Página Inicial > artigos, PC, vídeos > Incríveis filmes de Half-Life criados por fãs

Incríveis filmes de Half-Life criados por fãs

Filmes baseados em games quase sempre são sinônimos de martírio cinematográfico, com péssimas produções, orçamentos milionários mal aproveitados e pouca fidelidade aos games originais. Salvo em raras exceções, os filmes parecem serem feitos por equipes sem preparo algum para adaptar um game de sucesso para as telonas, elaborando roteiros, cenários, personagens e ambientação que pouco ou em nada lembram o game original.

Parece que Hollywood ainda não descobriu uma fórmula eficaz para a criação desse tipo de filme. Mas será que há mesmo uma fórmula correta a ser seguida? Parece que sim, e quem mostra isso não é nenhum grande diretor ou roteirista de cinema, mas sim pessoas comuns, gamers como nós. Eles criaram vídeos-conceitos (ou curtas, como preferirem) do mesmo game, o incrível game da Valve, Half-Life 2. Vejamos a seguir.

.

Escape From City 17 – Part One

Criado por dois irmãos canadenses, David e Ian Purchase (conhecidos como Purchase Brothers), é um estupendo filme de apenas 5 minutos que retrata de maneira muito precisa toda a ambientação e roteiro de Half-Life 2.

Publicado em 12 de Fevereiro de 2009, o curta teve um orçamento incrível de apenas 500 dólares canadenses, e foi criado misturando live-action (atores), cenas do game, efeitos computacionais e até imagens sobrepostas, como da cidade de Riga (típica cidade do leste europeu, nas quais o game se inspirou).

Cidade de Riga

Uma imagem panorâmica da cidade de Riga, outra imagem das montanhas ao fundo, mais o acréscimo de CG formam a Cidade 17, de Half-Life 2.

.

Os irmãos Purchase já tinham desenvolvido comerciais para, por exemplo, a Coca-Cola, e criaram Escape From City 17 como forma de divulgarem seu trabalho. O vídeo, inclusive, chegou até a Valve, que se mostrou publicamente impressionada com a produção. Em 12 de Outubro do mesmo ano, um Teaser diferente daquele do final do video, foi lançado. No dia seguinte, foi lançada uma versão alternativa de Escape From City 17 – Part One, com as cenas de conversa por rádio excluídas. Veja o Teaser:

.

Segundo comunicado no Teaser,  “o desenvolvimento de um filme secreto atrasou o lançamento da Parte 2, a qual será eventualmente completada”. Desde então nada mais foi dito. Será que este filme secreto tem algo relacionado a Half-Life 2?

.

What’s in the Box

Outro ótimo curta foi lançado apenas um mês após o Escape From City 17 – Part One, em 13 de Março de 2009. Criado  por um holandês chamado Tim Smit, o video lembra muito o filme Cloverfield, sendo todo filmado em primeira pessoa. Mesmo aparentando ser um filme inacadabo, seus 9 minutos de muita tensão, efeitos especiais e imersão valem muito a pena:

Tim gastou a bagatela de 150 euros (!) pra criar este filme. Após o enorme sucesso no Youtube, que hoje ultrapassa 2 milhões de visualizações, alguns dos maiores estúdios de Hollywood, como a 20th Century Fox, ligaram para o jovem estudante de Física, como o mesmo diz nesta entrevista.

Depois de algum tempo, surgiram alguns teasers relacionados ao What’s in the Box. Um melhor que o outro, confira:

.

.

.

Os teasers apareceram juntos a um site bem misterioso e, somando-se ao video What’s in the Box, formam uma rede viral intrigante e misteriosa de informações correlacionadas e às vezes desconexas.

Imagem do site

Imagem do site, referindo-se a algum acontecimento em 2018.

.

Ele consiste de um círculo vermelho, o mesmo da tal caixa, escondendo 4 botões. O superior leva ao video What’s in the Box original, levemente modificado. O esquerdo mostra o segundo teaser acima. O direito, alguns recortes de jornal (imagem acima). O botão inferior abre um campo para digitar, além de mostrar alguns caracteres que se assemelham a códigos hexa decimais. Dependendo o que for digitado (vermelho), uma mensagem aparecerá (azul):

pleasewho are you, Dennis Nedry?

whatsintheboxsoon the world will find out

theboxwhat’s in it

tenacious d simply the greatest band on earth

babelwhy are you giving me the directions, if you are the one who needs them

babelresearchbabel re-search

saga noevilsagasliveon

hanso4 8 15 16 23 42 (o código de Lost, cuidado: SPOILER da série)

pandoraCopay Pales

date06-08-2018

4 8 15 16 23 42SYSTEM FAILURE (essa descobri sozinho)

helphigh contrast

.

Alguns dos códigos acima citados foram retirados deste vídeo. Algo muito intrigante é o fato do filme What’s in the Box fazer referências diretas – embora oficialmente não ter ligações – ao seriado Lost (o vídeo usa músicas da série, compostas por Michael Giacchino, além do código já mostrado), Half-Life, Portal (a tal caixa) e Samsung (celulares com mais destaque no vídeo). O produtor executivo da série Lost, Damon Lindelof, negou qualquer ligação oficial entre a série e o filme.

Qual é a resposta para tudo isso? Seria tudo um grande viral (desde o começo ou após contatos com Hollywood) de algum suposto lançamento? Poderiam ser criações avulsas, elaboradas  por outros fãs como complemento do filme? Ou ainda mais um componente da mitologia de Lost? De concreto, sabe-se que Tim Smit afirmou que o longa metragem continua sendo desenvolvido.

MMX: 2010 em números romanos

A quantidade absurda de segredos envolvidos no site e nos videos de WitB pode ser vista no ótimo site Wikibruce e neste vídeo. Códigos que levam a imagens secretas e sons escondidos (de trás para frente) no código do site, referências diretas ao WitB nos clipes musicais produzidos por Tim – sem falar que o nome “Tim Smit” é um palíndromo, ou seja, lê-se da mesma forma de trás pra frente. Realmente muito intrigante, chegando até mesmo a lembrar alguns puzzles de Silent Hill. Fique de olho no Passagem Secreta para ficar sabendo em primeira mão sobre qualquer novidade referente a What’s in the Box. Enquanto isso, dê sua opinião sobre este intrigante mistério (será que vem um filmaço oficial de HL2 por aí!?) e tente responder à seguinte pergunta: o que há, afinal, na caixa?

.

I’m the Freeman

Outro filme não menos interessante é o I’m the Freeman, publicado dia 16 de setembro último e divulgado mundialmente dois dias depois. O impressionante e curto filme em CG foi criado por Marco Spitoni, um dos responsáveis pelos efeitos especiais dos filmes Lord of the Rings e District 9:

.

A aceitação deste trailer também foi muito alta, mostrando que um filme em CG fiel ao game original atende aos anseios dos seus fãs, acostumados com as mesmas bombas de sempre. Não deixe de conferir o site Cee-Gee. Há outros filmes impressionantes para se assistir e baixar lá, como um da série Star Wars e outro chamado C.O.D.E Guardian, nada menos que espetacular.

.

Outros Videos

Parece que o negócio virou moda. Veja mais duas produções independentes de 2010:

.

Half-Life: The East Accident (3 de Abril de 2010)

Sério que um garoto de apenas 16 anos, Roman Yavorsky, fez este trailer cheio de ação e efeitos especiais bacanas?

.

Beyond Black Mesa (2 de Julho de 2010)

O filme mostra a história sob a perspectiva de Adrian Shephard, oficial de forças especiais contratado para derrotar os alienígenas e silenciar as testemunhas do acidente da instalação científica Black Mesa – história esta mostrada na primeira expansão de Half-Life: Opposing Force. O personagem agora volta neste trailer de um curta metragem que levou dois anos e mais de 1.500 dólares para ser criado, além de concorrer ao festival de cinema AOF Fest em 23 de Julho nas categorias Melhor Ficção-Científica e Melhor Ator Estreante de Ação (em Curta) para o diretor, produtor, editor e ator Brian Curtin. Enquanto o curta não sai, fique com o teaser:

.

Atualização (08/11/2010) – Saiu o trailer oficial. Confira!

.

E aí, qual desses filmes todos tem mais chances de se tornar um filme oficial de Half-Life? Caso isto não ocorra, pelo menos fica aqui a certeza de que eles, de uma forma ou de outra, mostram como um filme baseado em um game deveria ser. Será que é tão difícil assim manter fielmente as estruturas de um game num filme, para se agradar a este público? Ou será que é mais interessante (e lucrativo) deixar pra lá o roteiro, ambientação e caracterização dos personagens do jogo original para atrair a atenção de todas as pessoas, não só gamers?

.

Referências: Wired, Wikipedia, About Viral, Kotaku, Retina Desgastada

Idealizador e criador do Passagem Secreta, vencedor do prêmio Top Blog, cientista da computação, pós-graduado em Educação, professor e, nas horas vagas, gamer.

Facebook Twitter Google+ YouTube Skype 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categories: artigos, PC, vídeos
  1. 4, outubro, 2010 em 19:12 | #1

    Caramba! E eu me achando o máximo fazendo versões de game music pra homenagear os joguinhos que a gente gosta, rs… putz, o início de HL2 ali ficou demais.

  2. 4, outubro, 2010 em 21:33 | #2

    É… mas em alguns casos, principalmente no segundo filme, tem muita coisa por trás. Um viral atrás do outro, parece coisa de algum grande lançamento. Espero poder ter alguma novidade ainda em 2010.

    Já pensou, um filme realmente decente de Half Life?

  3. 00Agent
    5, outubro, 2010 em 06:53 | #3

    Fiquei realmente embasbacado com o Escape From City 17. Os efeitos sobrepostos e a edição estão muito boas.

    Se eu tivesse uma câmera, com certeza faria algo parecido, mas não no mesmo nível. As ferramentas tão aí, só basta ter domínio e criatividade!

    • 5, outubro, 2010 em 13:54 | #4

      O mais impressionante é o tanto de dinheiro gasto, para um trailer de tanta qualidade: praticamente nada pros padrões de Hollywood.

  4. 5, outubro, 2010 em 11:22 | #5

    Criatividade está aí pra isso mesmo, pra ser usada!
    Filmes decentes de games são REALMENTE RAROS.
    Espero que sejamos brindados mais frequentemente com produtos mais decentes em relação às produtoras de filmes.

    • 5, outubro, 2010 em 13:55 | #6

      Eu acho que filmes de games feitos por fãs já são uma tendência a algum tempo. Parece que definitivamente vamos ter um salto de qualidade deles, com o fácil acesso à tecnologia e a recursos de edição.

  5. 17, outubro, 2010 em 05:55 | #7

    Realmente, fãs de videogame que produzem filmes de seus jogos favoritos (uma tendência auxiliada pela internet) nos trazem gratas idéias. Toda a ambientação dos jogos está igualzinha ali.. mas, será que tudo isso funcionaria na tela grande com os mesmos efeitos? Bom, como obra cinematográfica de respeito a diversos tipos de público, os próprios diretores de Hollywood ainda não pegaram o pique – muitas vezes encontram enorme dificuldade por não conhecerem a essencia do material, mesmo tendo meses de pesquisa. As primeiras adaptações começaram com uma linguagem diferenciada – mesmo não agradando a todos – depois parassaram a aumentar a faixa etária (como o caso de Resident Evil) mas, apesar de se aproximar da fidelidade, não ganharam a substância adequada para fazer os estudiosos de cinema vibrarem diante da obra. Tudo ainda é visto como algo comercial, um produto para ser vendido naquela temporada.. estão ainda longe de olharem para aquele material e perceberem que aquele jogo tem potencial para se transformar num filme ao nível dos grandes que marcam por anos e anos.. se alguns filmes de quadrinhos já estão no passo, por que não os filmes de games? É uma geração ainda muito mais jovem que vai arcar com muitos fracassos até chegar o dia de possiveis passos para o acerto. Mesmo assim, existem filmes que não se baseiam em nenhum videogame mas se saem muito bem – captam aquela essência de filme autêntico: como é o caso de Matrix, por exemplo. Um filme que traz diversos significados e, além de entreter, nos faz pensar. Falta isso nos filmes baseados em jogos, colocar um cérebro dentro daquele saco de pipoca.

  6. 17, outubro, 2010 em 06:05 | #8

    Eu acho que existe ainda uma teoria de uma possível tendência: o público, no futuro, deixar de assistir adaptações cinematográficas de filmes e começarem a assistir adaptações cinematográficas, feitas por fãs, de jogos pela Internet – bem possivel que quebre todos os recordes de qualquer adaptação oficialmente produzida em Hollywood – principalmente a níveis de expectativa. Uma dedução bem próxima do real.

  7. 17, outubro, 2010 em 20:35 | #9

    Você conseguiu captar uma das minhas mensagens que eu queria passar com esta matéria:

    1 – Assim como games feitos por fãs são uma tendência crescente e cada vez mais viável (Streets of Rage Remake que o diga), o mesmo começa a acontecer com os filmes (graças a Deus!).

    2 – "Distrito 9" foi feito a depois do sucesso de um curta metragem, como os vários mostrados aqui (é comum aspirantes a diretor mostrarem seus talentos por curtas metragens), o que significa que não é nada difícil aparecer logo logo um filme de Half-Life baseado num desses curtas (inclusive eu suspeito que isso já esteja acontecendo).

  8. 7, novembro, 2010 em 22:10 | #10

    Saiu o trailer do filme Black Mesa pessoal! Confiram na atualização (de 08/11/2010) no final da matéria.

  9. Aldo Lammel
    31, outubro, 2011 em 02:09 | #11

    Saiu há algum tempo a versao FULL de Beyond Black Mesa:

    utm_source=feedburner&a…

  10. aldo lammel
    31, outubro, 2011 em 02:11 | #12

    SAIU!!!

    Beyond Black Mesa (curta metragem completo):

    utm_source=feedburner&a…

    • 31, outubro, 2011 em 03:01 | #13

      Wow!! Valeu pelo aviso, aldo! Vou dar uma conferida nele, quem sabe sai um update ou até um novo post, já que aos poucos novos vídeos são divulgados?

      Abraço!

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: