Página Inicial > artigos > Jogos esquecidos que mereciam uma versão atual

Jogos esquecidos que mereciam uma versão atual

Existem jogos que ficaram esquecidos no tempo, infelizmente. Muitos desses jogos poderiam, sem problemas, serem adaptados para os videogames mais atuais. Essa é uma primeira seleção lotada de ideias pessoais, quem quiser indicar outros jogos nos comentários, sinta-se à vontade.

.

.

1. Enduro (Atari 2600 e ZX Spectrum)

.
O jogo original: Você com sua caranga (na capa do jogo era um veículo esporte, mas internamente, era um F1) tinha que passar por vários outros automóveis e a partir de certa quantidade, você recebia uma bandeirada indicando que vc cumpriu aquele objetivo. Isso submetendo a várias intempéries e corridas de dia e de noite.

.
Como seria uma versão atualizada? Acredito que o principal devia ficar: a mudança do tempo. Isso que surpreendeu na época que foi lançado e com as texturas existentes atualmente, seria algo incrível. Ao invés de passar carros, seria interessante se fosse uma corrida direta como as séries Top Gear ou Lotus Turbo Challenge. Como o jogo é baseado em corridas em estrada, seria impossível ter carros do estilo F1, devido a serem muito baixos, seria melhor a corrida com carros esporte, tipo os jogos já citados. Outra ideia é que conforme o tempo vai piorando, a pista também piore, aumentando o número de buracos.

.

.

2. Pit Fighter (Arcade, Amiga, Amstrad CPC, Atari ST, Commodore 64, DOS, Game Boy, Genesis, Lynx, Master System, SNES e ZX Spectrum)

.
O jogo original: Você pode escolher entre três artistas marciais (Buzz, Ty e Kato) e enfrentava vários lutadores no submundo das lutas conseguindo dinheiro. Na época, o jogo foi muito elogiado por alguns e odiado por vários devido ao baixo custo de sua produção. Enquanto lutava, você sofria a interferência da plateia que jogava coisas em você e te empurrava para a arena.

.
Como seria uma versão atualizada? A ideia era muito boa. Mesmo. A primeira mudança seria que o jogo poderia fazer uso do 3D para as lutas e as arenas também poderiam ser ampliadas tanto em tamanho quanto em quantidade. Os personagens ao invés de serem os três, poderiam ser criados pelo jogador e eles poderiam ser parecidos com os antigos ou mesmo com os vilões. A plateia ia passar a interferir mais, seja atirando coisas, empurrando você de volta e te atacando. Agora vem o que poderia ser mais legal: Você poder atirar objetos na plateia ou mesmo o adversário nela. E, nesse caso, ao invés de seguir uma linha certa de adversários, poderia haver um ranking e a partir dele, você desafia ou é desafiado com o objetivo de subir de posição nele.

.

.

3. Alex Kidd in Miracle World (Master System) e Alex Kid in Enchanted Castle (Mega Drive)

.
O jogo original: Você jogava com Alex Kidd, príncipe de Radaxian e devia encontrar seu irmão e sua namorada. Tanto andando de moto ou de pericóptero e enfrentava chefes muito estranhos ganhando no jankem-pô (pedra-papel-tesoura).

.
Como seria uma versão atualizada? Para esse jogo seria interessante manter o 2D (da mesma forma que Super Mario Bros.). Em compensação, quando você comprasse uma moto ou o helicóptero, poderia fazer uso de uma visão direta do personagem. Os vilarejos poderiam ganhar mais cara de vilarejos mesmo e você poderia escolher o caminho que for fazer no mapa. Também seria interessante o jogador escolher se prefere o jankem-pô ao enfrentar os chefes ou se somente cair na porrada.

.

.

4. Street Fighter (Arcade, Amiga (1988), Amstrad CPC, Atari ST, Commodore 64, DOS, TurboGrafx CD, Wii, Windows e ZX Spectrum)

.
O jogo original: Você escolhia seu personagem: Ryu (no caso do primeiro joagdor) ou Ken (o segundo) e viajava por vários países até enfrentar o grande mestre Sagat e sagrar-se campeão do primeiro Street Fighter. Não foi o primeiro jogo de luta, mas foi o que deu origem a uma série de sucesso.

.
Como seria uma versão atualizada? Primeiro, é necessário melhorar os comandos, que na época eram muito complicados de se fazer, deixando eles e a jogabilidade mais perto do Street Fighter II. Legal seria se o jogo ficasse em HD e o principal, que você pudesse escolher qualquer um dos personagens no modo Story.

.

5. Fatal Fury: The King of Fighters (Arcade, Mega Drive, Neo Geo, Neo Geo CD e SNES)

.
O jogo original: Você escolhe entre três personagens (Andy Bogard, Terry Bogard ou Joe Higashi) e deve enfrentar vários lutadores até enfrentar o grande chefão, Geese Howard.

.
Como seria uma versão atualizada: Praticamente tudo que foi falado sobre Street Fighter 1 vale para Fatal Fury, afinal, ambos são do mesmo criador, a única diferença seria o uso dos vários níveis de luta que poderia ser avançado para as versões mais recentes, com várias opções de planos e quem sabe, mudança de cenário estilo o MK3, mas sem exageros? A possibilidade de jogar com qualquer um também vale para outro jogo da saga, o Art of Fighting.

.

6. H.E.R.O. (Amstrad CPC, Apple II, Atari 2600, Atari 5200, Atari 8-bit, ColecoVision, Commodore 64, MSX e ZX Spectrum)

.
O jogo original Você tem de resgatar mineiros vítimas de uma explosão vulcânica usando seu equipamento voador. Isso inclui passar por áreas em fogo, animais e caminhos errados.

.
Como seria uma versão atualizada? Esse jogo, além de ter uma versão em 3D não sofreria tantas mudanças. A ideia do jogo é muito boa e não é difícil imaginar você explorando a caverna, procurando aqueles que estão presos. Algumas novidades que poderiam ter é o uso de ferramentas de resgate para resgatar mineiros soterrados e, ao invés de ter de matar os bichos, dar um jeito de deixá-los paralisados apenas.

.

Em breve, falarei de mais jogos que ficariam interessantes atualmente.

Sou professor de História, que também joga improvisionado em Geografia. Gosto muito de games alternativos, jogos que muitas vezes seguem o fora do padrão, assim como os piratas.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categories: artigos
  1. cristian
    9, fevereiro, 2011 em 15:57 | #1

    Faltou o river raid do atari

    • 9, fevereiro, 2011 em 18:02 | #2

      Fica para a próxima lista. Tem muitos jogos que poderiam ser adaptados para os novos consoles, mas foram esquecidos.

  2. 9, fevereiro, 2011 em 16:46 | #3

    Alex kidd poderia ter alguns elementos de Rpg para inovar a serie. Já o janlem-pô poderia ser tipo uma "pré-luta" com elementos comicos que fossem mais cativantes e chamariam publico.

    • 9, fevereiro, 2011 em 16:59 | #4

      Boas ideias sim. Mesmo o Wonder Boy: Moster Land (o que virou Mônica no Castelo do Dragão) faz uso de RPG, afinal você tem que pegar a carta e entregar para a outra.

  3. 9, fevereiro, 2011 em 18:03 | #5

    Engraçado que hoje mesmo eu tava pensando como seria um jogo atual do Alex Kidd, e pensei na mesma coisa que você colocou aí no post!

    Agora, Pit Fighter, se refeito da forma certa, ia ser sensacional! Ainda mais se capturar o ambiente de tosqueira dos anos 80, tão em alta hoje em dia.

  4. Magneto
    9, fevereiro, 2011 em 22:28 | #6

    Thexder *
    Warroid *
    Thexder* Se souberem qual é a música clássica que toca na hora em que ocorre o game over (jogo acabado) em Thexder, por favor me digam. Acho que é de Mozart ou de Bethoven. É música clássica (talvez fúnebre digo, triste, mas tenho certeza de que é música clássica) ocorre quando o robô (lembra o antigo transformers só que em cinza se não me engano. Vovê é um robô e se transforma em avião quando pula.
    Warroid * A música criada acho que foi do próprio jogo, senão, por favor me diam de onde criaram a trilha sonorta do jogo (durante e principalmente na hora do game over também)
    Twinbee
    Smurfs
    Hiper Olimpics (e variantes; acho que foi o primeiro jogo que joguei na vida; eu e quase detruí o teclado na época (mas depois aprendio a jogart sem forçar o tecaldo), pois essse jogo tinha que pressionar direto o teclado; era uma onda…; rs)
    Rolling Thunder (parou no 3, mas acho que não tem para 3d)
    Rollerball (antigo pinball japonês de MSX)
    Choroq
    Mr. Xin
    Ghouls and Ghosts
    Ghostbusters
    Ninja Turtles (não sei, mas acho que não lançaram em 3D)
    Wolf3d (sei que há jogos mais modernos do gênero, mas neste pelo menos era mais simples (apenas dois botões), e você podia criar cenários cheio de guardas – usando o probgrama Nmap se não engano; mas só no Windows 95 e 98 que funcionava o Nmap para criar cenários. Isso, não vejo em muitos jogos de tiros atuais com dezenas de controles/comandos para o jogador (player).
    Choroq
    Megamania
    Knight Mare
    Pitfall
    Goonies
    Kings Valley
    Ducktales (com Donal e os sobrinhos enfrentando MacMoney; jogo bem antigo e excelente).
    Art of Fighting
    Full Throttle
    Ghouls and Ghosts (Ghost Goblins)
    Rolling Thunder
    Stunts
    Cadilacs and Dinossaurs
    Final Fight
    Punisher
    Battletoads
    Ninja Turtles
    Yier Kung Fu
    Kung Fu Master

    A lista tá meio grande, acho que paro por aqui…

    • 10, fevereiro, 2011 em 10:25 | #7

      Cadilacs and Dinossaurs e um que a muito tempo precisa de uma versão mais atual. O problema e que o gênero beat'up já foi "esquecido".

      Seria bem interessante uma versão do Pitfall mais atual.

      • 10, fevereiro, 2011 em 10:38 | #8

        Acho que a Capcom nem relança o original em suas coletâneas… Deve ser por causa de direitos autorais, só pode.

    • Diego
      10, fevereiro, 2011 em 15:07 | #9

      Thexder teve uma versão remake rescente para PS3 (apenas para download) com nome Thexder NEO

  5. 10, fevereiro, 2011 em 17:04 | #10

    Road Rash definitivamente merece um remake (principalmente se for feito nos moldes do da versão clássica, aquela lançada para PC e 3DO

    • 10, fevereiro, 2011 em 21:59 | #11

      Já fiz uma pré-seleção entre os citados pelo Rodrigo e pelo Magneto. Quem quiser sugerir mais, sinta-se à vontade.

  6. José Augusto
    11, fevereiro, 2011 em 09:56 | #12

    Quero remakes dos do Atari. Seria sensacional em 3D ou mesmo 2,5D.

  7. 11, fevereiro, 2011 em 10:51 | #13

    O H.E.R.O. atual tem que ser ambientado no Chile.

    • 11, fevereiro, 2011 em 13:57 | #14

      Essa vai para a P.E.I: Piadas extremamente infâmes 😛

    • 12, fevereiro, 2011 em 10:52 | #15

      Pensei a mesma coisa: como é que ninguém pensou no Hero quando do salvamento dos mineiros chilenos?

      Aliás, por que cargas d'água ninguém ainda criou um jogo de sobrevivência em situações de desastre?

      a) Adulto demais
      b) Não tem mercado
      c) Não venderia produtos licenciados
      d) Inovador demais, sorry
      e) Todas as anteriores

      • 12, fevereiro, 2011 em 17:40 | #16

        Resposta letra E

        • Magneto
          12, fevereiro, 2011 em 21:18 | #17

          Por que adulto demais ? Por que este jogo estaria nesta categoria ? Tudo que o herói faz é salvar a moça no subterrâneo e depois enfrenta mais inimigos.
          Penso que nem o jogo e nem o gráfico estão colocados na categoria adulto.
          Pra mim, seria a letra "b" e "c" – talvez acrescentando a "letra d".
          Mas falando em temas atuais, deveríamos ter um jogo que retratasse a queda lá do Mubarak no Egito – pois só ocorreu agora graças às pressão popular – no próprio Egito. Já existe em 3D de nome Capturing Bush – saiu até na Época alguns anos atrás (quando Kofi Anan foi substituído da Onu), mas acho que pouca gente conhece este jogo (Capturing Bush).
          Também deveria haver um retratatando a situação do Egito quando os militares assumiram o controle; talvez isso se encaixe nestes jogos modernos feito Counter Strike ou algo parecido.

  8. 12, fevereiro, 2011 em 05:46 | #19

    Uma nova versão de Zombies Ate My Neighboors seria muito interessante. Muito mesmo. Mas, uma nova versão de Top Gear também seria sensacional.

  9. Magneto
    12, fevereiro, 2011 em 07:34 | #20

    Bom, se possível, incluam ainda o jogo Karateka. Incluiria anida Carmen Sandiego, mas acho que a versão de 1996 já é uma versão 3D,e há outras mais atuais que ainda não vi. Pena q

  10. Magneto
    12, fevereiro, 2011 em 08:33 | #21

    …pena que os efeitos anteriores da versão original (Carmen Sandiego na primeira versão) tenham sido descartadoas. Lembro que aparecia o bandido (querpresentava a gangue de Carmen) fugindo e depois os pliciais correndo atrás para prendê-lo, sempre com a música e a parabenização pela captura depois. Pequenos efeitos do jogo original que foram desconsiderados na versão 3D (Tesopuros do Conehcimento e outras, penso); só a opção do manual é que era chato, pois o jogo travava automaticamnte se não acertássemos a resposta.

  11. Magneto
    12, fevereiro, 2011 em 21:53 | #22

    Foi mal. Entendi errado. Pensei que era um novo jogo em relação ao antigo, mas não era bem isso; mais em relação a um novo jogo mesmo; ok.

  12. Eduardo Shiroma
    27, março, 2011 em 14:15 | #23

    <blockquote cite="#commentbody-388">

    Magneto :

    Thexder* Se souberem qual é a música clássica que toca na hora em que ocorre o game over (jogo acabado) em Thexder, por favor me digam. Acho que é de Mozart ou de Bethoven. É música clássica (talvez fúnebre digo, triste, mas tenho certeza de que é música clássica) ocorre quando o robô (lembra o antigo transformers só que em cinza se não me engano. Vovê é um robô e se transforma em avião quando pula.

    A música é a Sonata para piano n.º 14 em C? menor "Quasi una fantasia", Opus 27, n.º 2, de Beethoven, popularmente conhecida entre os gamers como Moonlight Sonata, tendo aparecido em alguns outros jogos, como Earthworm Jim 2 e Resident Evil.

  13. 28, março, 2011 em 18:52 | #24

    Acho que as empresas deveriam criar coisas novas boas, em vez de relançar o que já existe. É impossível?

  14. Deogro
    5, julho, 2011 em 08:16 | #25

    cara, pra mim é Pit Fighter, Simpsons (arcade), Out Of This World e o Altered Beast seguindo mais o original, o remake pra PS2 ficou horrível

  15. Tangerina Pokan
    28, novembro, 2011 em 08:39 | #26

    Streets of rage em HD com algumas fases novas e extras como jogar com inimigos.
    Uma trilha sonora remixada pelo Yuzo como opção.

    • 29, novembro, 2011 em 22:31 | #27

      Eu vi um dia desses o próprio Yuzo conversando com um amigo nosso que havia oferecido projeto semelhante para a Sega há alguns anos atrás, mas que foi rejeitado. Puxa vida.

  16. Cyro
    22, abril, 2012 em 22:32 | #28

    Descordo totalmente !!! Os clássicos nunca devem ser refeitos, pois se não, deixariam de ser o "clássico jogo do clássico console". Fora que é muito mais gostoso, por exemplo: jogar Sonic no Master System do que no PS3…

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: