Arquivo

Arquivo da Categoria ‘colunas’

Quando a EA Sports quis agradar gregos e troianos

Na Nova Zelândia acontece a Copa do Mundo de Rugby, sendo que durante a mesma edição realizada em 1995 a Electronic Arts a partir do seu selo canadense que até então estava nascendo ainda, a EA Sports (ao menos, na época, a sede da empresa ficava no Canadá) lançou dois jogos com o mesmo tema: Rugby para o Mega Drive. Enquanto o tema era o mesmo para ambos, eles não eram exatamente iguais.

Mas, vem cá, o que é rugby?

Leia mais…

Ping-pong, maratona e até balada – tudo isso em Mortal Kombat

Se existisse um prêmio para a comunidade mais produtiva de material envolvendo uma franquia de games, com certeza seria a de Mortal Kombat. Utilizando os sprites ripados dos jogos mais clássicos da série, alguns fãs desocupados – não necessariamente nessa ordem – conseguem criar diversos vídeos e animações que povoam os sites de humor e blogs de games, incluindo este espaço aqui, já que não é de hoje que abordamos trabalhos relacionados a Mortal Kombat.

Os vídeos abaixo foram produzidos por Steve Williams, mais conhecido pela animação da corrida entre diversos personagens dos games – que, como a gente lembra bem, apareceu em todo lugar. Uma marca comum que ambos os trabalhos possuem está na utilização bem criativa – e trabalhosa – dos personagens, criando situações absurdas e bem engraçadas, além de perfeitamente bem elaboradas.

Agora que já praticamente escrevi um review do cara, vamos lá. O primeiro é essa disputa de Ping-pong entre Johnny  Cage e Baraka. O resultado saiu até no jornal:

Leia mais…

Categories: vídeos

5 exemplos de Game Music cafona e fora de contexto

Há muito tempo atrás, quando a Game Music surgia e presenciava seu momento de ouro, havia muito espaço para experimentação. Afinal de contas, o “gênero” era novo, os artistas eram jovens e não havia padrão; tudo era determinado pelo tipo de jogo e como o músico o interpretaria. Naquele momento, também, vale ressaltar que havia muita influência da música popular vigente, ou seja, ouvindo hoje em dia, muitas das composições daquela época podem soar um pouco bregas ou datadas, justamente porque refletia o Pop e o Rock daquele momento. Mas ainda assim elas são de certa forma memoráveis, ou se associam perfeitamente com o game.

No entanto, existem certos equívocos, ou seja, quando a faixa soa bem cafona e não tem quase nada a ver com jogo. E a ideia desse post é justamente a de captar esses momentos em que os músicos não foram muito felizes em suas escolhas. Prepare os seus ouvidos para a breguice pura! Leia mais…

Categories: game music

EVO Moment #37 – Daigo vs Justin em 8-bits

 

Quem não se lembra do vídeo abaixo, o “EVO moment #37“, possivelmente o vídeo mais foda fantástico de um contra em um game de luta? É de arrepiar:

Leia mais…

Categories: vídeos

Passagem Pirata #1: Street Fighter EX Plus Alpha (SNES)

Street Fighter EX Plus Alpha na sua versão para Super NES foi  eleito com uma enorme vantagem em relação aos outros jogos. O resultado final detalhado está aqui embaixo. Logo após a análise do jogo e os cenários e dos personagens dele você poderá escolher o próximo jogo da jornada, agora com somente jogos de NES. Como Street Fighter ganhou esta, ele não aparece nesta enquete.

 

Leia mais…

Passagem Secreta para um Futuro Alternativo – E se… A Capcom tivesse lançado seu próprio console?

Preparem-se para mais uma viagem a um universo paralelo, onde imaginamos: o que aconteceria se a história dos games fosse diferente? Voltando de novo à era dos 16 bits, na época da grande batalha dos consoles que se seguiu entre as décadas de 80 e 90, o que podemos imaginar se uma das maiores empresas de games, a CAPCOM, tivesse metido o pé na jaca e entrado nessa disputa?

Não deixe de ver esse vídeo para entrar no clima:

Entre aqui no nosso De Lorean e vamos voltar outra vez no tempo, na época em que Mega Drive e Super Nintendo se degladiavam para nosso delírio!

Leia mais…

Passagem Pirata #0: Início de trabalhos

Banner - Passagem Pirata

É a nova maratona do Passagem Secreta onde irei fazer uma viagem pelos jogos que marcaram a pirataria. E o que são considerados jogos piratas? São todos aqueles produzidos sem a licença da empresa que criou o videogame, muitas vezes totalmente originais (como os da Camerica), os jogos feitos com personagens de outras empresas utilizados sem licença (como os Street Fighters para NES) ou mesmo um hack de jogos oficiais (como os Futebol Brasileiro de SNES). Todos eles entram na categoria de jogos que serão analisados nesse blog.

Leia mais…

Coincidência ou Plágio?

Todo mundo sabe que um jogo sem uma boa trilha sonora não é nada. Mas e quando a trilha te lembra (ou é) outra música famosa? Seria plágio? Seria uma homenagem? Só coincidência?

Sugiro que ouçam primeiro as músicas e tirem suas conclusões. Viajei nas comparações? São muito parecidas mesmo? É plágio?

Confira mais a seguir:

Leia mais…

Como as revistas viam os jogos piratas

Street Fighter de RodoviáriaPor mais que as revistas brasileiras falassem que jamais falariam de jogos piratas, elas sempre acabavam falando, principalmente a Ação Games. A SuperGamePower chegou a falar, ainda que rapidamente do Divine Sealing (Mega) e o Strip Fighter (TG16) mas aqui falaremos somente das matérias completas em si. Os jogos citados serão melhor detalhados no futuro aqui mesmo no Passagem. Clique nas imagens para ampliá-las.
PS: Ainda faltam algumas revistas mas assim que elas foram escaneadas, me comprometo a atualizar este artigo e avisá-los.

Leia mais…

Podcast Passagem Secreta – Creepypastas, lendas urbanas e histórias cabulosas


O mês de agosto não é apelidado de “mês do desgosto” à toa. Muitos acontecimentos guardados como tragédias na História ocorreram neste período do ano, como o início da Primeira Guerra Mundial e o suicídio de Getúlio Vargas, em 1954. A crença popular determina a época como sendo do mau agouro, do azar, dos piores momentos e, para completar, é também o mês do cachorro louco!

Diante disso, é uma ótima oportunidade para lançar o mais novo Podcast do Passagem Secreta, que não somente é uma tragédia por si só, como também trata de um assunto que sempre gera interesse por parte da galera que acessa o blog: as Creepypastas mais famosas dos games!

Leia mais…

Os piratas argentinos para Mega Drive

Volto a falar de um assunto que gosto demais: os piratas, hacks e assim por conseguinte. Na América do Sul houve produção de jogos tanto de forma legal quanto ilegal de games durante o período dos 16 bits tanto no Brasil, quanto na Argentina e no Peru. Na Argentina há de se considerar três jogos que foram emulados: dois hacks, um de futebol e um de corrida e um original, de truco! A propósito, antes que alguém comente, é possível que a origem do futebol argentino, brasileiro de SNES sejam peruanas, com a narração bizarra feita lá. Topdos os jogos citados aqui foram vendidos na Argentina e em outros países da América do Sul.

Leia mais…

Giygas (Mother 2/Earthbound, SNES), o chefe mais assustador de todos os tempos

Como pode-se ver pela foto, o post não é para os cardíacos, emotivos ou simplesmente medrosos. Mas de certa forma, eu sei que você tem pedido por isso, principalmente após acompanhar outras histórias cabulosas aqui no Passagem Secreta, como o mito de Lavender Town. Porém, diferente desse caso, o post a seguir é uma experiência de jogo real, sem subliminaridades ou contos fabricados: aqui, o negócio é pra valer mesmo! Por isso, caso ainda não conheça, venha conferir a história por trás de Giygas, o chefe final de Mother 2 (Earthbound) de SNES… Se tiver coragem!

Leia mais…