Página Inicial > segredos > A lua de Zelda Majora’s Mask é real?

A lua de Zelda Majora’s Mask é real?

Lua de Zelda Majora's Mask, lua com rosto.

Ano 2000. Não só o “Bug do Milênio“, o supervalorizado bug de data dos sistemas informatizados que prometia parar o mundo na virada do ano 2000, causou medo e pânico nas pessoas na virada do milênio. Nos games, o lançamento em abril daquele ano de Zelda Majora’s Mask para o Nintendo 64, com um tom bem mais sombrio que o habitual no universo Nintendo, também contribuiu para o ar apocalíptico daquela época. Um dos elementos mais sinistros do então novo game da franquia Zelda era a lua com o formato de rosto bizarro e assustador que se aproximava cada vez mais de Termina, o lar do jogador neste game, tornando as ações do herói Link urgentes para evitar o fim eminente do mundo.

Ainda bem que a lua assustadora é um objeto que só existe no universo pixelado de Zelda, certo? Nem tanto. Posso disser, após pesquisar o tema, que ela pode ter sido baseada em um objeto astronômico real, tão ou mais assustador que a lua de Majora’s Mask!

Ela é real?

Em meados de abril de 2020, 20 anos após o lançamento de Zelda Majora’s Mask, eu assisti o documentário no canal History O UNIVERSO – MISTÉRIOS REVELADOS – O olho de Deus“, quando uma foto de um objeto astronômico me chamou a atenção de forma instantânea. A imagem mostrava um objeto celeste vermelho, com um formato arredondado e com um rosto bem evidente, com cavidades oculares, nariz e boca marcados em seus traços, lembrando bastante a lua com rosto de Zelda Majora’s Mask:

Como o documentário (que não está mais no ar) não informava qual era o objeto em questão, printei a imagem e utilizei meus conhecimentos de busca avançada no Google Imagens para descobrir do que se tratava. Era a SN 1006, uma Supernova.

“Supernova” é a explosão de uma estrela, gerando um fenômeno muito luminoso que, mais tarde, cria as incríveis nebulosas. O “rosto” da SN 1006 foi observado na Terra no início do ano 1006 d.C. e foi visto na China, Egito, Iraque, Japão, Suíça e América do Norte. Segundo os cientistas, foi o evento estelar registrado mais brilhante da história. Ao contrário da lua do game, a supernova está a 7,200 anos-luz de distância da Terra, bem longe portanto, e não traz ameaça alguma ao nosso planeta.

Ligação nebulosa

Pesquisei por menções dos criadores do game a referências que possam ter inspirado na criação da lua de Zelda Majora’s Mask mas, infelizmente, não encontrei. O que sei é que o rosto da lua foi inserido próximo à finalização do game. Prova disso é que a versão Beta e alguns materiais de divulgação do jogo ainda não faziam menção ao mesmo.

Uma curiosidade: no prólogo de The Legend of Zelda: A Link to the Past é mencionado que o lar das três Deusas Douradas, criadoras da Triforce, é a “Nebulosa Distante“. Teria isso alguma relação com a lua apocalíptica de Zelda Majora’s Mask? Caso sim, seria mais um elemento na confusa linha de tempo da franquia.

Além da SN 1006, há ainda a possibilidade da lua de Zelda Majora’s Mask fazer referência ou ter sido baseada em inúmeros outros astros estelares encontrados no universo, como o Skull Nebula ou asteroide Halloween, entre outros diversos locais tenebrosos do universo. Enquanto não tivermos uma confirmação oficial dos desenvolvedores do jogo, devemos nos contentar com estas suposições e semelhanças.

E você? O que acha dessa história? Se gostou, comente, compartilhe com os seus amigos, nos seus grupos gamers e tudo o mais. Até a próxima!

Referências: Wikipedia, Harvard, Unseen 64, Zelda-Arquive e Wiki Zelda.

Idealizador e criador do Passagem Secreta, vencedor do prêmio Top Blog, cientista da computação, pós-graduado em Educação, professor e, nas horas vagas, gamer.

Facebook Twitter Google+ YouTube Skype 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Gostou do post? Então compartilhe!
Categories: segredos
  1. Rodrigo
    4, abril, 2021 em 14:53 | #1

    Sempre achei que a Lua de MM fosse uma referência à de Georges Méliès, antropomorfizando o satélite

    • 4, abril, 2021 em 21:29 | #2

      Muito bem lembrado! Por ser algo tão conhecido na cultura pop, é possível que o game tenha se inspirado um pouco na obra de Georges Méliès sim, embora o tom de ambas as obras seja bem diferente. Valeu Rodrigo!

      • Rodrigo
        10, abril, 2021 em 21:23 | #3

        Não descarto uma sincronicidade, rs

        Numa rápida busca em sites de astronomia, a SN 1006 (ou isso que resta dela) tem uma relevância pois se tornou anormalmente visível no céu terrestre em 1006 DC, inclusive registrado em calendários astronômicos japoneses. A foto mais antiga que achei era de 2005, mas a astronomia com fotos de raio x é da década de 60, ela foi uma das primeiras a ser mirada, e vai que tinha alguma foto 'feia dessa' antes dos anos 2000 hahaha

        Basta um programador fissurado em astronomia, a ideia de alguma coisa dos céus explodindo na terra, troca estrela por lua (mais palpável para geral), influências do cinema mudo, e temos um jogo memorável!

        • 11, abril, 2021 em 00:26 | #4

          Sim, Rodrigo, eu comento um pouco dessa parte mais técnica do SN 1006 na matéria mas deixei muito mais informações no link de Harvard nas referências (em Inglês, obviamente), fora uma meia dúzia de outros links que tive que ler para entender melhor o tema mas que acabei não utilizando como referência direta. Essa supernova foi observada há mais de mil anos, apenas recentemente a tecnologia consegue registrar direito o evento (ou o que sobrou dele, como você apontou). Há na Internet uma outra imagem também muito interessante, formada por sensores como ultravioleta, de radiação e afins que, quando juntos, formam o rosto macabro. É também comum na astronomia os cientistas conseguirem fazer modelos gráficos de objetos estelares com uma precisão incrível, mesmo sem a existência de uma foto do mesmo. Há um desenho famoso de um buraco negro, que foi criado baseado em cálculos de Einstein, que a similaridade impressiona, é idêntico! Abraço, Rodrigo!

  2. 4, abril, 2021 em 21:18 | #5

    Essa lua lembra a logo da Psygnosis. É muito difícil chegar na fonte desta referência. Pode ser muita coisa. Só se algum dia os responsáveis diretos pela arte vierem a público confirmando ou desvendando o mistério.

    Rapaz, eu lembro bem dos tempos do bug. Toda semana tinha uma matéria em jornal, TV, ou revista falando disso. No final das contas, deu tudo certo.

    • 4, abril, 2021 em 21:32 | #6

      Sim, quando entremos nesse campo de suposições é muito difícil termos confirmações oficiais. Lembra da história de Super Mario Bros, 3 ser uma peça de teatro, que demorou muitos anos até ser confirmada? Há muitas entrevistas em japonês com esse pessoal que ainda será traduzido para o Inglês e que, no futuro, poderão revelar algumas coisas interessantes.

      O Bug do Milênio era tipo um fim do mundo plausível, que realmente causava medo em algumas pessoas, mas que no fim acabou sendo um grande fiasco (ainda bem!).

  1. Nenhum trackback ainda.

%d blogueiros gostam disto: