Página Inicial > variedades > Zelda completa 25 anos! Conheça os jogos de Phillips CD-i!

Zelda completa 25 anos! Conheça os jogos de Phillips CD-i!

Na data de hoje comemora-se 25 anos do jogo The Legend of Zelda. Mas para homenageá-lo, resolvi postar os jogos mais desconhecidos e bizarros da série (e acredito, ainda não emulado) para Phillips CD-I. Que tal jogar com a princesa Zelda ou enfrentar inimigos que não existem em nenhum outro jogo da série?

.

.

Zelda: Faces of Evil (1993)

Lembra muito o Legend of Zelda II: Adventures of Link devido a sua visão 2D e lateral dos personagens. Nele, o personagem controla Link om um cursor no qual indica a direção que ele vai seguir, com o que ele vai falar (não, aqui o Link não é mudo). Como auxílio há a espada e o escudo os quais o herói já vem empossado, assim como o raio que é atirado com energia completa. Outros itens: corda, lâmpada mágica e bombas. Os rubis tem valores diferentes: o verde ao invés de valer um, tem valor de 5. Além de vários inimigos não-canônicos na série. As cutscenes animadas deste e dos outros jogos acabaram virando a piada do jogo, resultando em vários memes.

.

Zelda: Wands of Gamelon (1994)

Esse Zelda, assim como os outros foram lançados como parte de um compromisso entre a Phillips e a Nintendo para o lançamento do CD do SNES o qual nunca foi lançado. É um jogo noestilo do Zelda II mas que muitos não consideram a jogabilidade semelhante. Esse foi o último jogo lançado pela Animation Magic (um estúdio russo-americano) com o tema Zelda.

.

Zelda’s Adventure (1994)

Esse jogo foi produzido por outro estúdio, Viridis e tem um plot muito bizarro em relação aos jogos canônicos de Zelda: Ganon sequestra… Link! (e também sete sinais). E quem vai resgatá-lo? Sim, a Princesa Zelda! Diferente dos outros, que tinham visão lateral, esse possui uma visão de cima para baixo, um pouco parecido com o primeiro. Ese também possui FMVs, mas com atores reais! Esse é o que possui maior varieadade de itens e armas.

Depois disso, a Nintendo acaba por desistir do CD Rom e nunca mais se falou nele ou em licenças suas para a Phillips (que posteriormente colaboraria com o 3DO).

Ex-colaborador do Passagem Secreta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Gostou do post? Então compartilhe!
Categories: variedades
  1. Rodrigo Castro
    22, fevereiro, 2011 em 21:35 | #1

    Esses três lixos eram/são tão ruins que são denominados em alguns foruns de "Unholy Triforce", e desconsiderados de TODAS as historiografias minimamente sérias sobre Zelda.

    Tive o prazer (de viciado na franquia, apenas, não por gostar rs) de jogar duas de tais pérolas em um console original CD-i, de um vizinho cujo pai mandava brinquedos dos EUA (=rico). E mesmo com pouco senso gamer crítico à época, percebíamos o descompasso desses troços com os 'jogos originais'.

    [e queria ter escrito algo sobre essa trilogia uns anos atrás, rs]

  2. 23, fevereiro, 2011 em 07:50 | #2

    Eu só conhecia por alto através dos memes do Faces of Evil… O nível da animação é patético!

  3. luizsazon
    3, janeiro, 2016 em 19:58 | #3

    A Ideia da Zelda resgatando o link, nem é tão ruim

    • 7, janeiro, 2016 em 23:18 | #4

      Não mesmo. O único problema é aquele pessoal que chama o Link de Zelda ficar ainda mais confuso!

  4. 15, abril, 2022 em 09:16 | #5

    Olá a todos,
    É importante indicar que não foi a Philips que pediu à Nintendo para poder realizar estes 3 jogos (e também o Hotel Mario).
    Foi a própria Nintendo que ofereceu a Philips a possibilidade de utilizar 3 personagens da marca Japonesa como agradecimento por ter tentado realizar o SNES-CD.
    A Nintendo sempre esteve a supervisionar os trabalhos e validou os desenhos e trabalho final.
    Também é importante dizer que na altura (1992/1993) não havia nenhum outro sistema que conseguisse um Full Screen animado como o CD-i.
    O CD-i não é uma plataforma de jogos mas sim um leitor multimedia que reproduzia TUDO o que existia na altura em formato CD (exepto CD-ROM que era o concorrente directo).

    Mais ainda… os 2 primeiros jogos foram produzidos em apenas 1 ano, os dois ao mesmo tempo, com um limite orçamental inadequado.

    Já agora, Philips é apenas com 1 único L e não LL.
    Link e Zelda foram os dois publicados em 1993.
    Zelda’s Adventure foi publicado em 1995.

    Na altura as revistas especializada deram boas notas a esses jogos, novamente porque, nessa época, nao havia quem fizesse melhor… e nunca tinha havido nenhum outro Link/Zelda visto de lateral.

    Espero ter sido de alguma ajuda para acertar alguns pontos.
    Omegalfa (Luis Mota)

  1. Nenhum trackback ainda.

%d blogueiros gostam disto: