Página Inicial > artigos, segredos > Sonic e Blade Runner: Mera coincidência?

Sonic e Blade Runner: Mera coincidência?

Isso é algo que, apesar de ter citado em outros lugares, sempre me esquecia de mostrar para vocês que acompanham o blog, que são pessoas maravilhosas, diga-se de passagem (secreta).

Todos nós aqui conhecemos bem o Sonic The Hedgehog e sua última e diabólica fase, a Scrap Brain Zone. O quartel general de Dr. Robotnik é retratado como um verdadeiro império de destruição, máquinas e caos. A forma como esse cenário é retratado nos lembra em muito o futuro pós-apocalíptico primeiro visto em Blade Runner.

Cena do filme de Ridley Scott. Compare com a camada de fundo da Scrap Brain Act 1

Porém, o que mais denuncia essa tentativa de replicar (sem trocadilho) o clássico de 1982 está na música da fase, composta pelo Masato Nakamura. Repare bem como ela se assemelha bastante com a End Credits do filme, produzida por Vangelis – principalmente pelo uso dos Tímpanos na percussão:

Até hoje, ninguém confirmou se isso essa semelhança toda é intencional ou apenas coincidência. Mas pode-se dizer que o Sonic Team pegou alguma inspiração no filme para desenvolver essa Zona. E vocês, o que acharam? É igual mesmo ou não tem nada a ver?

Atualização: O amigo Eric Fraga, músico gamer de carteirinha (não necessariamente nessa ordem) resolveu analisar melhor as semelhanças, e chegou a essa conclusão. E aí?

Jornalista de games, editor de vídeo e estudante de Audiovisual, escreve atualmente para a Revista OLD! Gamer. Além dos joguinhos, também dá pitacos sobre cinema, TV e tecnologia; sempre acreditando que a ironia é a melhor forma de sinceridade. Ouve Game Music e trilhas sonoras de filmes durante a maior parte do tempo, mas jura que é uma pessoa legal. Seguista, badernista e exorcista.

Twitter YouTube 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categories: artigos, segredos
  1. 16, novembro, 2010 em 06:19 | #1

    CARAMBA! Adorei, e nunca tinha percebido!!!! E olha que sou fã de Blade Runner, tipo filme no top 5, assisto anualmente e tudo mais. Sei lá, como fã de tudo ao mesmo tempo – Blade Runner, Ridley Scott, Sonic e Vangelis – a vista ficava "enuviada" eheheheh

    É igual mesmo! Não vou nem tocar scrap brain zone, os tímpanos são diretamente de Vangelis para o Mega Drive!

    E "replicar sem trocadilho" foi ótima eheheheh

    Passagem Secreta at its finest! ;-)

    • Rafael '00Agent
      16, novembro, 2010 em 06:40 | #2

      Que isso, cara, calma! Legal saber que é uma novidade – e boa – para quem é fã de Sonic e do tio Scott!

  2. 16, novembro, 2010 em 06:32 | #3

    Outro fã de Blade Runner… mas já sou da corrente do "nada a ver" :)

    Tem gente que diz que o acaso não existe, mas eu acho que existe sim, rs… acho que faltam evidências para dizer que rolou uma influência direta, mas é aquela coisa, acho que todo mundo é direta ou indiretamente influenciado por Blade Runner ao retratar esses cenários apocalípticos futuristas, então não é tão nada a ver assim.

    Bom, a verdade é que sou um chato de galochas com esse negócio de dizer se jogo x foi influenciado por filme y, é só ver o comentário enorme e pedante que eu postei aqui: http://revistagamesenior.wordpress.com/2010/10/25

    :)

    • Rafael '00Agent
      16, novembro, 2010 em 06:45 | #4

      É, acho que você parte do ponto de vista que "a gente vê aquilo que quer ver", o que bota água no chope de muita gente que gosta de fazer essas comparações!

      Mas eu sempre achei um barato as músicas se parecerem tanto, e isso que, na verdade, é o destaque do post ;D

      • 16, novembro, 2010 em 06:48 | #5

        É, eu sou um pentelho mesmo :)

        Mas achei o post válido, porque de fato os tímpanos ficaram muito parecidos. Só acho que é coincidência, mas isso não diminui a curiosidade, he he!

        • 16, novembro, 2010 em 08:43 | #6

          Botando lenha na fogueira :D

          Dssa vez não tem erro, eheheheh: as notas da (primeira parte, após a intro) música de scrap brain são praticamente um variante do tema de blade runner, além dos tímpanos idênticos. Isso na música: no fundo ali, a fumacinha também como detalhe… não dá pra ser coincidência, veio diretamente do filme de ridley scott :)

      • 16, novembro, 2010 em 06:49 | #7

        A propósito, já assistiu "A Bruxa de Blair" ouvindo o Kid A do Radiohead? Tem gente que diz que é coincidência, mas eu acho as associações um tanto bizarras para serem acidentais :)

        • Rafael '00Agent
          16, novembro, 2010 em 07:00 | #8

          Hehe, não, mas vou dar uma conferida! Sem contar aquela clássica de que o The Dark Side of The Moon do Pink Floyd serve de trilha sonora para o Mágico de Oz, de 1939! Isso até deu uma baita de uma discussão em um artigo do blog – em que eu acabei levando para o lado cético, que nem você, rs
          http://passagemsecreta.wordpress.com/segredos/ech

  3. 16, novembro, 2010 em 07:17 | #9

    E por falar em replicar, a música do comercial do Escondidinho Sadia é "réplica" da música da Kokiri Forest do Ocarina of Time… http://youtu.be/Rc58sKMedlk e http://youtu.be/2Bf7sHjoKNM

    • Rafael '00Agent
      16, novembro, 2010 em 07:45 | #10

      Até que dá para lembrar da Kokiri Forest, mas acho que a música é mais "trilha genérica de conto de fadas" do que uma homenagem à composição do tio Kondo – se bem que adoraria me convencer do contrário!

  4. 16, novembro, 2010 em 10:04 | #11

    Vamos por partes, como diria Jack.

    Quando vi a chamada da matéria fiquei cético por ser Blade Runner, filme que ajudou a construir toda uma cultura cyberpunk, lembrado, homenageado e copiado em diversas obras.

    Mas, após ouvir com atenção as duas músicas, não posso negar a grande semelhança entre elas. E evidencio isso pelo fato de eu conseguir, ao ouvir uma das músicas, conseguir "pular" automaticamente para a outra.

    Acho válido tanta a atenção por curiosidades, possíveis segredos, quanto o ceticismo em aceitar os mesmos, mas acho que o ideal é o equilíbrio. No caso de Sonic 3 e Michael Jackson, evidências via depoimento acabaram por aparecer mais tarde, apesar de todo o ceticismo (e, na minha opinião, ainda haver algumas controvérsias). No caso do plágio do tema de Metal Gear àquela música russa, acabou sendo tão impactante que o tema foi evitado em certas apresentações de game music (embora isso não prove nada).

    Penso que aqui houve uma influência mais que direta de Blade Runner. Enquanto não aparecem evidências conclusivas (como uma entrevista com Masato Nakamura) fica na escala do rumor, algo que pode ou não se confirmar.

    • Rafael '00Agent
      16, novembro, 2010 em 10:47 | #12

      Falou e disse tudo, cara! Dá até vontade de roubar parte do seu texto e colar no post!

  5. Eduardo Shiroma
    16, novembro, 2010 em 11:56 | #13

    Estou supreso por ver você, 00Agent, a escrever sobre Blade Runner, algo que você detesta! Hehehehe!

    Sou da opinião que foi mera coincidência. Apesar de terem timbres parecidos, acho que Nakamura não bebeu da fonte de Vangelis.
    E permitam-me "puxar o saco" do Vangelis, afinal as músicas dele são "coisa de grego"!
    Ele tem algo que comparo a Yuzo Koshiro, não pela música, mas por um ponto em comum. Explicarei meu ponto de vista: Quando pergunto as pessoas se já assitiram ao filme Carruagens de fogo hoje em dia, a maioria responde negativamente, mas quando pergunto se sabem qual é a música (o tema da abertura, com os caras correndo na praia), logo se lembram, e alguns até citam o nome.
    Pois bem, Vangelis fez com que sua música ficasse mais marcada que a obra que a consagrou, e eu digo que o mesmo ocorreu com Koshiro e a série Streets of Rage. Quando se fala nos jogos da série, inevitavelmente nos vem a mente as músicas. É digno de mérito um compositor ganhar tal destaque.

    Bem, é isso. Desculpem-me por divagar, mas fui tomado por um momento de adulação. :P

    • Rafael '00Agent
      16, novembro, 2010 em 12:07 | #14

      Desde aquele dia que falei mal do filme, eu acabei tentando assistir novamente… Ele subiu no meu conceito, mas… Eu sempre gostei da trilha sonora – e do trabalho de Vangelis em geral – e continuo preferindo ouvir a OST do que assistir ao filme!

      Mas é isso aí que você falou, e o que admiro muito em vários compositores de trilhas sonoras de filmes ou games: quando a obra musical consegue sobressair-se sobre o projeto ao qual ela foi destinada inicialmente. Nunca assisti Carruagens de Fogo, btw – aliás, eu deveria :D

    • 18, novembro, 2010 em 05:50 | #15

      Ôpa, mais um comentário: como falei com o marcos e o rafael, é 100% certo de que ele usou o trecho principal do tema de Blade Runner como inspiração objetiva na música de Scrap Brain Zone (no trecho após a intro somente). Não é uma questão de timbres (até porque nem é o caso) e sim da progressão de acordes e melodia. Tanto que o resto da música destoa lindamente, mas esqueçam essa última afirmação pra não confundir :-)

      A progressão é a mesma (fui conferir no instrumento, mas nem precisava), só está em outro tom – o que é natural e esperado, e nem tem relevância. A melodia por cima dos acordes é claramente uma variante da original de Vangelis, qualquer músico que compõe ou faz arranjos detecta isso facilmente (deu vontade até de fazer um cosmic fast sobre o assunto, mas sei lá, rs). Some-se a isso o arranjo de tímpano idêntico, além do background do cenário – claramente Blade Runner (isso ninguém tem dúvida né?), ora, qual outro filme de sci-fi você via aquelas chaminés saindo fumacinha? Pode até ter, mas marcante e significativo como na abertura de Blade Runner, não. Só se alguém falar um filme bem underground aí.

      Mesmo se ele nunca admitir, eu não acreditaria. Mas tenho certeza de que se o Nakamura respondesse acerca do assunto, certamente ele admitiria numa boa, até porque isso ficou muito legal como referência e homenagem.

      É absolutamente certo NÃO ser coincidência, ou então o universo dobrou na hora em que Nakamura e o artista da Sonic Team estavam trabalhando em 1991, rs. E outra: essas coincidências não são comuns não (falando de música em geral).

      Como (game-)músico, eu não diria isso somente pela similaridade da música, apenas pra me garantir; mas o cenário de fundo é a cereja no bolo, por isso a certeza. Ou vice-versa: se houvesse só o cenário de fundo, mas a música não tivesse relação nenhuma com a de Vangelis, eu também só "acharia legal a coincidência". Mas os dois juntos? Impossível. Minha certeza íntima de que é uma referência objetiva (que, por sinal, independe da existência do cenário de fundo) deixa de ser 'íntima' por conta dos dois elementos no mesmo lugar. Uau.

      Amigos, desculpem o acesso de (quase) fanatismo, mas, vai, só dessa vez :-)

      • Rafael '00Agent
        18, novembro, 2010 em 06:14 | #16

        Eu não parei para analisar a partitura – até porque ainda estou longe de ser um músico – mas achei que a simplesmente semelhança nos acordes ia ser perceptível (além da percussão) para a gente associar as duas músicas.

        Ainda bem que temos o Eric Fraga para fazer essa análise!

      • 18, novembro, 2010 em 06:21 | #17

        Eu adoro ver o universo dobrando :p

  6. 18, novembro, 2010 em 17:00 | #20

    É verdade. Eu acredito que estas obras de Ficção estão bem próximas da inspiração de universo imaginado por Yuji Naka. Sonic The Hedgehog, diferente de Mario Bros, tem uma atmofera de Ficção Científica. A era da geração X, os garotos de cabelos espetados, os computadores..o cyberpunk se manteve muito popular nos anos 90, tanto no cinema quanto nos games. Sonic veio para suceder (socialmente) Mario Bros, que veio inspirado num ambiente de fantasia dos tempos de Alice no País das Maravilhas.

  7. 19, novembro, 2010 em 09:07 | #21

    hahah, cara achei demais esse post. E sinceramente não sei se fico com a turma que acha que foi mera coincidência ou se é intencional, mas as semelhanças são inegáveis. Ainda vou reler, reouvir e repensar para ter uma opinião mais concisa, mas to pendendo mais pra opinião do Eric Fraga que é o especialista mais indicado no caso.
    Gostei muito do post Rafael, mas curti mesmo foi ver a discussão pegando fogo! hahah

    Abração!

    • Rafael '00Agent
      19, novembro, 2010 em 09:31 | #22

      É aquela coisa: Assistir a um bom barraco não faz mal a ninguém =)

      Valeu!

      • 19, novembro, 2010 em 09:35 | #23

        Não vi barraco nenhum por aqui, só o que eu vi foi o 00 oferecendo um dindin ao Eric para ele endossar a opinião dele… aliás, esse Eric é um farsante :p

        • 19, novembro, 2010 em 10:04 | #24

          Cês tão educados demais para uma disputa filosófica gamer.

          Queremos "ibagens" de porrada, cadê as "ibagens"!?

        • Rafael '00Agent
          19, novembro, 2010 em 10:22 | #25

          É porque o barraco mesmo vai ter na Brasil Game Show.

          Um amigo meu vai filmar o duelo mortal e o vídeo vai sair o próximo Cosmic Cast, entende? É tudo um lance de parcerias ;D

        • 2, dezembro, 2010 em 18:32 | #27

          Ainda vale responder às brincadeiras mais de 1 semana depois? eheheheh

          Pois é Gagá, e olha que o 00Agent deve estar com a conta bancária 00 mesmo, porque até agora não vi a cor do dindin! Ô Mister Fernandes, desliga essa SST Band aí e faz minha transferência pô! Já estou começando a achar que era paranóia esse negócio de parecer música de sonic com blade runner… ôpa…. depósito efetuado, retiro! :p

  8. 22, novembro, 2010 em 14:13 | #29

    Coincidência nada. Foi homenagem mesmo. A música é uma variação. Tanto quanto a harmonia e solo, quanto o ostinato do baixo são referências claras ao tema de encerramento do Blade Runner!

    • 22, novembro, 2010 em 20:39 | #30

      Também tenho essa opinião e gostei dos termos técnicos (embora não entender patavina de música).

      Seria MUITO legal se alguém tentasse provar essa semelhança através de notas musicais comparadas ou algum outro fator técnico, através de uma imagem, por exemplo.

      • Rafael '00Agent
        23, novembro, 2010 em 05:30 | #31

        Isso será providenciado… Acho (olha para um lado, e para outro…)

  9. Ikaros Omega
    1, julho, 2011 em 17:31 | #32

    Normalmente sou cético com questões assim… num sou as da percepção, mas logo da pra ver que o negócio começa muito parecido, sendo só uma variação da musica do Blade Runner

  10. 1, julho, 2011 em 17:45 | #33

    @Ikaros Omega

    Eu não diria "só uma variação"… Mas os temas são muito semelhantes mesmo.

    Aliás, o post virou vídeo, com o Cosmonal tocando e comparando ambos os temas no teclado. Caso tenha interesse em ver (é meio longo)

  11. Ikaros Omega
    6, julho, 2011 em 08:35 | #34

    TAva vendo agora!

  12. Ikaros Omega
    6, julho, 2011 em 08:43 | #35

    Melhor que isso é a arma que o personagem do Blade Runner usa tb é uma das armas existentes em Fallou New vegas!

  13. 6, julho, 2011 em 09:37 | #36

    @Ikaros Omega

    Não sabia disso, sempre quis jogar Fallout, mas duvido que vá rodar na máquina aqui =X

  14. Ikaros Omega
    6, julho, 2011 em 21:39 | #37

    Joga o 1 e o 2! são, pelo menos na minha reles opinião, melhores que os 3d, embora o new vegas seja muito bom!

  15. Ikaros Omega
    6, julho, 2011 em 21:40 | #38

    Alias a quem interessa, a arma se encontra na loja em formato de dinossauro, logo no começo da main quest!

  16. 7, julho, 2011 em 14:32 | #39

    @Ikaros Omega

    Vc quis dizer o contrário né? Blade Runner saiu BEM antes de Fallou 1.

    E jogae Rafael, o Fallout 2 vai te viciar e roda de boa.

  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.
%d blogueiros gostam disto: