Página Inicial > segredos > A macabra cabeça humana escondida em Resident Evil 2

A macabra cabeça humana escondida em Resident Evil 2

Você sabia que Resident Evil 2 possui uma cabeça humana decepada, com o código ainda intacto, escondida nos cenários do jogo? É no mínimo macabro! Saiba aonde ela se encontra e como fazer para visualizá-la na matéria a seguir.

Cabeça humana escondida em Resident Evil 2

Perto do início do jogo, após chegar à Delegacia de Raccoon City (R.P.D.), o jogador, controlando Leon ou Claire, encontra o corpo de um policial decepado num dos corredores. Logo em seguida, após encontrar uma poça de sangue, entra uma cena em CG memorável onde o temido Licker, inimigo cego e com uma língua gigantesca, aparece no teto do corredor, assustando o personagem:

Originalmente esta passagem seria um pouco diferente: ao encontrar a poça de sangue, a cabeça decepada do policial lá atrás cairia do teto, aos pés do personagem, antes da cena em CG que revela o Licker. A cena grotesca foi cortada na última hora pela CAPCOM em todas as versões do jogo por motivos desconhecidos (talvez com medo do jogo sofrer alguma censura ou proibição).

No vídeo abaixo a cena cortada da versão final do jogo é restaurada através da edição do seu código na versão de Gamecube:

O grande segredo aqui é que a cabeça não foi excluída do jogo: ela ainda continua lá. A CAPCOM apenas a escondeu, excluindo o código que a faria cair do teto na primeira passagem do jogador por este cenário.

Um pedaço da cabeça ainda é visto no alto da tela à direita no fim do corredor do 1º Licker, praticamente imperceptível à maior parte dos jogadores, se confundindo com a tubulação abaixo dela (1ª imagem). Mas se alterarmos as configurações de tela do original em 4×3 para o formato Widescreen (2ª imagem), através de recursos de emuladores por exemplo,  o milagre acontece e a grotesca cabeça é revelada como mostram as imagens abaixo:

Resident Evil 2 em 4x3.Resident Evil 2 - widescreen

Bizarro, não? Será que o remake do jogo, previsto para Janeiro de 2019, trará alguma referência a este segredo? Haveriam mais coisas escondidas a serem reveladas deste grande clássico do PlayStation? Só o futuro (e o Passagem Secreta) dirá.

Idealizador e criador do Passagem Secreta, vencedor do prêmio Top Blog, cientista da computação, pós-graduado em Educação, professor e, nas horas vagas, gamer.

Facebook Twitter Google+ YouTube Skype 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Gostou do post? Então compartilhe!
Categories: segredos
  1. Daniel Silva
    10, outubro, 2018 em 08:25 | #1

    Bem interessante, curti a matéria, valeu!

  2. 15, outubro, 2018 em 17:50 | #3

    Cara, que doidera! Fez mais sentido a poça de sangue a partir do momento que se sabe que o Licker tava com uma cabeça na boca, hahaha!

    Excelente artigo, Marcos

    Abraço

    • 15, outubro, 2018 em 20:57 | #4

      Valeu Diogo! Se eu te falar que na época de RE2 eu achava estranho aquele "cano extra" (na verdade, parte da cabeça do policial) no teto ninguém acredita.

      Cara, uma coisa que me deixou com a pulga atrás da orelha sobre este assunto: pesquisei muito em sites nacionais e internacionais e não encontrei nada sobre ele. Achava que mais gente conhecia isso.

      Abração Diogo!

      • 17, outubro, 2018 em 21:37 | #5

        Cara, isso é o que eu mais gosto do conteúdo que você produz. Uma das poucas pessoas que conheço que coloca a mão a massa e vai a fundo nas pesquisas. E com relação ao cano, vou te dizer que até achava estranho mas encarava como uma falha no design do cenário, tipo, uma infeliz adição para cobrir falhas, hahaha!

        • 21, outubro, 2018 em 20:08 | #6

          Essa matéria nem precisou de tanta pesquisa assim. Acabei pesquisando mais a abordagem do assunto nos sites nacionais e internacionais, o que acabou me frustrando, já que não encontrei praticamente nada (por isso a ausência das "Referências" ao fim do post, como sempre faço). Antigamente eu pesquisava muito mais. Hoje, com a falta de apoio do meio, não ando tão animado assim pra gastar 2 meses da minha vida pesquisando algo (como ocorreu na matéria sobre Centralia, por exemplo). Mas, enfim, quem sabe isso não mude no futuro?

          Abração Diogo!

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: