Página Inicial > curiosidades, Master System, segredos > Pit Fighter (SMS): Jogue com os chefes!

Pit Fighter (SMS): Jogue com os chefes!

A versão para Master System de Pit Fighter pode ser caracterizada como uma das piores versões do jogo, devido a seus personagens pequenos, pouca variedade de gráficos e torcida azul. Mas, essa é a única versão que permite que você jogue com os chefões, apesar que muitos não sabiam disso. E o melhor, isso está no manual!

Primeiramente, na tela título (ou no Attract Mode) aperte o botão 2. Isso fará com que você caia na tela de opções. Depois, escolha a opção “Players: II”. Sem isso, não será possível escolher os outros personagens. Outra coisa, caso você coloque “Yes” em Pratice, o que acontecerá será um Grudge Match entre dois personagens tradicionais iguais. Então, deixe sempre a opção no “No”.

São três tipos de jogo “Game Type” para dois jogadores: os tipos 1, 2 e 3. E todos eles aparecem no manual na versão brasileira, bem descrito, mas como pouca gente tinha acesso ao manual (e ao jogo, já que ele foi lançado numa fase que o Master System estava em queda).

O Tipo 1 permite ao jogador jogar somente com os três personagens principais: Ty, Buzz e Kato um contra o outro. Escolha esse modo e aperte 2 para sair. A tela voltará à tela inicial, então, aperte 1 e você poderá escolher entre cada um deles. Vale até personagens iguais! Vence aquele que vencer cinco lutas!

O Tipo 2 é para jogar com qualquer personagem contra qualquer personagem. Estão disponíveis os personagens comuns Ty, Kato e Buzz. Além deles, também estão The Executioner, Southside Jim, Angel, C.C Rider, Mad Miles, Heavy Metal e Chainman Eddie. O último chefe, Masked Warrior não está disponível. Também permite um “Mirror Match” entre personagens iguais e o que vencer cinco lutas, ganha o combate

No Tipo 3 ocorre a mesma situação do modo de 1 jogador, mas adaptado a dois jogadores: O Player 1 escolhe Ty, Buzz ou Kato e o Player 2 não escolhe personagem, mas joga com todos os personagens do computador, incluindo Grudges Matches e o Masked Warrior. Se o Player 2 perde a luta, ela continua e ele altera o personagem, em compensação, se o Player 1 perde, ele tem de usar um dos três continues destinados a ele.

Baixe o manual no DataCassete.

Abaixo, duas resenhas do jogo nas edições SuperGame #34 (Abril de 1994) e Ação Games #74 (Janeiro de 1995). Duas resenhas bem diferentes acerca de um mesmo jogo! (Clique para ampliar)

 

A versão para Master System foi a última a ser produzida e lançada e a única que permitiu jogar com os chefes.

Sou professor de História, que também joga improvisionado em Geografia. Gosto muito de games alternativos, jogos que muitas vezes seguem o fora do padrão, assim como os piratas.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. 10, abril, 2012 em 14:19 | #1

    sempre quis jogar com os chefes desse jogo. maldito Chainman Eddie….agora posso me vingar!!

    • Talude
      12, abril, 2012 em 19:19 | #2

      Pode sim. Também é possível jogar com ele no MAME, usando o arquivo cheats.dat.

  2. Kurt
    12, abril, 2012 em 07:26 | #3

    Isso me fez imaginar o que mais tem nos diversos manuais que ninguém leu na vida…

    • Talude
      12, abril, 2012 em 19:19 | #4

      Tenho alguns manuais aqui, vou ver se escaneio.

  3. 21, abril, 2012 em 00:38 | #5

    Vou testar aqui em casa, apesar de não ser muito fã da série.

  4. Flavio Master
    4, maio, 2012 em 23:11 | #6

    Eu sempre adorei Pit Fighter, especialmente no arcade e no Mega Drive, mas a versão de Master System realmente é bem ruim. Esse detalhe, principalmente Type 2 eTtype 3, chegam quase a me convencer ir atrás desse game.

    Não conheço a versão para SNes, mas já ouvi absurdos sobre como ela é ruim. Alguém confirma?

    • Talude
      6, maio, 2012 em 01:35 | #7

      Veja por si mesmo

      (as legendas inclusive!)

      Comentários do HG101:
      "Nintendo Power mesmo disse uma vez que a porta de SNES de Pit-Fighter foi o pior jogo já lançado para um console Nintendo."

    • Talude
      6, maio, 2012 em 02:04 | #8

      Mais um comentário, do TV Tropes (via Google Translator):

      "Portando Disaster : Enquanto o Genesis tinha uma porta fiel do jogo, o SNES jogo foi horrível. Os gráficos eram extremamente granulada (mesmo por 16-bit normas), os sons eram maçantes, garbly, ou apenas mecânica simples falta, e do jogo foram alteradas para o pior."

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: