Moonwalker e o mistério de “Thriller”

Capa da versão japonesa do game

Sistema: Mega Drive/ Arcade

Jogo: Moonwalker

Versões Testadas: V1.0/1.1

Descoberto por: 00Agent

Status Atual: Não resolvido.

Probabilidade: Resquícios de elementos que foram cortados da versão final do game.

Após a morte de Michael Jackson, no ano passado, uma porção de mistérios e rumores em relação à sua vida e carreira passaram a ter novas proporções, ou até mesmo foram esclarecidos. Isso também inclui sua participação na indústria dos games, como no rumor de que ele teve participação na produção da trilha sonora de Sonic 3

Outra constatação que surgiu recentemente refere-se ao próprio jogo que estrelou. Lançado em 1990, o game Moonwalker teve lançamento quase simultâneo para o Mega Drive e para os arcades, utilizando a história do filme homônimo – lançado em 1988 – e retratando, em alguns estágios, uma música de sucesso do cantor e seu respectivo videoclipe.

Partindo dessa premissa, temos o primeiro estágio, que se passa num bar, e tem como música de fundo a Smooth Criminal; a segunda fase, nas ruas ao som de Beat It; e o terceiro estágio, que se passa num cemitério com a presença de vários zumbis ao som de… Another Part of Me.

É óbvio que alguma coisa estava errada no game, pois é fácil concluir que a terceira fase do jogo referia-se ao videoclipe da música Thriller – o mais famoso do cantor, dirigido por John Landis. Até hoje, não houve uma explicação da ausência da música no jogo; só se pode especular uma questão envolvendo direitos autorais de última hora, uma vez que animação dos personagens ao dançar refere-se à coreografia da canção. Outro boato foi a de que a faixa não soaria muito bem no chip de som do Mega Drive, já que a original só possui uma linha de baixo sob a voz do cantor. No entanto, nem mesmo na versão para Arcade a canção esteve presente, também sendo substituída.

 

“Who´s bad?”

 

 

Recentemente, foi descoberto que Thriller – ou parte dela – está presente na memória do cartucho, através de um glitch presente na primeira revisão do jogo – a versão posterior provavelmente cobre a falha.

Para ouví-la, basta apenas fazer o Dance Attack (segurando o botão A com a barra de energia cheia) no terceiro estágio. Ao invés de tocar a versão curta de Another Part of Me, tocará a música em questão. Cada subfase tem sua variação da versão curta de Thriller – uma possui a linha de baixo apenas, e a outra tem alguns acordes adicionais do sintetizador do Mega Drive.

Com a morte de Michael, os cartuchos de Moonwalker, apesar de ainda não estarem escassos, subiram a preços absurdos nos sites de leilão. Agora, com a descoberta desse glitch, os cartuchos referentes à rev 00– ou que alegadamente são – estão em preços mais altos ainda.

  1. 11, janeiro, 2010 em 07:40 | #1

    Putz, eu me lembro como se fosse ontem de jogar isso aí.

    xxx

  2. 11, janeiro, 2010 em 07:56 | #2

    Rafinha finalmente consegui visitar seu blog. Mto bacana, virei fã e vou te linkar lá no meu espacinho tb. Bjs

    • 00Agent
      11, janeiro, 2010 em 08:19 | #3

      Obrigado Patthy, mas na verdade esse não é meu blog. Não exclusivamente. Ele é do Marcos Valverde, que gentilmente meu deu a oportunidade de postar aqui!

      • 13, janeiro, 2010 em 12:48 | #4

        A idéia, a criação e a responsabilidade maior de administrar é minha, mas o blog é composto de vários artigos e posts, e quem os faz somos nozes. 🙂

        Então o blog é um pouco de todo mundo que já escreveu aqui (e que não faz parte mais da equipe) e de quem visita.

        Ps.: Vou ler a matéria e escrever o que achei. Esse ano esperem muita coisa sobre MJ no Passagem Secreta. Só eu tenho 2 boas matérias engatilhadas, uma delas espero publicar até final de janeiro.

  3. M.J
    11, janeiro, 2010 em 20:47 | #5

    eita O_O eu sempre joguei Moonwalker e percebia o Thriller no Dance Attack. pensei que fosse normal…

  4. 13, janeiro, 2010 em 15:06 | #6

    Eu não sei se estou ficando realmente "caduco", mas parece que já li a respeito de que em versões beta do Moowalker para o Mega Drive havia a música "Thriller" na fase do cemitério… de qualquer forma é mesmo curioso saber porque a música não pode ser colocada no jogo.

  5. 13, janeiro, 2010 em 20:00 | #7

    Muito legal Rafael. Já havia lido um pouco sobre isso na revista Old! Gamer #1, mas nunca tinha houvido de fato o som.

    Parece que o motivo da "ausência" do som foi direitos autorais mesmo.

  6. Felipe
    18, janeiro, 2010 em 19:10 | #8

    Ah só um adendo, provavelmente a questão devia ser referente a direitos autorais, visto que, das músicas que rolam no game, Thriller é a única que não foi composta pelo Michael Jackson. O autor é Rod Temperton, que já compôs umas 9 músicas pro MJ se não me engano.

  7. 7, fevereiro, 2010 em 19:57 | #9

    Eu ainda fico impressionado com isso. Como eles tem a capacidade de fazer uma fase toda baseada numa das canções do MJ sem ir atrás das questões dos direitos autorais para saber se não haveria algum entrave?

    Se bem que a SEGA era assim mesmo. Recentemente, li uma entrevista com um dos desenvolvedores de Sonic Spinball em que ele dizia que a equipe só descobriu que não podiam usar o tema de abertura clássico do Sonic no momento da apresentação da jogo "completo" para os diretores da SEGA.

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: