiar o comando. Eu costumava ensaiar vários códigos de cheats, mesmo sem estar jogando o jogo ou com o videogame desligado. Com isso, eu fazia truques de determinados jogos em outros, e isso até funcionava, algumas vezes. Transferência de habilidade.. hehe!

    Quanto ao lance de seleção de fases em Sonic 3, eu treinei tanto que fiquei craque nesse negócio. O último comando que pedia para repetir 4 vezes, já tentei esse lance de ficar apertando várias vezes, mas não dá certo porque o dedo cansa.. eu até sugiro fazer assim: 2x-2x (treinar esse espaço de tempo e depois juntar ao comando na hora de fazer). Acho esse truque válido, já que é um passo para se habilitar também o cheat mode.

  21. 13, março, 2011 em 08:12 | #54

    ..Acrescentando mais detalhes sobre o espaço de tempo: 2x-2x, levando-se em consideração uma suposição de intervalo de 0,5 segundos que você teria ao pressionar 2x p/ cima, 2x pra baixo..e fazendo esse espaço ao pressionar 4x p/ cima (dividindo o espaço em 2x-2x).. sem extrapolar o tempo limite de 2 segundos.

  22. helisonbsb
    5, abril, 2011 em 20:08 | #55

    interessante!!!!!

  23. 28, maio, 2011 em 11:42 | #56

    Tenho esses games e muitas revistas ainda e testei várias dessas dicas: muito bacana e as vezes de desanimar.

  24. 29, maio, 2011 em 06:14 | #57

    @bonfim0alex

    É totalmente desanimador mesmo… Eu que o diga tentando fazer o truque do Sonic 3, era um martírio =/

  25. pedro12
    11, junho, 2011 em 10:29 | #58

    Quando tinha um N64,o truque do Shadows Of Empire era pior do que ganhar o Mortal Kombat Trilogy no very hard.Tambem tem o truque do Sonic 3 que tentei no meu Xbox 360 no Genesis Collection,mas pensei bem que nao valia a pena sacrificar minha sanidade por essa dica idiota.E como eu sabia passar do barril da Carnival Night,resolvi nao fazer isso.

  26. 11, junho, 2011 em 12:23 | #59

    @pedro12

    Se bobear, eu terminava também o MK Trilogy de N64 no very hard, mas por nada que eu faria essa loucura no SW:SoE. Já no Sonic 3, eu não tive a mesma sorte que você: na época, eu não sabia como passar do barril, e também não conseguia fazer o truque da seleção de fases =/

  27. jhoneleno
    16, junho, 2011 em 08:17 | #60

    os truques são infames e do mau, pra executalos precisa participar de uma seção espirita chamar o pai jose ,entrar na massonaria ,se banhar em sangue de bode e ainda sacrificar a mãe em público e ter a sorte de funcionar o treco ou de não queimar no purgatorio antes!

  28. jhoneleno
    16, junho, 2011 em 08:21 | #61

    @jhoneleno

    esse que e o quente!

  29. 16, junho, 2011 em 09:22 | #62

    @jhoneleno

    Hahuauhahuahuahuahua, eu ri agora!

  30. 16, junho, 2011 em 16:36 | #63

    @jhoneleno UAHEIUAHIEHA a do star wars com certeza.

  31. 5, setembro, 2011 em 15:12 | #64

    Nunca fui bom em Altered Beast.

    Como curiosidade, em Marvel Vs. Capcom, Red Venom e Orange Hulk não possuem defesa. Eles tomam o golpe mas não caem ou são jogados longe, o que facilita contra ataques, porém, você sempre receberá TODO o dano.

    A parte do barril na Carnival Night é indiscutivelmente chata pra mim, demorei a passar, e, quando descobri o que fazer, fiquei com raiva de mim mesmo por sel ago tão besta.

    Quanto ao Star Wars, bo, pensei que os combos de Tekken é que eram chatos.

    Excelente matéria!

  32. Giulian Steel
    5, setembro, 2011 em 19:34 | #65

    Tenho alguns exemplos de cheats dos infernos pra jogos de Mega

    Bonanza Brothers, invencibilidade: tinha que tropeçar em alguma coisa tomando um tiro ao mesmo tempo, era quase nulo de se criar uma situação assim. E a "invencibilidade" só durava até pegar um dos itens, evil!

    Insector X, vidas infinitas: segurar na diagonal esquerda / cima, e apertar C para ganhar as vidas. O problema é que se o controle estivesse ja um pouco usado, esse cheat nao entrava nem a pau

    Robocop Vs. The Terminator, esse é absurdo, tinha que apertar C,B,A,B,B,C,B,B,C,B,B,C,C,B,C,B,C,A,C,C,A,A,A,B,B,B,A,C,A na tela título, e só pra sacanear a demonstraçao entrava muito rapido, tendo que repetir tudo de novo

    No Golden Axe II, magia infinita: tinha que passar a fase inteira com o A pressionado, no bonus, nao podia mover o personagem nem largar o botao, só largar no início da fase 2

    Shining Force 2, jogar com os monstros: cima, baixo, cima, baixo, esquerda, direita, esquerda, direita, cima, direita, baixo, esquerda, cima, B no logo da Sega, que também sumia rapidinho.

    E teve uma ocasião quando meu primo queimou a minha fita do Sonic 3D Blast tanto entrar no debug mode (o famoso truque do peteleco na fita) acontece que tem um codigo pra a mesma coisa, muito mais facil e com mesmo resultado, só que ele nao sabia disso.
    Resultado: joguei a fita e ele janela afora KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, e só muito tempo depois consegui outra fita

  33. Guilherme
    19, outubro, 2011 em 12:48 | #66

    Eu fiz essa do Altered Beast xD
    Amo esse jogo…

  34. Paulo Aquino
    7, novembro, 2011 em 23:11 | #67

    Véio, o que essas dicas estão se tornando…
    Eu NUNCA – enfatizo, NUNCA – fiz qualquer que fosse a dica que resultasse em danos ao console físico.

    Agora, essas de destravar troféu, depende do troféu.

    Só tem um lance: terminar em Expert pra destravar não sei o quê? Expert de cu é rôla! Pra mim, easy é easy, hard é hard e quem gosta de dureza é minhoca!!

  35. Jhovani
    28, novembro, 2011 em 22:38 | #68

    Os passwords do Internacional Superstar Soccer de mega era foda…

  36. Fabiano
    11, dezembro, 2011 em 00:30 | #69

    Eu lembro do jogo do Hércules pra PS1 em que as passwords eram desenhos e não letras e número… e pra anotar aquelas merdas? Era tipo: Medusa, raio de zeus, gordinha que canta canção de abertura (a mesma coisa pra altona e pra sem graça).

  37. 20, dezembro, 2011 em 21:02 | #71

    kkkkkkk eu consegui fazer o cheat code do sonic 3 de primeira no Sonic Mega Collection Plus (PS2)

  38. Rodrigo Prado
    12, fevereiro, 2012 em 00:35 | #73

    Eu descobri um bem louco.

    Tinha que fazer o macete de fases do Aladdin, arrancar a fita com ele ligado.

    Dai botava o Power Ranger – The Movie

    E pronto, debug mode.

    Eu e meu amigo nós achavamos os fodas. Tentamos várias fitas e etc… Mas acho que só deu plenamente certo nessas duas aí mesmo…

  39. cassius
    30, junho, 2013 em 11:53 | #74

    Épico é aquele em que a gente transforma o árbitro de um dos jogos de SNES num cachorro. heaeua

  40. lucas
    2, dezembro, 2013 em 21:37 | #75

    cara o do marvel vs capcom de arcade eu consigo fazer facil é so fazer uma vez que ja decora não pela
    sequencia mais é so marcar aonde o cursor passa na tela de personagem.

  41. 17, maio, 2014 em 14:35 | #76

    Qualquer cheat pra executar com o joystick do Master System era triplamente mais difícil rsrrsr Exemplo: sequencia de comandos na tela de apresentação do Chopliter pra entrar numa opção de seleção de fase

  42. 17, maio, 2014 em 15:17 | #77

    Muito boas, esqueceram de colocar o Missingno do Pokemon Blue e Red

  43. Vida Cristal
    16, junho, 2014 em 12:27 | #78

    Saca só a dica de seleção de fases de Ikari Warriors de NES: Level Select

    At the title screen press:

    Up, Down, A, A, B, Left, Right, A, B, Up, A, Down, Right, Right, Left, B, Up, Left, A, Right, B, Left, Right, A, Left, Up, A, Down, A, Right, Left, B, and finally press Start (do this quickly, before the demo starts playing). While the plane is landing press A or B to choose your level.

    Sem contar que a clássica dica do A B B A para ressucitar no meio do game cada vez que suas vidas acabavam não funcionavam após o fim da terceira fase. Haja saco e paciência. E esse do Shadows of The Empire é sinistro mesmo, hein? Mais fácil terminar o game no modo Jedi, rsrsrs… Nunca na história vi algo tão complicado. E, não, tive que apelar para uma instrução de como passar do barril em Sonic 3!

  44. 24, setembro, 2014 em 20:53 | #79

    A do Shadows of Empire é molezinha… É só apoiar o botão L na lateral da mesa.

  45. Gresik
    29, outubro, 2014 em 22:42 | #80

    Vou te dar a dica para a seleção de fases do Sonic 3, e isso eu descobri quase sem dificuldade acho que acertando na 5 tentativa, e depois disso, 8 a 9 em cada 10 tentativas, na época eu tinha conseguido na seção Tips and Tricks da saudosíssima Gamefan (pra mim, muito melhor em diagramação e conteúdo, especialmente pelo número bem menor de anúncios, melhor encadernação e fotolito que a EGM – Electronic Gaming Monthly):

    No Sonic 1, pra não errar no Debug Mode eu seguia o ritmo da batida do tema de abertura – (quando eu usar maiúsculas para a onomatopeia da abertura é onde uso direcional ou botões em sincronia com a música: pá pá pá pá (CIMA)PAM pam (BAIXO)PAM pam (ESQUERDA)PAM (DIREITA)PAM+ABC+START isso também vale para seleção de fases, com a diferença que o A+START poderia ser a qualquer momento, uma vez ouvido o som do "ring".

    Já para o Sonic 3, após as primeiras tentativas tentando encontrar o ritmo "decifrei" o tempo certo e é muito difícil mesmo errar seguindo essa dica, exceto para uso com emuladores, que pode haver um delay no teclado se não for teclado mecânico ou se não estiver usando um Joypad de qualidade que seja REALMENTE USB 2.0:

    Reset o game algumas vezes para pegar o tempo do coral "SEGA" antes da abertura porque o intervalo antes da percussão da abertura é muito curto mesmo, se você digitar no tempo certo da batida vai virar o JEDI da seleção de fases, porque são EXATAMENTE 8 beats o som PÁ RÁ PÁ RÁ PÁ RÁ PÁ RÁ que é o mesmo número de inserções no código 2 PRA CIMA + 2 PRA BAIXO + 4 PRA CIMA = 8 COMANDOS, sacaram? É só ser bom de ouvido ou com música e acompanhar o tempo exatamente como eu disse, a diferença para o código do Sonic 1, se notarem eu coloquei os comandos ANTES, porém em cima de cada batida, ou seja, no Sonic 1 você digita o comando como se colocasse a batida em atraso com o comando, somente o APC+START é logo após o som do ring, no caso do Sonic 3 os comandos tem de ser realizados EXATAMENTE ao mesmo tempo e ritmo da batida, teste, especialmente se tiver o CONSOLE do Mega Drive/Genesis, porque no emulador acaba sendo bem mais difícil.

    Espero ter colaborado

  46. Gresik
    29, outubro, 2014 em 22:43 | #81

    Vou te dar a dica para a seleção de fases do Sonic 3, e isso eu descobri quase sem dificuldade acho que acertando na 5 tentativa, e depois disso, 8 a 9 em cada 10 tentativas, na época eu tinha conseguido na seção Tips and Tricks da saudosíssima Gamefan (pra mim, muito melhor em diagramação e conteúdo, especialmente pelo número bem menor de anúncios, melhor encadernação e fotolito que a EGM – Electronic Gaming Monthly):

  47. Gresik
    29, outubro, 2014 em 22:44 | #82

    Vou te dar a dica para a seleção de fases do Sonic 3, e isso eu descobri quase sem dificuldade acho que acertando na 5 tentativa, e depois disso, 8 a 9 em cada 10 tentativas, na época eu tinha conseguido na seção Tips and Tricks da saudosíssima Gamefan (pra mim, muito melhor em diagramação e conteúdo, especialmente pelo número bem menor de anúncios, melhor encadernação e fotolito que a EGM – Electronic Gaming Monthly):

    No Sonic 1, pra não errar no Debug Mode eu seguia o ritmo da batida do tema de abertura – (quando eu usar maiúsculas para a onomatopeia da abertura é onde uso direcional ou botões em sincronia com a música: pá pá pá pá (CIMA)PAM pam (BAIXO)PAM pam (ESQUERDA)PAM (DIREITA)PAM+ABC+START isso também vale para seleção de fases, com a diferença que o A+START poderia ser a qualquer momento, uma vez ouvido o som do "ring".

    Já para o Sonic 3, após as primeiras tentativas tentando encontrar o ritmo "decifrei" o tempo certo e é muito difícil mesmo errar seguindo essa dica, exceto para uso com emuladores, que pode haver um delay no teclado se não for teclado mecânico ou se não estiver usando um Joypad de qualidade que seja REALMENTE USB 2.0:

    Reset o game algumas vezes para pegar o tempo do coral "SEGA" antes da abertura porque o intervalo antes da percussão da abertura é muito curto mesmo, se você digitar no tempo certo da batida vai virar o JEDI da seleção de fases, porque são EXATAMENTE 8 beats o som PÁ RÁ PÁ RÁ PÁ RÁ PÁ RÁ que é o mesmo número de inserções no código 2 PRA CIMA + 2 PRA BAIXO + 4 PRA CIMA = 8 COMANDOS, sacaram? É só ser bom de ouvido ou com música e acompanhar o tempo exatamente como eu disse, a diferença para o código do Sonic 1, se notarem eu coloquei os comandos ANTES, porém em cima de cada batida, ou seja, no Sonic 1 você digita o comando como se colocasse a batida em atraso com o comando, somente o APC+START é logo após o som do ring, no caso do Sonic 3 os comandos tem de ser realizados EXATAMENTE ao mesmo tempo e ritmo da batida, teste, especialmente se tiver o CONSOLE do Mega Drive/Genesis, porque no emulador acaba sendo bem mais difícil.

    Espero ter colaborado

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: